A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 23 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


11/11/2015 06:00

Deputada vota a favor, mas diz que é contra alta de imposto

Edivaldo Bitencourt

Reconhecimento - O presidente da OAB/MS, Júlio Cesar Rodrigues, recebeu o trófeu Mérito da Advocacia Raymundo Faoro, concedido pela Conseho Federal da entidade. Esta é a primeira vez que um presidente da seccional de MS receber a homenagem, segundo a assessoria da Ordem. 

Agora vai – Após quase três meses no cargo, o prefeito da Capital, Alcides Bernal (PP), deve, finalmente, lançar hoje a retomada da operação tapa-buraca. Nove empresas devem participar da ação para acabar com o pesadelo diário dos motoristas.

Supervisão – O Exército não vai participar da operação para acabar com os buracos nas ruas e avenidas de Campo Grande. O CMO (Comando Militar do Oeste) deve participar da supervisão dos trabalhos, que será realizado por nove empresas.

Sem líder – O prefeito Alcides Bernal não está preocupado em definir, logo, um líder na Câmara Municipal. Ele mesmo assumiu a articulação com os vereadores. A centralização vem sendo a principal marca da atual gestão, já que Bernal não delega nada para ninguém.

Errata – O rito para aprovar o relatório final da Comissão Processante contra Gilmar Olarte (PP) seguiu o mesmo rito adotado contra Bernal. A Câmara Municipal garante que o relatório deve ser disponibilizado aos vereadores da sessão de julgamento, prevista para quinta-feira. A assessoria do legislativo garante que não há tratamento diferenciado.

Pragas – A situação do ex-vereador Alceu Bueno não anda fácil. Após renunciar ao mandato, ser alvo do MPE por ocupar terreno do município e ser denunciado por exploração sexual de adolescentes, ele foi condenado pela Justiça por compra de votos. E o pior, será obrigado a passar o fim de semana em albergue, uma espécie de presídio aberto.

Paz – O deputado estadual Marquinhos Trad conseguiu acordo para deixar o PMDB sem correr risco de perder o mandato. Os dirigentes peemedebistas assumiram o compromisso por escrito de não recorrer à Justiça para cassar-lhe o cargo de deputado estadual.

Ponte – Com a decisão de não brigar na Justiça, o PMDB mantém uma ponte com Marquinhos, que deve disputar a Prefeitura de Campo Grande em 2016. Ou seja, a esperança é de que um apóie o outro em eventual segundo turno.

Contra - A deputada Mara Caseiro (PTdoB) pretende votar contra o aumento do ITCD. Apesar de ter aprovado o aumento do ICMS sobre produtos supérfluos e do IPVA para veículos com mais de 15 anos, a deputada diz que, agora, é contra porque o povo não pode pagar pela crise econômica causada no País pela presidente Dilma Rousseff (PT). O ITCB atinge principalmente os mais ricos.

Contra também – O PT vai continuar contra o aumento do ITCD. Apesar do partido defender a aprovação da CPMF em nível nacional, a bancada petista na Assembleia é contra o aumento de impostos. Pedro Kemp (PT) liderou os deputados estaduais na votação contra todos os aumentos de impostos propostos pelo Governo estadual.

(colaborou Leonardo Rocha)

Vinda de Temer a MS atraiu poucos políticos
Recepção solitária – Programada em meio ao clima de tensão política sem fim em Brasília, a agenda do presidente Michel Temer em Mato Grosso do Sul no...
Crise da JBS rouba atenção de Temer
Foco na JBS - No Governo do Estado, a vinda do presidente Temer a Mato Grosso não teve a mobilização típica de visitas anteriores de presidentes. Na ...
Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...



Contra - A deputada Mara Caseiro (PTdoB) pretende votar contra o aumento do ITCD. Apesar de ter aprovado o aumento do ICMS sobre produtos supérfluos e do IPVA para veículos com mais de 15 anos, a deputada diz que, agora, é contra porque o povo não pode pagar pela crise econômica causada no País pela presidente Dilma Rousseff (PT).

A nobre deputada...é uma brincalhona...se é contra, por favor vote contra.
 
Araujo em 11/11/2015 12:18:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions