A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 19 de Agosto de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


28/06/2017 06:00

Deputado reclama de indiferença dos colegas

Marta Ferreira

Queixa - O deputado Paulo Siufi (PMDB) voltou a reclamar dos integrantes da CCJR porque rejeitaram um novo projeto dele na comissão. O peemedebista alega que sempre passa a matéria para consultoria jurídica da Assembleia, antes de apresentá-la. O primeiro embate do parlamentar na Assembleia foi justamente por causa desta situação, com o deputado Beto Pereira (PSDB).

Aviso - Beto Pereira, inclusive, alertou quando foi eleito presidente da CCJR, que a comissão teria postura mais rígida e exigente em relação aos projetos, pois segundo ele, muitas matérias eram aprovadas na Assembleia e depois voltaram com um veto do governo, por apresentar vícios de inconstitucionalidade. A sua promessa está sendo cumprida na prática.

Sem refri - O deputado Márcio Fernandes (PMDB) diz que aguarda uma resposta do Governo Estadual, sobre um eventual acordo em relação ao seu projeto, que proíbe a venda de refrigerantes em escolas públicas e privadas, para o ensino fundamental. Ele ponderou que a expectativa é sobre uma "liberação" da base aliada, para derrubar o veto do governador sobre o tema.

Rejeitaram – No primeiro embate entre vereadores e a prefeitura para instituir um Projeto de Lei que foi vetado pelo Executivo, quem ganhou foi o Legislativo. Na sessão dessa terça-feira (27), a maioria dos parlamentares votou por rejeitar o veto do prefeito Marquinhos Trad (PSD) sobre a criação da Semana de Valorização do Patrimônio Histórico e Cultural de Campo Grande.

Apelo – A principal justificativa do chefe do Executivo é de que a proposta vai onerar os cofres do município. O líder do prefeito na Câmara, Chiquinho Telles (PSD), chegou a dizer que o secretário de Finanças, Pedro Pedrossian Neto, tem feito “milagre” para sustentar a folha dos servidores. Entretanto, não comoveu os colegas.

Parentes – Na hora de dar seu voto, Valdir Gomes (PP) apontou uma situação inusitada, já que o autor do projeto Otávio Trad (PTB) é sobrinho de Marquinhos. “Lembro uma coisa, ele é parente do prefeito, como que veta? Se veta o dele, o nosso não vai passar mais nenhum”, disse o pepista antes de rejeitar o veto, o que gerou risos no plenário.

Sem essa –
Posteriormente, Otávio fez questão de destacar que só tem feito sua função de vereador, enquanto o tio faz a dele de prefeito, e que “será sempre assim”. O presidente da Casa de Leis, João Rocha (PSDB), também celebrou a “quebra de paradigma”, em que não há favorecimento pelo parentesco.


Luto - O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) não foi à sessão solene em comemoração aos 100 anos do ex-governador Wilson Barbosa Martins na noite desta segunda-feira (26) na ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul). Por carta, ele justificou que teve de ir ao velório Wilson Fraga Fontoura, 41, e seu filho Luiz Fernando Ferreira Fontoura, de apenas 12 anos, que morreram em acidente MS-436 na noite de domingo (25).

Memória - Além de fazer o papel de senadora durante homenagem a Wilson Barbosa Martins, Simone Tebet (PMDB) fez questão de lembrar da convivência familiar que teve com o ex-governador, filhas e netos. “Eu convivi com a família muito de perto, fui colega de infância da Fabiana [neta]. Meu pai foi escolhido para ser o vice do Dr. Wilson, quando eu tinha 11 anos. Minha memória é longínqua e para a gente ele é uma figura de exemplo. Uma pessoa que abria o caminho e nós seguíamos sabendo que o caminho era certo”.

Pedido familiar - Em Brasília (DF), o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM) declarou apoio aos médicos grevista em Campo Grande. Ele postou a mensagem no Facebook com a hashtag #DignidadeMédica e ainda frisou que fez "um apelo ao prefeito Marquinhos Trad [seu primo] para que estabeleça uma mesa de negociação". Mandetta foi secretário de Saúde durante a gestão de outro primo, Nelsinho Trad (PTB), irmão de Marquinhos.

(Colaboraram Anahi Zurutuza, Richelieu de Carlo, Leonardo Rocha, Luana Rodrigues e Nyelder Rodrigues)

Rotatória da Coca-Cola e a falta de educação
Boca-suja– O diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Trânsito), Janine de Lima Bruno, contou nesta semana que mudanças na confluência ent...
MDB teve divisões sobre Mochi candidato
Opinião – O deputado Eduardo Rocha (MDB) admite que a escolha de Junior Mochi para candidato na legenda não teve consenso desde o início, após a desi...
Senador critica "descaso" com Paraguai
Vizinho desprestigiado – O ministro Carlos Marun, da Secretaria de Governo, e o senador Pedro Chaves (PRB/MS) foram os dois únicos representantes de ...
Campanha tucana atrai 75% dos prefeitos
Apoio – Enquanto o MDB, antigo aliado histórico do PSDB, patinou para fechar sua candidatura do governo do Estado, os tucanos contabilizam adesões. N...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions