A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 20 de Novembro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


12/03/2014 06:00

Dia histórico e as expectativas

Edivaldo Bitencourt

O dia – O dia 12 de março de 2014 pode entrar para a história de Campo Grande. Os 29 vereadores decidem, nesta quarta-feira, se cassam ou não o prefeito Alcides Bernal (PP). Para tirar o progressista do cargo, são necessários 20 votos, no mínimo.

Super poderosas – O prefeito contará, hoje, com um quarteto feminino de peso em sua defesa na Câmara Municipal. As secretárias da Mulher, Jaqueline Romero, do Desenvolvimento Econômico, Darleng Campos, dos Esportes, Leila Machado, e da Agência de Regulação, Ritva Vieira, agem como as meninas super poderosas em defesa de Bernal.

Otimista – Defensora ardorosa do prefeito, Ritva está otimista quanto ao resultado de hoje. Enquanto muitos apostam que o placar será acachapante, ela diz que o prefeito terá 17 votos contra a cassação.

Oposição – Mesmo contanto com 19 vereadores fechados para tirar o prefeito do Paço Municipal, a oposição vem trabalhando intensivamente para ampliar o placar. Os adversários mais otimistas acham que vão conseguir 22 votos contra Bernal.

Chuva – A Meteorologia não deve ajudar muito quem deseja acompanhar de perto o momento histórico de Campo Grande. A Defesa Civil até emitiu alerta para o risco de temporal nesta quarta-feira. O tempo será nublado e com sol o dia todo.

Distante – Até lideranças do PT admitem desgaste da administração Bernal. Apesar de estar disposto a defendê-lo até na ONU, eles admite, reservadamente, que o prefeito não ajuda muito com a intransigência no comando da Capital.

Otimista – Nomeado por Bernal após pressão do PTB, Jean Saliba está otimista quanto ao julgamento de hoje. Ele aposta que Bernal fica no cargo apesar da oposição dar como certa a cassação.

Perda de dinheiro – A Prefeitura deve perder recurso e até ver os repasses para a saúde serem reduzidos em decorrência da gestão de Ivandro Fonseca. Além de não aplicar R$ 42 milhões, a Secretaria Municipal de Saúde pode ser obrigada a devolver recursos para a União porque os projetos não foram executados.

Casamento – Campo Grande será palco de uma grande festa de casamento no início de abril. Neto do empresário Paulo Constantino, responsável pelo transporte coletivo na Capital, vai se casar no dia 5 do próximo mês. Ele é filho de Hélio Meneguin e Iris Marta.

De novo – O tomate volta a ser o vilão na mesa do brasileiro. A fruta teve aumento de 142% no preço em relação janeiro. Segundo o Dieese, a correção em fevereiro foi a maior entre as 18 capitais pesquisadas.

(colaboraram Filipe Prado, Angela Kempfer, Josemil Arruda, Lidiane Kober e Kleber Clajus)

Infrações em SP tiram CNH de Bumlai
Suspenso – Conhecido nacionalmente como “ o amigo do ex-presidente Lula”, o pecuarista sul-mato-grossense José Carlos Bumlai teve a CNH (Carteira Nac...
Mandetta já recebe cobranças como ministro
Quase lá – Dada como certa, a indicação de Luiz Henrique Mandetta para o Ministério da Saúde tem expectativa de anúncio para esta semana. Antes mesmo...
Moro deve levar chefe da PF em MS para Brasília
Já vai - Tudo indica que a temporada do delegado da Polícia Federal Luciano Flores na chefia da superintendência da corporação em Mato Grosso do Sul ...
Mochi prevê chamar concursados ainda em 2018
Aguardem - O presidente da Assembleia, o deputado Junior Mochi (MDB), voltou a reafirmar nesta semana que deve fazer nova chamada de aprovados em con...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions