ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  28    CAMPO GRANDE 25º

Jogo Aberto

Discussão acalorada faz vereadora derramar lágrimas

Por Jhefferson Gamarra, Ângela Kempfer, Clayton Neves e Adriel Mattos | 13/05/2022 06:00
Momento em que Camila Jara (de blaser branco) dá as costas para Tiago Vargas, que fica gesticulando e "falando sozinho". Outros vereadores observam. (Foto: Reprodução)
Momento em que Camila Jara (de blaser branco) dá as costas para Tiago Vargas, que fica gesticulando e "falando sozinho". Outros vereadores observam. (Foto: Reprodução)

Ânimos exaltados – Antagonistas na Câmara Municipal, os vereadores Camila Jara (PT) e Tiago Vargas (PSD) protagonizaram mais uma discussão acalorada no plenário da Casa, desta vez, com direito a choro da parlamentar petista.

Segue o jogo - Camila Jara minimizou a situação e as lágrimas derramadas, alegando que a discussão foi por conta do projeto de lei de autoria de Tiago Vargas, que cria o programa "Infância sem Pornografia", aprovado na sessão.

Sem baixaria – A assessoria da parlamentar disse que a discussão, ocorrida fora do alcance do áudio das câmeras da sessão, foi apenas sobre o tema em questão, sem insultos no campo pessoal.

Coração falou mais alto - Sem se aprofundar no mérito da briga, a petista usou o microfone no final da sessão para esclarecer o ocorrido. “Gostaria de dizer que a política é feita com dados, debates técnicos e também de emoção, porque isso impacta diretamente na vida das pessoas e aqui nessa Casa vários de vocês não sentem as dores que nós mulheres sentimos no meio do caminho”, discursou.

Trato diferenciado – Após fala da vereadora, o presidente Carlos Augusto Borges, o Carlão (PSD), entendeu a situação e pediu compreensão aos demais colegas de parlamento com única vereadora da Capital. “O campo da política é isso, a emoção. Vossa Excelência é a única mulher que tem nesse plenário, então todos nós temos que ter um pouco de calma com Vossa Excelência, porque não é que a mulher seja frágil, mas é que são mais emotivas que a gente”, disse o presidente.

Vem aí – O vereador Ademir Vieira Júnior, o Coringa (PSD), anunciou, na sessão de quinta-feira (12), da Câmara de Campo Grande que sua equipe está editando um projeto de lei que autorizará a prefeitura a implantar o transporte de passageiros por vans. Segundo ele, a futura concorrência com os ônibus já é realidade em outras cidades. "Você vai no Rio de Janeiro [RJ] e tem [vans], em Maringá [PR] tem", afirmou.

Unidos – O PSDB anunciou nas redes sociais que acertou com Cidadania e MDB uma pesquisa para só então decidir se terão candidato próprio ou formarão uma frente contra Lula e Bolsonaro. O levantamento pode colocar por terra a candidatura da senadora sul-mato-grossense Simone Tebet (MDB), que não aceita ser vice. O resultado sairá em 18 de maio.

Viúva não – Pré-candidato do PDT, Ciro Gomes anda flertando com Simone Tebet, na tentativa de convencê-la a ser vice em sua chapa para presidência em 2022. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, disse que gosta da sul-mato-grossense por ser uma pessoa “diferente” e que está sendo “traída pelo próprio partido”. “Ela não é uma viúva do bolsonarismo igual o Doria”, cutucou.

Propaganda enganosa – As redes de fast food McDonald’s e Burger King responderam requerimento apresentado pelo senador Nelsinho Trad (PSD), solicitando esclarecimentos sobre polêmica envolvendo hambúrgueres anunciados como de picanha e costela, mas que não são produzidos com as respectivas carnes. As empresas rebateram acusações de propaganda enganosa e alegaram que sempre deixaram claro a composição dos cortes usados nos lanches.

Desmontado – Durante a sessão de quinta-feira (12) da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Paulo Duarte (PSB) pediu aparte a Pedro Kemp (PT), que comentava projeto de lei do Executivo sobre contratação temporária de profissionais de nível na Rede Estadual de Ensino. O que chamou a atenção do petista foi a qualidade da imagem de Duarte. O pessebista participava da sessão por videoconferência e Kemp disparou: "Deputado, o senhor está andando a cavalo?", já que a câmera do colega estava balançando. E Duarte respondeu: "Já desmontei", brincou.

Nos siga no Google Notícias