A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 27 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


12/12/2013 06:00

Doença de prefeito é tabu

Edivaldo Bitencourt

Coincidências – O atestado médico virou “moda” para escapar de depoimentos na Câmara Municipal. Além do prefeito Alcides Bernal (PP), que encaminhou um atestado médico por três dias, o recurso já foi utilizado em outras três ocasiões para fugir do confronto com a Câmara.

Pioneiro – O pioneiro foi o representante da MegaServ, empresa que ganhou um contrato de R$ 4,7 milhões para fazer a limpeza dos postos sem licitação. Depois o recurso foi adotado pela chefe da Central de Compras e pelo secretário municipal de Administração.

Diabete – A doença do prefeito da Capital é um assunto tabu entre os aliados. Nos bastidores, todos comentam que ele sofre com a diabete. No entanto, ontem, após o líder do prefeito, Marcos Alex (PT), confirmar a enfermidade, o prefeito negou a doença e alegou que o petista não é médico.

Presente – Presidente da CPI do Calote e um dos mais ferrenhos adversários de Bernal, Paulo Siufi tem motivos de sobra para mudar de lado na Câmara Municipal. Além de emplacar a prima e amiga no Instituto Municipal de Previdência, ele ainda conseguiu ganhar seis funcionários para o gabinete.

Menos um – Na disputa com Bernal para cassa-lo, o PMDB corre o risco de perder a principal voz em defesa da Comissão Processante. Paulo Siufi foi o único vereador a votar a favor dos três pedidos de investigação contra Bernal na Câmara e até ameaçou ir à Justiça para apeá-lo do Paço Municipal.

DEM – Na Câmara, o assunto é saber quem será o próximo a aderir à base aliada. Líder do grupo de oposição, Airton Saraiva (DEM) disse que vai discutir o assunto com a direção estadual. “Vou pensar e avaliar politicamente para não me arrepender amanhã”, afirmou o democrata.

Mais amplo – Com três vereadores, o PTdoB ainda não discutiu a adesão. No entanto, segundo o vereador Eduardo Romero, o partido deve promover um debate mais amplo, com todos os filiados, para definir o futuro. “Mas não teve conversa nem reunião neste sentido”, garantiu o parlamentar.

Duas posses – O vereador Marcos Alex, líder do prefeito na Câmara Municipal, pode ser empossado duas vezes neste ano. Ele assumiu o mandato como suplente da vereadora Thaís Helena. Com a cassação do mandato da companheira, ele pode ser empossado com vereador efetivo.

Prazo – O presidente da Comissão Processante, Edil Albuquerque (PMDB) promete concluir os trabalhos neste ano. Independente do depoimento do prefeito, ele garante que a comissão faz relatório e encaminha a decisão para o plenário antes do recesso. Se Bernal não aparecer, o trabalho será concluído a revelia, garante.

Campanha - A ex-vereadora, irmã do presidente da Assembleia, Jerson Domingos, Teresa Name, circula por Campo Grande numa camionete – com mensagens adesivadas de Feliz Natal e com assinatura do vereador Carlão (PSB), – distribuindo panetones e brinquedos na periferia da cidade. Ela é candidata à deputada estadual, mas diz que sua atitude é rotineira, já faz isso há anos.

(Colaborou Kleber Clajus)

Entre a decisão e as prisões da Oiketicus
Prazo - As prisões da Operação Oiketicus, que investiga o envolvimento de policiais com a Máfia do Cigarro, foram autorizadas no dia 10 de maio pelo ...
Empréstimo do BNDES não empolga Reinaldo
Queremos mais - O dinheiro que o BNDES está oferecendo em linha de crédito específica para a segurança é “bem vindo”, mas a ação do governo federal é...
Gaeco tem suspeita de vazamento
Desconfiança – O Gaeco (Grupo de Atuação de Combate ao Crime Organizado), responsável pela investigação que aponta envolvimento de policiais militare...
DEM e a disputa entre André e Reinaldo
Já escolhi - Sobre a declaração de Puccinelli que estaria "namorando" o DEM, o deputado Zé Teixeira fez brincadeira para dizer de qual lado da disput...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions