A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


14/05/2016 06:00

É golpe ou não? Impeachment ainda divide políticos

Waldemar Gonçalves

Mais velho – O governador Reinaldo Azambuja matou serviço em plena sexta-feira. Por causa justa. Reuniu a família na fazenda, em Maracaju, para almoço em comemoração aos seus 53 anos. A folga será compensada com agenda cheia neste sábado, primeiro “Dia D” da Caravana da Saúde, em Campo Grande, que ele promete acompanhar de perto.

“Golpe”... – O afastamento de Dilma Rousseff (PT) da Presidência da República segue difícil de engolir para alguns petistas. O deputado estadual João Grandão, por exemplo, emitiu nota ontem em que, entre outras coisas, reitera a opinião sobre um “golpe” contra a correligionária, um processo “essencialmente político”.

Ilegítimo – Segundo Grandão, o “golpe” foi “tramado pelos que se acham os donos do poder”, sendo “totalmente ilegítimo”. Por fim, convoca uma “verdadeira batalha em defesa da democracia”.

Recomeço – Já para os defensores do impeachment, a saída de Dilma é vista como a oportunidade de recomeço. Para o senador Waldemir Moka (PMDB-MS), o Brasil agora tem a chance de recuperar a credibilidade internacional, retomando investimentos e melhorando os indicadores econômicos.

Alheio às normas – Uma das principais críticas de Moka, membro da comissão do impeachment no Senado, é em relação à forma como o governo do PT desconsiderou, na visão dele, os princípios da boa gestão pública. “Percebemos que o governo não tinha qualquer respeito com as normas, em especial com a Lei de Responsabilidade Fiscal, criada para dar um basta às farras fiscais no País, em todos os poderes”.

Melhor solução – O deputado federal Geraldo Resende (PSDB-MS) acredita que, com Michel Temer na Presidência, a bancada sul-mato-grossense terá mais proximidade com o governo federal, já que existe boa relação política da maioria dos deputados e dos senadores com ele. “Foi a melhor solução. A presidente Dilma não tinha mais condições políticas e éticas para continuar no cargo”.

Estou ótima – Em São Paulo para exames pós-operatórios, depois de ser submetida a cirurgia no mês passado, a deputada estadual Antonieta Amorim (PMDB) diz que espera voltar a Campo Grande e ao trabalho na próxima terça-feira (17). “Estou ótima. Porém, ainda aguardo a liberação médica, estou estudando e mantendo contato sobre as ações na Assembleia, espero refazer os exames e voltar semana que vem”.

Bernal não foi – Prevista para iniciar às 8h, a força-tarefa da Caravana da Saúde no bairro Noroeste, ontem, teve um atraso de uma hora enquanto as autoridades de saúde do município e Estado aguardavam a chegada do prefeito, Alcides Bernal (PP). Ele não apareceu.

Muita gente – A assessoria de comunicação da prefeitura não informou o motivo do cancelamento da agenda do prefeito na Caravana da Saúde. A ação, organizada pelo governo estadual, contou com a participação do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Exército e agentes de saúde, que realizaram visitas nas casas da população do bairro e a limpeza em alguns terrenos com mato alto e lixo.

Ligações inesperadas – A atual linha de telefone celular usada pelo senador Raimundo Lira (PMDB-PB) é a mesma que, até dois anos atrás, servia a Delcídio do Amaral (sem partido-MS) em Brasília. Coincidência ou não, o peemedebista é o presidente da comissão do impeachment no Senado, enquanto o ex-petista, cassado nesta semana, foi fundamental no processo de afastamento de Dilma, principalmente após sua delação premiada à Lava Jato.

(com a redação)

Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...
PMs presos têm “festival de ações”
Conhecidos da justiça - Entre as duas dezenas de policiais militares de Mato Grosso do Sul presos esta semana por suspeita de facilitar a vida dos co...
O entrave no cadastro de pedófilos
Entrave burocrático – Autor do projeto de lei que criou o cadastro de pedófilos em Mato Grosso do Sul, o ex-deputado estadual Carlos Alberto David, d...
Assembleia agora tem 8 "independentes"
Mais uma – Depois de votar com o governo por três anos e meio, a deputada estadual Grazielle Machado(PSD) anunciou que agora será “independente”, ass...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions