A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


12/04/2016 06:00

Em tempos de crise, máxima do governo é responsabilidade

Waldemar Gonçalves

Limite da responsabilidade – Ao comentar, em discurso ontem, o atual cenário de crise econômica no Brasil, o governador do Estado, Reinaldo Azambuja, lembrou que “o limite do governo é o da responsabilidade” e que, em Mato Grosso do Sul, esta máxima é levada a sério para garantir o bom andamento da máquina pública. Em seguida, comentou que irá a Brasília (DF) amanhã com a missão de “destravar recursos” para o Estado, onde a negociação não tem sido fácil.

Ação saudável – Na mesma ocasião, o governador também destacou a importância da Caravana da Saúde, principalmente para o interior do Estado. Em Dourados, onde o projeto chegou nesta semana, a expectativa é fazer 6,5 mil cirurgias. Há paciente esperando há 20 anos para ser operado, disse Reinaldo. Mais do que o atendimento, o legado deixado pela iniciativa, incluindo a cessão de equipamentos aos municípios, é o mais importante, avalia o tucano.

Assina, Bernal – “Só fica em cima do muro caco de vidro e gato safado”. Com esta frase o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), encerrou discurso frente a agentes de saúde pública, em que reafirmou que ainda precisa do aval da Justiça Eleitoral para conceder o reajuste salarial de 9,57%. Coincidência ou não, na saída, vários agentes o chamavam justamente de safado. “A gente veio ver ele assinar nosso reajuste e nada!”, reclamava um grupo na porta da Seleta, onde aconteceu o encontro.

Quem recusa dinheiro? - Em seu discurso, Bernal atacou o Legislativo Municipal. “O BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) ofereceu R$ 12 milhões ao município e a Câmara Municipal rejeitou. Os vereadores rejeitaram o aumento para os servidores. Nunca vi também vereadores diminuírem a suplementação do Executivo. É assustador!”, disse o prefeito.

Contra ataque – Depois que o prefeito conversou com os agentes de saúde, começou o contra-ataque por parte do Sindicato dos Servidores Municipais. Começou a circular áudio via WhatsApp do sindicalista Marcos Tabosa em que dizia: “O prefeito foi aí e mentiu para vocês! Espero todo mundo às 11h20 na prefeitura”. Pouca gente atendeu a convocação. Resta saber quem vai ganhar a guerra.

Time de frente – O governador escalou a vice-governadora, Rose Modesto, e os secretários Eduardo Riedel e Carlos Alberto de Assis para conduzir a negociação do reajuste salarial com os servidores. Eles tentam convencer as categorias a aceitar o abono de R$ 200, para que depois, de forma individual, possa negociar melhorias para cada sindicato.

Fogo amigo – A vereadora Virginia Magrini postou em uma rede social fotos de buracos em Dourados e cobrou providências da prefeitura. Só se esqueceu que até o início deste mês o responsável pelo serviço de tapa-buraco na cidade era Vanderlei Carneiro, pré-candidato a prefeito pelo PP, mesmo partido da vereadora.

Ah, o amor – A deputada estadual Grazielle Machado (PR) enalteceu no Facebook o amor dos pais, o ex-deputado Londres e Ilda, ex-prefeita de Fátima do Sul: “Depois de 50 anos... ‘Eu amo você. Eu sou quem eu sou por sua causa. Você é toda a razão, toda a esperança e todos os meus sonhos’, disse meu pai. Com as flores e o cartão nas mãos, minha mãe abraçou meu pai e disse com lágrimas: ‘Eu não sei viver sem você’. Que lindo, eu pude comprovar que o amor, ainda existe!”.

Muito amor – E se engana quem acha que as postagens de Grazielle têm pouca receptividade. No caso da citação referente ao casamento dos pais, foram 19,5 mil curtidas e mais de 700 comentários.

Invasão – Falando em Facebook, a citação abaixo foi postada semana passada na página do senador Waldemir Moka (PMDB-MS) junto a um vídeo em que ele fala na Comissão de Agricultura do Senado. “Não existe ‘ocupação’ de área que tenha dono. Isso se chama ‘invasão’. É retórica para encobrir crime grave praticado pelo MST. Procurei deixar claro hoje, na audiência pública da Comissão de Agricultura do Senado, que teve a participação do ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, sempre muito atencioso com o Congresso Nacional”.

(com a redação)

Crise da JBS rouba atenção de Temer
Foco na JBS - No Governo do Estado, a vinda do presidente Temer a Mato Grosso não teve a mobilização típica de visitas anteriores de presidentes. Na ...
Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...
Delcídio foi "fantasma" em sessão que manteve Aécio
Lembrado – O ex-senador e ex-petista Delcídio do Amaral está longe do Senado desde maio de 2016, quando foi cassado, mas nesta terça-feira foi bastan...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions