A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 27 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


05/04/2014 07:00

Empresário sumiu no dia que rodovia ficou sem a PRF

Edivaldo Bitencourt

Sauna – Os funcionários da Governadoria continuam sofrendo com o calor infernal dos últimos dias. Em decorrência da pane na central de ar-condicionado, eles trabalham como se tivessem dentro de uma sauna.

Sauna 2 – Na terça-feira, durante evento no auditório do local, até o governador André Puccinelli (PMDB) reclamou da falta de ar-condicionado na sede do Governo. Ele se queixou publicamente sobre o excesso de calor e da falta de um equipamento para amenizar a situação.

Burocracia – O Governo informou que o conserto no aparelho de ar-condicionado só com licitação e o certame deve demorar em torno de 90 dias. Ou seja, até maio, os servidores do local vão continuar sofrendo já que a chegada da solução vai coincidir com a chegada do inverno.

Sem exoneração – O prefeito Gilmar Olarte (PP) não exonerou, na edição normal, o secretário municipal de Meio Ambiente, Cezar Afonso. Ele deveria deixar o cargo até ontem para disputar as eleições deste ano. O mais cotado para a vaga é o vereador Flavio Cesar (PTdoB).

Edição extra – Cezar Afonso pode ser exonerado antes de completar dois meses no cargo. A exoneração pode sair em edição extraordinária do Diário Oficial. Outra alternativa é a saída ser publicada com data retroativa.

Coincidência trágica – A PRF (Polícia Rodoviária Federal) removeu todo o efeito na terça-feira (1º) das rodovias do Estado. Segundo uma fonte da polícia, no dia do sumiço do empresário Erlon Peterson Pereira Bernal, não havia nenhum policial rodoviário federal nos postos de fiscalização.

Operação – No dia do desaparecimento de Peterson, 55 policiais rodoviários reforçaram a Operação Prometeu, desencadeada pelo Gaeco para combater o crime organizado na fronteira. A infeliz coincidência revoltou agentes envolvidos na investigação do sumiço do empresário na Capital.

Senado – Evento na Assomasul, ontem de manhã, reuniu os dois nomes cotados para disputar o Senado neste ano: Simonet Tebet (PMDB) e Reinaldo Azambuja (PSDB). No mesmo evento também estavam os pré-candidatos a governador, Nelsinho Trad (PMDB) e Delcídio do Amaral( (PT).

Elogios – Prefeitos, deputados e até o principal nome da oposição, Delcídio do Amaral, elogiaram a decisão do governador de não renunciar ao mandato e continuar no cargo. “Foi digna”, elogiou o petista.

(colaboraram Kleber Clajus, Graziela Rezende e Leonardo Rocha)

Entre a decisão e as prisões da Oiketicus
Prazo - As prisões da Operação Oiketicus, que investiga o envolvimento de policiais com a Máfia do Cigarro, foram autorizadas no dia 10 de maio pelo ...
Empréstimo do BNDES não empolga Reinaldo
Queremos mais - O dinheiro que o BNDES está oferecendo em linha de crédito específica para a segurança é “bem vindo”, mas a ação do governo federal é...
Gaeco tem suspeita de vazamento
Desconfiança – O Gaeco (Grupo de Atuação de Combate ao Crime Organizado), responsável pela investigação que aponta envolvimento de policiais militare...
DEM e a disputa entre André e Reinaldo
Já escolhi - Sobre a declaração de Puccinelli que estaria "namorando" o DEM, o deputado Zé Teixeira fez brincadeira para dizer de qual lado da disput...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions