A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


03/05/2013 06:00

Enfim, boas notícias para Bernal

.

Cadê o Bernal – Moradores, políticos e secretários ficaram frustrado com a ausência do prefeito Alcides Bernal (PP) na inauguração dos quiosques da Orla Ferroviária, na quarta-feira à tarde. O evento transcorreu da avenida Afonso Pena até a Mato Grosso com a pergunta: cadê o Bernal?

Alegria, alegria – Aliás, ontem, o prefeito ficou todo feliz com a notícia de que o grupo de seis vereadores, denominado GI6, estão interessados em conversar com ele. A simples menção de que o ex-oposicionistas estão interessados no “diálogo”, Bernal era só sorrisos no Planurb.

É mesmo? – Outra notícia que melhorou o humor do chefe do Executivo foi a determinação do ex-presidente da Câmara, Paulo Siufi (PMDB), em abandonar a oposição. O peemedebista bradou que os descontentes o expulsassem do PMDB. Bernal nem acreditou em tão boa notícia.

Ausente – A vereadora Juliana Zorzo (PSC) tomou posse na terça-feira e já ficou a maior parte do tempo fora da sessão ontem. Mas não precisou se defender. Colegas correram ao microfone para justificar a ausência. “Ela acabou de sair”, alegavam, apesar da novata ter ficado praticamente todo o tempo fora.

Novo defensor – Os produtores rurais ganharam novo defensor na Assembleia Legislativa. O deputado Lídio Lopes (PP) exibiu vídeo do policial militar que morreu após ser agredido por índios em Douradina. Ele passa a reforçar o grupo liderado pelo deputado Zé Teixeira (DEM).

Inócuo – A final do Campeonato Estadual, às 15h de domingo, terá um concorrente de peso no horário: a semifinal do Paulistão, entre Corinthians e São Paulo. Para não deixar o Morenão vazio, a Federação de Futebol está dando de graça 10 mil convites para o jogo entre Cene e Naviraíense.

Lapso – Afoito em divulgar os índices de reajuste, para aplacar a fúria do funcionalismo, o prefeito Alcides Bernal errou ao anunciar reajuste retroativo a outubro do ano passado de 5,4% aos professores. A gafe foi corrigida nos comentários.

O 1º elogio – O presidente regional do PSD e empresário Antônio João Hugo Rodrigues fez, finalmente, um elogio ao prefeito Alcides Bernal. Ele disse que o prefeito está “recuperando um tiquinho de sanidade mental política”. Tudo porque o progressista “puxou o saco” do governador André Puccinelli.

Sem greve – A vice-governadora e secretária estadual de Governo, Simone Tebet, começa a por paz na relação do Governo com os servidores. Ela interviu e evitou a paralisação dos policiais civis ontem. A categoria decidiu acatar pedido da peemedebista e deu uma semana de trégua para o governador.

Veículos – A frota da Prefeitura da Capital está toda sem adesivo para “sumir” com a marca da gestão de Nelson Trad Filho. Contudo, os carros continuam sem a nova pintura e exibem os resíduos da marca do peemedebista.

Após "perder" cargo, deputado muda o tom
Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Govern...
Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...
Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...


Impossível uma mudança sincera tão repentina. Se o G-6 quer trabalhar A FAVOR da Capital é só ir trabalhando. Por que um vereador determinado a votar pelo povo (mínimo de sua obrigação) teria que conversar com o prefeito primeiro? É só trabalhar. Deixar de tripudiar e trabalhar, pronto. Essa virada é muito suspeita, suspeitíssima. Tem cheiro de uma manobra muito bem planejada e pragmática. São dois Poderes independentes. Com deveres e competências muito claras e diversas. A necessidade de "conversar" é ocasional, quando projetos demandarem esclarecimentos para formar o convencimento de cada parlamentar. Do contrário, os 29 (número excessivo!) têm muito o que fazer e já estão devendo muito ao povo.
 
elias fernandez em 03/05/2013 09:49:12
Sanidade mental impossível se tratando do prefeito BIPOLAR ele precisa de tratamento neurológico urgente a base de remédios.
 
carlos gomes em 03/05/2013 06:08:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions