A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 16 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


03/05/2013 06:00

Enfim, boas notícias para Bernal

.

Cadê o Bernal – Moradores, políticos e secretários ficaram frustrado com a ausência do prefeito Alcides Bernal (PP) na inauguração dos quiosques da Orla Ferroviária, na quarta-feira à tarde. O evento transcorreu da avenida Afonso Pena até a Mato Grosso com a pergunta: cadê o Bernal?

Alegria, alegria – Aliás, ontem, o prefeito ficou todo feliz com a notícia de que o grupo de seis vereadores, denominado GI6, estão interessados em conversar com ele. A simples menção de que o ex-oposicionistas estão interessados no “diálogo”, Bernal era só sorrisos no Planurb.

É mesmo? – Outra notícia que melhorou o humor do chefe do Executivo foi a determinação do ex-presidente da Câmara, Paulo Siufi (PMDB), em abandonar a oposição. O peemedebista bradou que os descontentes o expulsassem do PMDB. Bernal nem acreditou em tão boa notícia.

Ausente – A vereadora Juliana Zorzo (PSC) tomou posse na terça-feira e já ficou a maior parte do tempo fora da sessão ontem. Mas não precisou se defender. Colegas correram ao microfone para justificar a ausência. “Ela acabou de sair”, alegavam, apesar da novata ter ficado praticamente todo o tempo fora.

Novo defensor – Os produtores rurais ganharam novo defensor na Assembleia Legislativa. O deputado Lídio Lopes (PP) exibiu vídeo do policial militar que morreu após ser agredido por índios em Douradina. Ele passa a reforçar o grupo liderado pelo deputado Zé Teixeira (DEM).

Inócuo – A final do Campeonato Estadual, às 15h de domingo, terá um concorrente de peso no horário: a semifinal do Paulistão, entre Corinthians e São Paulo. Para não deixar o Morenão vazio, a Federação de Futebol está dando de graça 10 mil convites para o jogo entre Cene e Naviraíense.

Lapso – Afoito em divulgar os índices de reajuste, para aplacar a fúria do funcionalismo, o prefeito Alcides Bernal errou ao anunciar reajuste retroativo a outubro do ano passado de 5,4% aos professores. A gafe foi corrigida nos comentários.

O 1º elogio – O presidente regional do PSD e empresário Antônio João Hugo Rodrigues fez, finalmente, um elogio ao prefeito Alcides Bernal. Ele disse que o prefeito está “recuperando um tiquinho de sanidade mental política”. Tudo porque o progressista “puxou o saco” do governador André Puccinelli.

Sem greve – A vice-governadora e secretária estadual de Governo, Simone Tebet, começa a por paz na relação do Governo com os servidores. Ela interviu e evitou a paralisação dos policiais civis ontem. A categoria decidiu acatar pedido da peemedebista e deu uma semana de trégua para o governador.

Veículos – A frota da Prefeitura da Capital está toda sem adesivo para “sumir” com a marca da gestão de Nelson Trad Filho. Contudo, os carros continuam sem a nova pintura e exibem os resíduos da marca do peemedebista.

Bonito quer bombar com shows gringos no Carnaval
Bombando - Empresários estão investindo pesado no Carnaval de Bonito 2018. Além da celebridade internacional Paris Hilton, uma das atrações em negoci...
Fábrica planeja investimento de meio bilhão em porto
Projeto ambicioso – Depois de inaugurar mais uma unidade em Três Lagoas, ampliando a produção de celulose, a Fibria negocia com a ampliação da estrut...
MS cumpre "regra de ouro" na finança pública
Melhor que os outros – Existe uma máxima em finanças públicas de que os governos, para não cair em estado de insolvência, não devem custear despesas ...
Reinaldo diz que ação contra o crime não pode ser só no RJ
Mal gerido – Neste ano, o Ministério da Justiça e Segurança Pública gastou R$ 185,77 milhões do FNSP (Fundo Nacional de Segurança Pública), conforme ...



Impossível uma mudança sincera tão repentina. Se o G-6 quer trabalhar A FAVOR da Capital é só ir trabalhando. Por que um vereador determinado a votar pelo povo (mínimo de sua obrigação) teria que conversar com o prefeito primeiro? É só trabalhar. Deixar de tripudiar e trabalhar, pronto. Essa virada é muito suspeita, suspeitíssima. Tem cheiro de uma manobra muito bem planejada e pragmática. São dois Poderes independentes. Com deveres e competências muito claras e diversas. A necessidade de "conversar" é ocasional, quando projetos demandarem esclarecimentos para formar o convencimento de cada parlamentar. Do contrário, os 29 (número excessivo!) têm muito o que fazer e já estão devendo muito ao povo.
 
elias fernandez em 03/05/2013 09:49:12
Sanidade mental impossível se tratando do prefeito BIPOLAR ele precisa de tratamento neurológico urgente a base de remédios.
 
carlos gomes em 03/05/2013 06:08:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions