A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


09/05/2014 06:00

Giroto admite disputar prefeitura em 2016

Edivaldo Bitencourt

Convite - André Puccinelli (PMDB) afirmou que depois de terminar as duas ponte sobre o Rio Apa, que vão interligar Mato Grosso do Sul ao Paraguai, irá convidar a presidente Dilma Rousseff (PT) para a inauguração após a eleição deste ano. "Quem sabe não podemos comemorar a sua vitória, será muito bom se minha fada madrinha venha até aqui", destacou.

Palanque - André ponderou que vai montar seu próprio palanque para Dilma nem que seja pequeno, apenas ele, pedindo votos para presidente. Ele avisou, contudo, que não subirá no palanque do PT no Estado, apenas no do ex-prefeito Nelsinho Trad (PMDB).

Decepcionado – Edson Giroto, secretário estadual de Obras, disse que está decepcionado com o Congresso Nacional. Segundo a ele, ao invés de propor as reformas importantes do país, preferiu se esconder. Ele afirmou que se decepcionou com esta postura, principalmente porque fez parte do local como congressista.

Volta - Giroto garantiu que não irá continuar como secretário de Obras no próximo governo, já que seu ciclo como secretário termina no final de 2014. Ele ponderou que pode voltar a disputar a eleição em 2016, para poder ajudar Campo Grande. Ou seja, ele deverá disputar a sucessão de Gilmar Olarte (PP), que o cargo de prefeito é o único em disputa.

Interpretação – O secretário de Obras, que perdeu a disputa para Alcides Bernal (PP), afirmou que não foi bem interpretado pela maioria. Giroto teve o apoio de André Puccinelli e do então prefeito, Nelson Trad Filho, ambos do PMDB.

CPI – Bernal pode voltar a ser alvo de novas investigações na Câmara Municipal. Os vereadores podem instalar mais duas Comissões Parlamentares para investigarem as denúncias feitas pela atual administração. A CPI da Folia pode ser a primeira a sair do forno. Cinco vereadores já assinaram o pedido de instalação da comissão.

Problemas – Outra fonte de problemas para Bernal continua sendo a gestão de Ivandro Fonseca na Secretaria Municipal de Saúde. Auditoria constatou gasto até com equipamento que não estava funcionando.

Prestígio – Os guardas municipais foram prestigiados ontem. Além de vereadores e do presidente da Câmara Municipal, Mario Cesar (PMDB), eles tiveram o apoio dos sindicatos da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal.

Ponta pé – O senador Delcídio do Amaral dá o ponta pé inicial para discutir o programa de Governo. Ele reúne, a partir das 9h de hoje no teatro da Mace, especialistas de todo o País para discutir propostas nas áreas de ciência, tecnologia e inovação.

Terceira via – O PSDB praticamente definiu pela candidatura própria em Mato Grosso do Sul. Aécio Neves, pré-candidato a presidente da República, aposta na candidatura de Reinaldo Azambuja ao Governo. Ele passa a ser a terceira via no Estado, que já tem dois candidatos definidos: Nelsinho Trad e Delcídio.

(colaboraram Leonardo Rocha e Zana Zaidan)

A missão espinhosa de Marun
Casa cheia - No discurso em que saudou Carlos Marun como seu novo ministro da Secretaria de Governo, Michel Temer disse ter ficado preocupado com a p...
Só praças estão presos por cobrar propina
Só praças – A investigação sobre o envolvimento de policiais militares com a “Máfia do Cigarro” indica que, por ora, não há oficiais entre os policia...
Pezão pede dica a Reinaldo sobre dívida
Pedido de ajuda - Ao anunciar ontem o depósito do décimo-terceiro salário dos servidores, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reforçou o discurso d...
Após "perder" cargo, deputado muda o tom
Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Govern...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions