A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Outubro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


09/05/2014 06:00

Giroto admite disputar prefeitura em 2016

Edivaldo Bitencourt

Convite - André Puccinelli (PMDB) afirmou que depois de terminar as duas ponte sobre o Rio Apa, que vão interligar Mato Grosso do Sul ao Paraguai, irá convidar a presidente Dilma Rousseff (PT) para a inauguração após a eleição deste ano. "Quem sabe não podemos comemorar a sua vitória, será muito bom se minha fada madrinha venha até aqui", destacou.

Palanque - André ponderou que vai montar seu próprio palanque para Dilma nem que seja pequeno, apenas ele, pedindo votos para presidente. Ele avisou, contudo, que não subirá no palanque do PT no Estado, apenas no do ex-prefeito Nelsinho Trad (PMDB).

Decepcionado – Edson Giroto, secretário estadual de Obras, disse que está decepcionado com o Congresso Nacional. Segundo a ele, ao invés de propor as reformas importantes do país, preferiu se esconder. Ele afirmou que se decepcionou com esta postura, principalmente porque fez parte do local como congressista.

Volta - Giroto garantiu que não irá continuar como secretário de Obras no próximo governo, já que seu ciclo como secretário termina no final de 2014. Ele ponderou que pode voltar a disputar a eleição em 2016, para poder ajudar Campo Grande. Ou seja, ele deverá disputar a sucessão de Gilmar Olarte (PP), que o cargo de prefeito é o único em disputa.

Interpretação – O secretário de Obras, que perdeu a disputa para Alcides Bernal (PP), afirmou que não foi bem interpretado pela maioria. Giroto teve o apoio de André Puccinelli e do então prefeito, Nelson Trad Filho, ambos do PMDB.

CPI – Bernal pode voltar a ser alvo de novas investigações na Câmara Municipal. Os vereadores podem instalar mais duas Comissões Parlamentares para investigarem as denúncias feitas pela atual administração. A CPI da Folia pode ser a primeira a sair do forno. Cinco vereadores já assinaram o pedido de instalação da comissão.

Problemas – Outra fonte de problemas para Bernal continua sendo a gestão de Ivandro Fonseca na Secretaria Municipal de Saúde. Auditoria constatou gasto até com equipamento que não estava funcionando.

Prestígio – Os guardas municipais foram prestigiados ontem. Além de vereadores e do presidente da Câmara Municipal, Mario Cesar (PMDB), eles tiveram o apoio dos sindicatos da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal.

Ponta pé – O senador Delcídio do Amaral dá o ponta pé inicial para discutir o programa de Governo. Ele reúne, a partir das 9h de hoje no teatro da Mace, especialistas de todo o País para discutir propostas nas áreas de ciência, tecnologia e inovação.

Terceira via – O PSDB praticamente definiu pela candidatura própria em Mato Grosso do Sul. Aécio Neves, pré-candidato a presidente da República, aposta na candidatura de Reinaldo Azambuja ao Governo. Ele passa a ser a terceira via no Estado, que já tem dois candidatos definidos: Nelsinho Trad e Delcídio.

(colaboraram Leonardo Rocha e Zana Zaidan)

Adeus a "Playboy" tem foto de bebida na mesa de bar
Despedida – Tem gosto amargo e dolorido, principalmente para as pessoas próximas, a última foto postada nas redes sociais por Marcel Colombo, conheci...
Campanha, tiro na escola e oportunismo
“Guerra virtual” – Não podia ser diferente. O episódio lamentável em que uma criança de 9 anos entrou armada na sala de aula em Campo Grande e atirou...
Justiça agora pode até cobrar Delcídio
Ainda à espera - A Justiça Eleitoral rejeitou o registro de candidatura de Delcídio Amaral (PTC) ao Senado, depois da derrota nas uras. A juíza Eliza...
Clima de campanha não poupa nem festões
Todo lugar - O clima de campanha, neste segundo turno polarizado, não deixa escapar nem os casamentos. Durante festa no sábado no bufê Murano, na Ave...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions