A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Outubro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


19/10/2016 06:00

Governo tem recebido críticas mentirosas, diz Reinaldo

Waldemar Gonçalves

Esclarecendo – Falando sobre o segundo turno em Campo Grande, onde sua candidata, Rose Modesto (PSDB), disputa com Marquinhos Trad (PSD), o governador do Estado, Reinaldo Azambuja, disse ontem que a escolha do eleitor nas urnas é soberana, mas que ele precisa se defender das "críticas infundadas e mentirosas" que seu governo vem recebendo.

Duas caras – Reinaldo diz que não tolera “quem é duas caras”. Que critica a elevação de impostos, que de fato ocorreu em sua gestão, mas que, na hora que podia se posicionar contra, votou a favor do aumento na Assembleia. O que de fato ocorreu.

‘Memoriol’ – Ano passado, o Executivo mandou para a Assembleia a proposta de aumento de ITCD, cobrado sobre heranças, e ICMS de produtos considerados supérfluos. O parlamento, incluindo o atual candidato do PSD, votou a favor, no primeiro projeto, e, nas duas votações que aconteceu sobre o ICMS dos supérfluos Marquinhos se posicionou a favor na primeira votação e contra na segunda.

Campanha – Reinaldo também respondeu aos adversários em relação aos gastos da atual gestão estadual com publicidade. Disse que se tratam de campanhas educativas, não propaganda. Para citar exemplos, falou das campanhas sobre o outubro rosa e de combate ao mosquito Aedes aegypiti.

Puderam, mas não fizeram – Para o governador, quem está criticando hoje foi ou fez parte de um governo que, quando pôde, não fez o que atualmente ele vem tentando. “Construímos uma lógica, que muitas vezes não é compreendida pelos que tiveram oportunidade de fazer”, conclui Reinaldo.

Distraída – Chamada para discursar no evento em que foi inaugurado o novo prédio do Hospital de Câncer de Campo Grande, a deputada estadual Mara Caseiro (PSDB), quase não foi. É que ela foi anunciada pelo cerimonial, mas, de imediato, não entendeu que era para se pronunciar.

Grande obra – Já com o microfone em mãos, a tucana comentou o equívoco e aproveitou para afirmar que parcerias entre o Poder Público, a rede privada e os políticos dão certo, a exemplo do que ocorreu na instituição de saúde.

No discurso – O aumento do valor das passagens de ônibus chegou à pauta da Câmara Municipal. O assunto dominou a sessão de ontem. Não faltaram demonstrações de indignação e ideias para melhorar o transporte público, além de reclamações sobre as empresas do Consórcio Guaicurus. Entretanto, nada de concreto foi apresentado.

De fato – O que há efetivamente é que a Prefeitura já está em processo de estudos para fundamentar o aumento nas passagens, que deve ficar pronto no início de novembro. Depois disso, os resultados são encaminhados para o prefeito, Alcides Bernal (PP), que assina o decreto instituindo o novo preço.

Abandono – O vereador Francisco Telles, o Chiquinho Telles (PSD), se disse preocupado com a possibilidade do terminal de ônibus das Moreninhas ser fechado. Segundo ele, o local está sendo abandonado pela prefeitura para justificar um eventual fechamento.

(com Mayara Bueno e Richelieu de Carlo)

Adeus a "Playboy" tem foto de bebida na mesa de bar
Despedida – Tem gosto amargo e dolorido, principalmente para as pessoas próximas, a última foto postada nas redes sociais por Marcel Colombo, conheci...
Campanha, tiro na escola e oportunismo
“Guerra virtual” – Não podia ser diferente. O episódio lamentável em que uma criança de 9 anos entrou armada na sala de aula em Campo Grande e atirou...
Justiça agora pode até cobrar Delcídio
Ainda à espera - A Justiça Eleitoral rejeitou o registro de candidatura de Delcídio Amaral (PTC) ao Senado, depois da derrota nas uras. A juíza Eliza...
Clima de campanha não poupa nem festões
Todo lugar - O clima de campanha, neste segundo turno polarizado, não deixa escapar nem os casamentos. Durante festa no sábado no bufê Murano, na Ave...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions