A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 16 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


26/10/2015 06:00

Loja investe em promoção e rebola para atender multidão

Priscilla Peres

Certeiro - A Leroy Merlyn, recém inaugurada em Campo Grande, provou que apostar em promoção é a melhor solução para espantar a crise. Com venda de materiais de construção e utensílios de decoração, a loja teve que ampliar o horário de atendimento para atender a multidão de clientes que testou o bom atendimento dos funcionários.

Espelho - A estratégia óbvia começa a ser percebida por outros empresários da Capital. No Centro, por exemplo, há quem diga que para alavancar as venda haverá promoção até no Natal, época em que os preços costumam subir. Se analisar bem, tentar agradar o consumidor é com certeza mais eficiênte do que reclamar da crise. 

Projetos - O secretário Municipal de Saúde, Ivandro Fonseca, garantiu que 37% da saúde municipal já esta reestruturada. A gestão do prefeito Alcides Bernal (PP) deu início às mudanças na estrutura para melhorar o atendimento da saúde. Segundo o secretário, tudo está sendo regularizado e funcionando normalmente.

Melhorias - Durante ação do Outubro Rosa, Fonseca ainda disse que vários projetos do início da gestão serão retomados em dezembro. O projeto reabilitar já está em funcionamento e faz cirurgias ortopédicas em parceria com o governo do Estado e o Hospital do Pênfigo. Para dezembro, a previsão de convênio com o governo para cirurgias de quadril e coluna, que vão exigir investimentos anuais de R$ 12 milhões.

Polêmica - A decisão do Ministério da Educação de abordar a violência contra a mulher na redação do Enem gerou muita polêmica, principalmente nas redes sociais. Enquanto muitos criticaram o tema e o feminismo, houve quem defendeu a aposta do governo em investir em temas de Direitos Humanos.

Do bem - O presidente da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul) e pré candidato a prefeitura de Campo Grande, Ricardo Ayache (PSB), aproveitou a oportunidade para elogiar o tema da redação do Enem, no Facebook. “Cada vez mais é preciso expor e discutir a violência contra a mulher como forma de conscientizar, principalmente os mais jovens”, disse ele, em um discurso humanizado e político.

Limites – Parlamentares e manifestantes contrários ao governo Dilma Rousseff (PT) se estranharam na última sexta-feira, durante protesto no aeroporto da Capital. Com cartazes e gritos de impeachment, dezenas de pessoas recepcionaram políticos que chegavam de Brasília. Uma mulher discutiu com o deputado Federal Zeca do PT que revidou com ameaças de agressão.

Finalmente – Tudo indica que hoje termina a greve dos bancários em todo o país. Os trabalhadores conseguiram reajuste de 10% nos salários, 14% no vale alimentação e 60% de anistia dos dias parados. Para o alívio de muitos, a volta ao trabalho deve acontecer antes do início do mês.

Certo - O prefeito Alcides Bernal (PP) ganhou mais um ponto com seus eleitores na semana passada, ao anunciar que haverá Cidade do Natal e decoração na rua 14 de Julho. No ano passado, o tema causou grande apreensão entre os campo-grandenses que não sabiam se o então prefeito Gilmar Olarte (PP) iria investir na decoração de fim de ano. No final, tudo deu certo.

Troca - Porém, este ano a responsabilidade de deixar a cidade bonita para o fim de ano mudou de mãos. Bernal dispensou os serviços do carnavalesco Waldir Gomes e anunciou que a ex-vereadora Tereza Name será a decoradora oficial deste ano.

(Colaborou Juliana Brum)

 

Bonito quer bombar com shows gringos no Carnaval
Bombando - Empresários estão investindo pesado no Carnaval de Bonito 2018. Além da celebridade internacional Paris Hilton, uma das atrações em negoci...
Fábrica planeja investimento de meio bilhão em porto
Projeto ambicioso – Depois de inaugurar mais uma unidade em Três Lagoas, ampliando a produção de celulose, a Fibria negocia com a ampliação da estrut...
MS cumpre "regra de ouro" na finança pública
Melhor que os outros – Existe uma máxima em finanças públicas de que os governos, para não cair em estado de insolvência, não devem custear despesas ...
Reinaldo diz que ação contra o crime não pode ser só no RJ
Mal gerido – Neste ano, o Ministério da Justiça e Segurança Pública gastou R$ 185,77 milhões do FNSP (Fundo Nacional de Segurança Pública), conforme ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions