A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Janeiro de 2019


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


11/08/2018 07:00

Marquinhos sugere paciência com rotatória

Marta Ferreira

Comparações – O prefeito Marquinhos Trad (PSD) comparou o período de adaptação de motoristas aos semáforos na rotatória da Gury Marques com Interlagos a uma mudança de cidade. Para ele, vai levar um tempo, mas os motoristas vão aprender a usar o sistema, semelhante ao que foi implantado na Via Parque com Mato Grosso.

Analogia - “Imagine você morando em um bairro por 40 anos e, de repente, é levado à outra cidade. Até saber onde fica a padaria e mercearia você vai levar uns dias”, explicou. “Os primeiros dias [na rotatória] vão ter certo desconforto, mas pode ter certeza que vai ser para melhor”.

De verdade – “Não vou mentir igual a quem inauguram, fecha e vai embora. Nunca vi inaugurar um negócio e não funcionar”, disse Trad sobre as entregas de escolas, centros de educação infantil e unidades de saúde que serão entregues neste mês. A declaração, tida como uma alfinetada em outros gestores que entregaram espaços sem funcionar, foi complementada pela promessa de “inaugurar com gente trabalhando e funcionando”.

Faltou quórum - O candidato do PDT ao governo do Estado, Odilon de Oliveira, fez reunião em Dourados, na quinta-feira, em um salão paroquial, com a previsão da presença de pastores evangélicos. Mas a julgar pelo vazio no salão, a convocação falhou.

Cadeiras vazias - A coluna apurou que foram solicitadas 300 cadeiras para o encontro político, mas mais de 200 não tiveram ocupação. A noite era fria em Dourados, o que foi considerado um dos motivos para as pessaos não comparecerem.

Padrinho - O ministro Carlos Marum (MDB/MS), durante apresentação de nova linha de financiamento voltada ao turismo, na tarde desta sexta-feira (10), em Campo Grande, fez questão de  dizer que ajudou bastante indicando Vinicius Lummertz para assumir o ministério do Turismo. Segundo ele, o motivo tem a ver com o "atendimento" recebido do colega de Ministério.

Onde - “Foi uma viagem que fiz à Santa Catarina, terra natal de Lummertz, onde eu fui tão bem recebido por ele que logo falei: esse tem que virar ministro”, disse, em tom de brincadeira.

Sentidos - Ao comentar mais uma vez a situação do MDB, que teve de trocar de candidato em razão da manutenção da prisão de André Puccinelli, Marun disse que o partido continua bastante abalado. Reforçou, ainda, o discurso que tem sido frequente, de falta de motivos para prisão do ex-governador, de quem sempre foi próximo.

Adjetivos - Inadmissível, desarrazoada, ato isolado. Dessa forma o ministro tem traduzido a decisão de manter Puccinelli preso. Durante a agenda de ontem em Campo Grande, mais uma vez ele disse considera a eleição prejudicada pela decisão.  "A população foi usurpada dos seus direitos".

Visitantes - Em menos de um mês, Campo Grande já recebeu a visita de três ministros, além do próprio Marun. Estiveram por aqui, de julho para cá, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, o ministro dos Transportes, Valter Camisimiro Silveira, e do Turismo, Vinicius Lummertz. Um quarto ministro, o da Saúde,  Gilberto Occhi, também era esperado, mas acabou cancelando a visita na semana passada. 

(Com Kleber Clajus, Anahi Gurgel e Humbero Marques)

 

E a Zara? Fecha ou não fecha no dia 31?
Enrosco - Depois de comunicar a todos os clientes que fecharia as portas em Campo Grande, a rede de lojas Zara anunciou que voltou atrás e vai contin...
Briga por gabinete é causa "interna corporis"
É com vocês – O desembargador Eduardo Rocha negou pedido do futuro deputado João Henrique Catan (PR) para obrigar a Mesa Diretora da Assembleia Legis...
Direita contra a direita
Última a saber - A senadora Soraya Thronicke estava tranquila na China e, só ao ser entrevistada na manhã de ontem (17), ficou sabendo o quanto era e...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions