A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 23 de Fevereiro de 2019


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


24/11/2016 06:00

Marquinhos vai ver o que é que o baiano tem

Waldemar Gonçalves

Marquinhos na Bahia – O prefeito eleito de Campo Grande, Marquinhos Trad (PSD), está com viagem marcada para Salvador semana que vem. Não vai à capital da Bahia a turismo, mas a convite do chefe do Executivo local, Antônio Carlos Magalhães Neto (DEM). Ou, em uma audaciosa adaptação aos versos de Caymmi, ele viaja para ver o que é que o baiano tem.

Saúde financeira – Marquinhos quer conhecer detalhes da administração de Salvador. O município é um dos que mais usa recursos próprios para investimentos atualmente no Brasil. O que talvez explique o fato de ACM Neto ter sido reeleito ainda no primeiro turno este ano, com 73,99% dos votos.

Queimando reservas – Por outro lado, a condição das finanças da Prefeitura de Campo Grande é o que mais preocupa Marquinhos. Sua equipe de transição já identificou que a administração municipal arrecada menos do que gasta e, para manter suas contas pagas, vem queimando reservas de caixa.

Férias – O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), vai tirar férias entre os dias 10 e 30 de janeiro de 2017. O pedido já chegou à Assembleia Legislativa. Durante este período, a vice-governadora, Rose Modesto (PSDB), tocará o Executivo estadual.

Sem destino – O tucano é um apaixonado por pescaria, por exemplo, mas não foi divulgado se os 20 dias de folga será na beira de algum rio. O pedido de autorização é mera formalidade, prevista na Constituição Estadual, sendo necessário passar pelas comissões permanentes na casa depois ser votada pelos deputados.

Escudeira – Desde o segundo turno das eleições municipais, Rose não retomou seu cargo de secretária estadual. Conforme já disse Reinaldo, inclusive, ela agora terá justamente a missão de ajudá-lo na administração estadual.

Agenda cheia – Rose, inclusive, tem representado o Estado em reuniões em Brasília, por exemplo. Ela esteve ontem (22), com os demais governadores, em agenda com o presidente Michel Temer (PMDB) que determinou acordo sobre o repasse referente à repatriação de recursos.

Tucanos na briga – Com aval de Reinaldo, os tucanos estão dispostos a pleitear a presidência da Assembleia. A justificativa é a bancada ter oito representantes, a maior da casa, enquanto que o PMDB tem cinco.

Casa dividida – Do outro lado está Junior Mochi (PMDB), que também articula com outros partidos sua reeleição. Os deputados alegam que no legislativo há tradição de consenso, mas, por enquanto, o parlamento se mostra dividido.

Questão de tempo – Enquanto isso, a eleição para a presidência da Câmara Municipal de Campo Grande ruma tranquila para definição em favor do atual presidente, João Rocha (PSDB). Não será difícil convencer os 15 eleitos da coligação dos tucanos a apoiá-lo. E, agora, tem o apoio da base de Marquinhos Trad (PSD), liderada por Chiquinho Telles, do mesmo partido do prefeito eleito, que já declarou que evitará disputa pela cadeira.

(com Leonardo Rocha, Richelieu de Carlo e Mayara Bueno)

Quanto valem 9 dias não trabalhados na Assembleia?
Ponto cortado - A diferença na hora do pagamento será das grandes caso a Assembleia Legislativa resolva cortar o ponto do deputado Onevan de Matos, q...
Caso de MS ajuda mobilização contra homofobia
Triste exemplo - Para pedir votos em petição sobre a criminalização da homofobia no Brasil, a fanpage “Quebrando o Tabu”, com mais de 10 milhões de s...
PF precisa atualizar listinha de endereços
Lista velha - A Polícia Federal anda com endereços bem desatualizados. Cumpriu mandado de busca no antigo endereço do presidente da Fiems, Sérgio Lon...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions