A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 25 de Janeiro de 2020


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


27/11/2019 06:00

Moro promete vir a MS para inaugurar presídio

Leonardo Rocha, Jones Mário e Fernanda Palheta
O diretor do Depen, Fabiano Bordignon, representou Moro na inauguração de presídio nesta terça-feira. (Foto: Marcos Maluf)O diretor do Depen, Fabiano Bordignon, representou Moro na inauguração de presídio nesta terça-feira. (Foto: Marcos Maluf)

A gente se vê - Convidado para a inauguração do novo presídio da Gameleira, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, mandou o diretor-geral do Depen (Departamento Penitenciário Nacional), Fabiano Bordignon, para representá-lo em Campo Grande. O governador Reinaldo Azambuja disse que o ex-juiz federal ligou para avisar que não viria, mas prometeu prestigiar a entrega da segunda unidade penal, construída ao lado da penitenciária inaugurada ontem.

Metáfora - No microfone, Bordignon fez analogia do que diz a Lei de Execuções Penais sobre deveres e direitos dos presos com episódio bíblico. “Jesus Cristo foi crucificado entre dois ladrões. Um quis ir com ele, outro não”, disse, lembrando que a ressocialização do preso não depende apenas da vontade do Estado.

Positivo - Antes de discursar durante a inauguração do presídio, Reinaldo Azambuja contou com ajudinha do secretário especial de Governo, Carlos Alberto de Assis, para arrumar o colarinho da camisa. O gesto arrancou risos de Assis e um “jóinha” de agradecimento do governador.
Diminutivo - Azambuja também demonstrou carinho, mas para o titular da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), Antonio Carlos Videira, chamado de “Carlinhos” pelo chefe do Executivo.

“Pacificado” - O deputado José Carlos Barbosa (DEM), líder do Governo, disse que vai haver a devida discussão do novo projeto da previdência, mas entende que não vai gerar polêmica como o de dois anos atrás, já que este só segue o que já foi definido em Brasília, na reforma nacional da previdência. Ele entende que já é algo consolidado.

Oposição - O deputado José Almi (PT) criticou a política econômica do governo federal, ao dizer que até o momento não trouxe benefícios à população. "Estamos encerrando o ano de 2019 sem motivos de comemoração. O povo vem acumulando prejuízos. O último deles é o preço da carne vermelha, que disparou. Os brasileiros estão tirando o bife da mesa e substituindo por ovo e carne branca. E o mais grave deles é o desemprego", desabafou o petista.

Mesma bancada - A votação do veto total ao projeto do vereador André Salineiro (PSDB), obrigando colocação de placa em obra pública parada terminou em discussão do autor do texto com o colega de partido João César Mato Grosso (PSDB). Os dois parlamentares trocaram acusações, elevaram a voz e apontaram dedo durante a sessão desta terça-feira (26).

Tirada- Também do partido, o presidente da Câmara, vereador João Rocha (PSDB) brincou dizendo que assim que tucanos se entendem: "eles estão se entendendo batendo o bico", disse.

Vamos mudar de tema - Depois da troca de farpas entre os vereadores André Salineiro e João César Mato Grosso, o vereador da bancada do PSDB, Lívio Viana de Oliveira Leite, que é médico, usou o microfone para dar recado importante no fim do mês de novembro. Mudou de assunto para algo mais "ameno".

Prevenção - "Vamos Aproveitar que a testosterona está em alta aqui eu quero perguntar quais dos vereadores machões aqui já fizeram o exame de toque?". O vereador lembrou os colegas do novembro azul, de prevenção do câncer de próstata.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions