ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  19    CAMPO GRANDE 25º

Jogo Aberto

Morte por covid chegou junto com diagnóstico para 88 vítimas

Por Marta Ferreira e Anahi Zurutuza | 29/08/2020 07:00
Funcionária paramentada atende paciente que busca informações sobre covid-19 em Campo Grande. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)
Funcionária paramentada atende paciente que busca informações sobre covid-19 em Campo Grande. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)

Não deu tempo - Desde o registro das primeiras mortes causadas pela covid-19 em Mato Grosso do Sul, 88 pessoas perderam a luta para o coronavírus no mesmo dia que veio do laboratório o resultado positivo. Ou seja: quando foram para o hospital, já era tarde demais.

Mais ainda - Se levada em conta a quantidade de mortes ocorrida no mesmo dia em que a SES (Secretaria Estadual de Saúde) foi notificada pelas prefeituras, o número sobe para 120, conforme levantamento feito pela coluna nos boletins divulgados diariamente.

Algo errado - Para quem acompanha a situação, segundo levantou a coluna, os dados evidenciam a falha no rastreio de casos. A análise é de que pode ter havido tanto demora das pessoas para procurar atendimento tanto quanto problema no monitoramento dos pacientes, insuficiente para fazê-los procurar socorro médico antes da evolução para a forma mais grave da doença.

Apelo – As autoridades estaduais de saúde têm feito alertas frequentes sobre essa situação, incluindo o secretário Geraldo Resende, que já usou várias vezes a live diária do novo coronavírus para apelar por um acompanhamento mais rígido das pessoas que contraíram o coronavírus.

Comportamento – Em Campo Grande, a Secretaria de Saúde atribui o quadro principalmente à dificuldade das pessoas de cumprir as determinações, entre elas o isolamento social.

Sugestão – Fabio Rombi, chefe da Defensoria Pública em Mato Grosso do Sul, usou as redes sociais para, primeiro, manifestar-se contra a pena de morte. Depois, para fazer uma provocação sobre o tema polêmico. Para ele, a medida extrema, em caso de uma nova Constituição, poderia ter um teste de aplicação, a um grupo específico de criminosos.

Quais – Em caso de uma admissão desse tipo de pena no Brasil, comentou,  iria sugerir que primeiro se fizesse uma experiência. “Por 10 anos só seria aplicada a quem fosse condenado por corrupção (ativa ou passiva) ou desvio de recursos públicos.”

Questão - Será que o medo de morrer seria maior do que a ganância em quem pratica essas condutas?, indagou o representante máximo da Defensoria Pública no Estado no momento.

Acabou – Está prevista para este sábado (29), a desativação da antiga versão do portal de serviços e-SAJ, sistema virtual onde ficam os processos da Justiça Estadual. O aviso vem sendo dado aos operadores da justiça desde o dia 29 de maio.

Alerta – A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) fez alerta à classe de que, devido a essa mudança, podem haver problemas em serviços hoje. Segundo a divulgação, o peticionamento e a consulta processual podem apresentar falhas entre às 7h e 11h.