ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEGUNDA  21    CAMPO GRANDE 18º

Jogo Aberto

Na briga sobre o lockdown, “chama o Mandetta”, diz secretário

Por Ângela Kempfer | 10/08/2020 06:00
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Conciliador - Depois de colocar muita lenha na fogueira, reclamando de “certas prefeituras” que insistem em esconder o que os números comprovam, o secretário estadual de Saúde, Geraldo Rezende, resolveu assumir a posição de conselheiro.

"Chama o Mandetta "- Ontem, reclamou da judicialização do lockdown em Campo Grande. “O momento é de unir esforços”, disse, durante live sobre o coronavírus. Aproveitou e deu também um conselho à prefeitura da Capital e à Defensoria Pública: chamar o ex-ministro da Saúde, Luis Henrique Mandetta, para ser o “mediador dessa contenda”. "Acredito que ele possa dar sugestões", argumentou.

Multidão - Mesmo assim, voltou a pedir isolamento social. Rezende lembrou que não tem como criar mais UTIs em Mato Grosso do Sul. “Estamos chegando agora a exaustão. A única forma de evitar o colapso é decretar medidas restritivas que levem a aumentar taxa de isolamento social. Hoje vim pelo Parque dos Poderes e vi aglomerações de gente sem máscaras, uma multidão”, reclamou.

Fim de feriadão - O deputado sul-mato-grossense Beto Pereira (PSDB) deve ser o relator de projeto polêmico na Câmara Federal. Depois de aprovação no Senado, chegou à casa proposta de redução no número de feriados prolongados no País.

Favorável - Antes mesmo de assumir como relator, o sul-mato-grossense já deu sinais de que vai defender a proposta. "Dois dias a mais de trabalho resultariam em quase 1% a mais de produtividade", argumenta.

Folga preservada - Se aprovada a mudança, os feriadões de 4 dias vão ocorrer apenas Natal, Ano-Novo, Carnaval, Sexta-Feira Santa, Dia do Trabalhador, Corpus Christi, Independência do Brasil e Nossa Senhora Aparecida, a padroeira do Brasil.

Em alta - O agronegócio anda comemorando que a pandemia fez a população dar mais valor à alimentação e à produção nacional. O resultado disso é as exportações em alta. Só em carne de frango, os negócios cresceram 1,7% no primeiro semestre, em comparação ao mesmo período de 2019.

Ritmo acelerado - O Tribunal de Justiça garante que houve aumento expressivo no número de processos julgados em 2ª instância durante a pandemia. Segundo o TJ, em alguns meses são mais de 400 novos processos distribuídos por desembargador.

Balanção - "Comparando os números deste mês de julho de todos os órgãos julgadores do TJMS, com o balanço do ano passado, constata-se que, mesmo durante a pandemia, a distribuição cresceu 6,7% em comparação a julho de 2019 e os julgamentos, no mesmo período comparado, registraram um aumento de 7,09%", informou a assessoria do Tribunal.

Ganho gordo - O brasileiro paga um salário mínimo por ano em tarifa de banco, aponta levantamento do  Instituto de Defesa do Consumidor. Segundo o IDEC, pacotes de serviços sobem o equivalente a três vezes a inflação. O pior é que as maiores altas são em bancos públicos e não nos privados.