ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  04    CAMPO GRANDE 17º

Jogo Aberto

Companheiro de viagem

Por Jogo Aberto | 15/03/2012 06:00

The book is on the table

No dia em que o príncipe britânico Harry esteve por Mato Grosso do Sul, o governador André Puccinelli demonstrou seus conhecimentos da língua inglesa, em solenidade na Embrapa. Só que foi na conversa com um representante da Noruega.

O melhor

“The states Mato grosso do Sul is the best” definiu o governador para o norueguês. Puccinelli tratou de falar cada palavra pausadamente e cuidar da pronuncia correta para ser claramente entendido.

Companheiro de vôo

O ex-governador Zeca do PT viajou para São Paulo no mesmo voo em que o príncipe Harry deixou Mato Grosso do Sul ontem. Zeca fez graça, ao saber disso, indicando que preferia outra companhia à do nobre britânico. “Não tem princesa, não?

Quem cochicha...

O Governador e o prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad, conversaram baixinho durante algum tempo ontem na Embrapa. Indagado sobre o assunto, Puccinelli foi evasivo. “Segredo de estado”, respondeu.

Agiliza aí!

Diante da demora na perfuração de poços de água em assentamentos pela Funasa, o Governo do Estado decidiu ceder maquinas para o trabalho. Com isso, a expectativa é garantir rede de distribuição de água aos assentados.

Novela

Atribulado com suas solenidades e reuniões, o governador ouviu ontem do ajudante de ordens a preocupação com a alimentação, por perder o almoço e depois saciar a fome com combinações do tipo "sorvete com pastel". Assíduo das novelas como já se confessou, Puccinelli comparou o assessor ao personagem Crô, da novela das 21h, que vive cuidando a vilã Tereza Cristina.

Troca

Em vez do slogan de Mato Grosso do Sul, lápis comprados pelo Governo do Estado vieram com a marca do Governo de São Paulo. A ordem do governador foi ver isso logo. “Se não o Alckmin vai pagar mico lá e eu vou pagar mico aqui”.

Bola murcha

O deputado Zé Teixeira (DEM) brincou ao dizer que sua candidatura a prefeito em Dourados não irá vingar. “Não adianta ter vontade e não passar de 10% nas pesquisas”, lamentou.

Indefinição

O democrata ainda sinalizou que o partido está dividido sobre qual candidato apoiar na eleição do segundo maior município do Estado. Teixeira defende aliança com o atual prefeito, Murilo Zauith, do PSB, enquanto uma outra ala do partido, da qual faz parte o deputado federal Luiz Henrique Mandetta prefere se aliar com o candidato do PMDB, a ser definido.

Interessados

Os peemedebistas na disputa são os deputados federais Geraldo Resende e Marçal Filho, além da vereadora Délia Razuk. Resende já declarou que vê como irreversível a candidatura própria do partido em Dourados. Neste caso, a aposta é que a postura de apoio do governador André Puccinelli será o fator decisivo na eleição.