A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


17/04/2014 06:00

Novo crime se chama "transfobia"

Edivaldo Bitencourt

Dinastia do fracasso – A Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul vai continuar sob o mesmo comando. O atual presidente, Francisco Cezário, deverá ser candidato único e manter-se no poder, onde está há 25 anos.

Contradição – O Gaeco decidiu esclarecer a investigação que envolve o prefeito da Capital, Gilmar Olarte (PP). No entanto, a nota acabou contradizendo o chefe do Executivo, que disse que só tinha sido notificado a prestar depoimento. O MPE é claro, houve apreensão de documentos.

Sem data – O MPE também fez questão de informar que o prefeito ainda não marcou o horário e local do depoimento. O único preso na operação, Ronan Edson Feitosa de Lima, já foi solto após prestar esclarecimentos ao promotor em São Paulo.

Feriadão – O poder público deverá ter cinco dias de folga. Os governos estadual e municipal decretaram ponto facultativo hoje e enforcaram a quinta-feira, apesar de dois de feriados: Sexta-Feira Santa (Paixão e Morte de Cristo) e segunda-feira (Tiradentes).

Sonho meu – O médico Eduardo Cury (PTdoB) não desistiu do sonho de virar vereador. Primeiro suplente, ele foi nomeado coordenador do Samu. No entanto, ele já avisou que fica no cargo, no máximo, por 120 dias.

Estratégia – Como não aceitaram ocupar a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, os vereadores Flávio César e Eduardo Romero podem se licenciar do cargo para abrir vaga por um tempo para Eduardo Cury. O PTdoB planeja lançar César para deputado federal nas eleições deste ano.

Transfobia – A Associação Nacional de Travestis quer dar mais publicidade a um novo tipo de crime: transfobia. O crime praticado contra travestis ganha uma nova versão para substituir a homofobia. A nova denominação é mais específica para ódio, aversão, repulsa e agressões contra travestis.

Data – A OAB/MS marcou, ontem, a data para as eleições suplementares. A entidade só vai eleger para os cargos de quem renunciou para tentar pressionar Júlio Cesar Rodrigues. O atual presidente, apesar de tudo, continua no cargo e vai lutar para colocar um aliado no lugar dos desafetos.

LDO – O Governo estadual só vai encaminhar a Lei de Diretrizes Orçamentárias para a Assembleia após o feriadão. Segundo o líder do Governo, Junior Mochi (PMDB), o projeto sofrerá alguns ajustas antes de chegar ao legislativo estadual.

Orçamento – A LDO vai definir o valor do orçamento a ser tocado pelo sucessor de André Puccinelli (PMDB). Devido à crise econômica e a queda nos repasses constitucionais, o orçamento estadual ainda não deverá atingir a cifra dos R$ 15 bilhões.

(colaboraram Leonardo Rocha e Kleber Clajus)

A missão espinhosa de Marun
Casa cheia - No discurso em que saudou Carlos Marun como seu novo ministro da Secretaria de Governo, Michel Temer disse ter ficado preocupado com a p...
Só praças estão presos por cobrar propina
Só praças – A investigação sobre o envolvimento de policiais militares com a “Máfia do Cigarro” indica que, por ora, não há oficiais entre os policia...
Pezão pede dica a Reinaldo sobre dívida
Pedido de ajuda - Ao anunciar ontem o depósito do décimo-terceiro salário dos servidores, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reforçou o discurso d...
Após "perder" cargo, deputado muda o tom
Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Govern...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions