A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


25/07/2011 06:00

Impressionante

Jogo Aberto

Um dos interessados do PMDB em disputar a prefeitura de Campo Grande no ano que vem, o secretário de Habitação, Carlos Marun, minimizou os concorrentes na disputa, sobretudo, o PT. “O melhor deles não tem nem a metade dos votos em Campo Grande e o que nos dá a certeza que vamos ganhar”, cravou.

Entusiasmado ao falar do assunto, Marun ainda garantiu que ele será o candidato peemedebista na disputa. Disse apostar no apoio de Nelsinho Trad e André Puccinelli para vencer. “Com o apoio deles vou ser o próximo prefeito de Campo Grande”, disse.

Já Nelsinho, pelo contrário, disse que o candidato do partido ainda não foi escolhido. Reconheceu que uma chapa formada pelos petistas Delcídio do Amaral e Zeca do PT tem força e que, a solução, é “botar alguém competitivo” para superar a concorrência.

O prefeito de Campo Grande comentou que a exploração do transporte coletivo urbano deve ter novidade nesta semana. Trad voltou a ser enfático. Disse que a empresa detentora do serviço terá de fazer os investimentos previstos no projeto de mobilidade urbana. Também tornou a avisar que, caso não haja entendimento, pode abrir licitação para contratar novas empresas.

Durante a posse dos 15 conselheiros tutelares eleitos da Capital, Nelsinho jogou um balde de água fria na alegria dos empossados. Pediu aos conselheiros para não acharem “serem seres supremos” depois de passarem pelo crivo popular. “Vamos baixar a bola e trabalhar juntos”, cobrou.

A Secretaria de Segurança convocou todos os integrantes da Coordenadoria de Policiamento Aéreo para apresentação na seção de pessoal para assinatura do livro de controle de pessoal, no prazo máximo de 5 dias. Foi instituído o livro de ponto na unidade.

A OAB/MS solicitou oficialmente ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul o controle no número de ações ajuizadas por advogados inscritos em OAB de outro estado. A entidade quer eu o TJ solicite aos cartórios distribuidores do Poder Judiciário se o advogado peticionante é inscrito fora.

A OAB quer o controle do número de ações. Pelo regulamento, quando o advogado é de fora, tem a cota de 5 ações. Acima disso, tem de procurar a Ordem do estado onde as causas são ajuizadas. Isso não tem sido respeitado.

O Fórum do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável está até agora sem resposta a ofícios que enviou há 2 meses aos senadores sul-mato-grossenses sobre qual a posição de cada um sobre o projeto do Código Florestal. Ninguém deu qualquer satisfação ao questionamento.

Que todo mundo confunde Mato Grosso do Sul com Mato Grosso não é novidade para quem vive aqui, mas a imprensa nacional se supera. A Folha de São Paulo divulgou em mais de 6 matérias sobre o caso do jornalista mato-grossense assassinado na semana passada que ele foi morto em Cuiabá-MS.

Só praças estão presos por cobrar propina
Só praças – A investigação sobre o envolvimento de policiais militares com a “Máfia do Cigarro” indica que, por ora, não há oficiais entre os policia...
Pezão pede dica a Reinaldo sobre dívida
Pedido de ajuda - Ao anunciar ontem o depósito do décimo-terceiro salário dos servidores, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reforçou o discurso d...
Após "perder" cargo, deputado muda o tom
Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Govern...
Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...


Me parece que o comentário do Nicolino é acertado. Não sei porque não existe concorrencia na mesma linha entre os coletivos urbanos. Porque algumas categorias tem o privilégio de deterem exclusividade em concessão de serviços publicos, que são altamente rentaveis, a população que usa nunca apita em nada. Vê se quem decide estas concessões e preços anda de onibus. E passam a vida grudados no erário público. Pobre dos pobres mortais.
 
Antonio Moreli em 31/07/2011 03:38:56
Para resolver de verdade os problemas no transporte coletivo, basta adotar a concorrencia nas linhas de onibus. Cada linha com duas empresas de donos diferentes, voce verá o preço abaixar e o nº de onibus aumentar, como acontece com as linhas aéreas. O mesmo se aplica aos taxistas; se aumentar o nº de taxi o preço tambem abaixa. O monopólio é o cancer da sociedade.
 
nicolino antonio brun em 27/07/2011 10:14:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions