ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, DOMINGO  19    CAMPO GRANDE 16º

Jogo Aberto

Pode? Até organizador está inscrito em concurso disputado

Por Fernanda Palheta, Caroline Maldonado e Anahi Zurutuza | 20/04/2024 07:00
Sede da Prefeitura de Corumbá, que fará concurso no fim de semana (Foto: Prefeitura de Corumbá/Divulgação)
Sede da Prefeitura de Corumbá, que fará concurso no fim de semana (Foto: Prefeitura de Corumbá/Divulgação)

Concorrido – O concurso público da Prefeitura de Corumbá que será realizado neste domingo (21) está tão concorrido que, além da primeira-dama da cidade, Amanda Balancieri Iunes, secretários e diretores de órgãos municipais, até o presidente da comissão organizadora do certame, Paulo Henrique Soares Pereira, está inscrito. De acordo com edital publicado no Diocorumbá (Diário Oficial de Corumbá), na última terça-feira (16), el concorrerá ao cargo de Auditor do Município/ Direito, com salário de R$ 5.323,22.

Risco – Questionado sobre a legalidade da participação da comissão organizadora em concursos, o advogado especialista em Direito Administrativo e Gestão Pública, Robson Godoy Ribeiro, explicou ao Campo Grande News que a situação pode gerar riscos para o certame. "Entendo pode feriar alguns princípios legais, como a moralidade e quebra de isonomia no procedimento do concurso". Segundo ele, dependendo do caso concreto pode acarretar a nulidade do concurso.

Vida é cíclica – Durante a posse do novo diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Paulo da Silva, a prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes (PP), reconheceu a atuação do antigo titular da pasta, Janine de Lima Bruno, que pediu exoneração após 7 anos à frente da autarquia. "Grata ao Janine pelo seu bom trabalho, mas a vida é cíclica e os ciclos começam e se encerram", citou.

Fez questão de assistir – Indignada com a agressão do agente de trânsito na última quinta-feira (18), a prefeita contou que quando recebeu a notícia foi a central de monitoramento do centro e fez questão de assistir o que aconteceu com o agente. As imagens a chocaram.

Respeito – Segundo a chefe do Executivo, a prefeitura está aguardando a apuração dos fatos e ressalta que é necessário conscientizar a população sobre o respeito aos servidores públicos. "Nós queremos respeito! São pais de famílias que saem de casa cedo para servir a população de Campo Grande", disse em seu discurso.

Um crime – O novo diretor-presidente da Agetran afirmou que a agressão foi "uma covardia sem tamanho". "É um crime, vai ser tratado como um crime e nosso departamento jurídico vai tomar todas as providências para punir o cidadão", disse durante sua posse.

Recorde – Após as chuvas, a Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) tapou "incríveis" 1.454 buracos em Campo Grande em apenas um dia, a última quinta-feira (18), segundo o secretário Marcelo Miglioli. Os trabalhos seguem também com encascalhamento nas ruas não asfaltadas e a previsão é tudo voltar à normalidade entre 15 e 20 dias.

Bandeira patrocinada pela vereadora Luiza Ribeiro em terminal de ônibus (Foto: Simão Nogueira)
Bandeira patrocinada pela vereadora Luiza Ribeiro em terminal de ônibus (Foto: Simão Nogueira)

Bandeira – Pré-candidata à reeleição, a vereadora Luiza Ribeiro (PT) deu jeito de estampar sua marca nos terminais do transporte coletivo sem que o meio fosse considerado propaganda antecipada. Ela distribuiu bandeiras com os dizeres: “Tarifa zero em Campo Grande, eu apoio!”, assinadas com seu nome. No próximo dia 29, a parlamentar promoverá audiência pública na Câmara para debater o assunto e também, pelo que posta nas redes sociais, tem ido pessoalmente às plataformas do transporte coletivo para ouvir usuários.

Pedido explícito – Pela legislação vigente, não. Até 2015, antes da mudança na Lei 9.507/97, a chamada Lei Eleitoral, qualquer tipo de propaganda que antecedesse o período de campanha era proibida. O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) liberou, por meio da resolução nº 23.457, de 15 de dezembro de 2015, alguns tipos de divulgação, proibindo apenas o pedido explícito de votos.

Recursos – O senador Nelsinho Trad (PSD/MS) conquistou com o governo mais R$ 4.073.017,03 para quatro municípios de Mato Grosso do Sul. Em visita a Aparecida do Taboado, o parlamentar recebeu o projeto de obras de lazer na região urbana e pediu recursos ao Ministério das Cidades. “Serão R$ 334,2 mil para essas obras”, afirmou. Aquidauana receberá R$ 863.680,00, Coxim terá R$ 1.915.038,20 e Mundo Novo também foi contemplado com R$ 960.019,00.

Nos siga no Google Notícias