ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SÁBADO  15    CAMPO GRANDE 21º

Jogo Aberto

Prefeito arrasa em look rosa com tiara brilhante

Por Gabriela Couto e Caroline Maldonado | 13/03/2024 06:00
Prefeito de Mundo Novo em reunião com o governador Eduardo Riedel. (Foto: reprodução)
Prefeito de Mundo Novo em reunião com o governador Eduardo Riedel. (Foto: reprodução)

Toca Raul - Ninguém bate o figurino do prefeito de Mundo Novo, Valdomiro Sobrinho (PSDB), não decepciona no quesito dress code. Ontem, para reunião com o governador Eduardo Riedel, usou um look cor de rosa, com direito tiara brilhante, faixa na cabeça e colete super rocker. Com visual meio Raul Seixas, meio Ken, lembrando José Rico, da dupla com Milionário, ele adora cor de rosa, óculos arredondados e mantém os cabelos longos.

Minha mãezinha - O comandante da PM (Polícia Militar), coronel Renato dos Anjos Garnes, acabou se emocionando ao ver diversas mulheres recebendo a medalha Tenente Coronel Ana Neise Baltha, em comemoração ao Mês da Mulher. Ele lembrou da mãe e destacou que ela foi a grande responsável pela sua educação, por ter sido firme quando pensou em desistir de estudar no 7º ano.

Puxou ao pai - Da geração do "tapinha não dói", ele brincou que tem orelhas avantajadas justamente porque a mãe puxava mesmo. Problema é que a mãe do coronel estava no evento e logo retrucou em tom de brincadeira, dizendo que as orelhas ele puxou do pai.

Repulsa - Após declaração machista do vereador de Naviraí, Antônio Bianchi, a senadora e presidente estadual do Podemos, Soraya Thronicke, emitiu nota expressando sua "profunda repulsa". O parlamentar chamou a prefeita da cidade, Rhaiza Matos (PSDB), de mnina que não estava dando conta do trabalho, durante sessão ordinária da Casa de Leis. "Ao usar termos que buscam minimizar a capacidade da prefeita Rhaiza, o vereador reforça estereótipos e preconceitos que nós, mulheres, estamos cansadas de sofrer frequentemente em todos os ambientes, especialmente no meio político", reclamou Soraya.

Pega pra você - Diante da situação, a presidente estadual decidiu expulsar o vereador da legenda, mas não conseguiu. "Fui surpreendida com a informação de que o vereador já está de saída, já tendo assinado a ficha de filiação. O que nos descarrega deste constrangimento, pois sua atitude é totalmente contrária à nossa defesa pela igualdade e respeito às mulheres dentro e fora do partido". Ao Campo Grande News, a senadora garantiu que o parlamentar não fará falta para a legenda. "Quem quiser que leve para casa, estamos entregando".

Que comecem as obras - Foi assinada a ordem de serviço para construção do primeiro estacionamento no modelo vertical, do Parque dos Poderes. O passo inicial foi dado durante a sessão desta terça-feira (12), no Legislativo. A Concrelaje fará a obra de estacionamento subsolo, primeiro piso e segundo piso "para que haja espaço para estacionamento sem derrubar uma árvore”, enfatizou o presidente da Casa, Gerson Claro (PP).

"Abono não"- Aposentados que acompanhavam a sessão da Assembleia Legislativa de ontem protestaram e cobraram posicionamento dos deputados estaduais durante seus pronunciamentos. Com faixas, eles gritavam "abono não". Parlamentares da base do governo eram interrompidos na fala, caso discordassem do pronunciamento.

Aqui não - Presidente da Mesa Diretora, Gerson Claro (PP), não gostou do que chamou de falta de respeito da plateia e deu um "pito" nos manifestantes. Irritado, ele garantiu que a Casa de Leis está fazendo seu papel de acompanhar a questão da previdência e jogou a bola para o Executivo. Disse que o local para protestos deveria ser na porta das secretarias do governo estadual.

Rota Bioceânica - O coordenador da Frente Parlamentar para o Acompanhamento da Implantação da Rota Bioceânica, deputado José Orcírio Miranda dos Santos, o "Zeca do PT", revelou como foi o encontro no Ministério das Relações Internacional em Brasília (DF), junto com representantes Governo do Estado, do Senado Federal, do consórcio binacional Pybra, da Receita Federal, DNIT e Itamaraty do Brasil.

Pisada na bola - Segundo ele, "ficou constatado que houve um descuido da formulação do Tratado Binacional. Então, será feito um adendo, definindo o normativo tributário. A bancada federal deverá encaminhar ao Senado para aprovação urgente da modificação do texto. Mas, as obras não ficarão prejudicadas”, informou Zeca.

Desculpas - Zeca, que reclamou publicamente da Receita Federal, por acreditar ter sido a responsável pelo atraso nas obras da ponte sobre o Rio Paraguai, diz que teve de pedir desculpas ao órgão. "Eu errei e pedi desculpas. Nem o Itamaraty sabia disso. Agora tudo vai se resolver", assegurou.

Nos siga no Google Notícias