ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, DOMINGO  20    CAMPO GRANDE 21º

Jogo Aberto

Prefeitura tem 3 dias para responder se fará lockdown

Por Anahi Zurutuza, Ângela Kempfer e Leonardo Rocha | 05/08/2020 06:00
Prefeito Marquinhos Trad durante reunião no fim da manhã de ontem (Foto: Paulo Francis)
Prefeito Marquinhos Trad durante reunião no fim da manhã de ontem (Foto: Paulo Francis)

"Say, Say, Say" - O prefeito Marquinhos Trad (PSD) contestou infectologistas que tem alertado para o avanço "descontrolado" da pandemia em Campo Grande e questionou, inclusive, a veracidade de algumas informações repassadas pelo governo do Estado. Na avaliação dele, não dá acreditar em tudo. "Tem gente que diz até que o Michael Jackson está vivo", comentou.

Pop Star - Marquinhos também tem acompanhado algumas blitze de trânsito, uma das medidas adotadas na tentativa de reduzir acidentes e evitar a superlotação de hospitais. Ele diz ficar pasmo com a quantidade de bêbados dirigindo. "Tem gente que desce do carro cambaleando, te confunde até com Elvis Presley", brinca.

Expectativa - Impressionante o interesse da população sobre o tema "lockdown". Toda vez que o Campo Grande News posta algo sobre a possibilidade de fechamento na Capital, as leituras disparam. Em poucas horas, são mais de 30 mil visualizações na reportagem.

Realidade - Mas quem comemorou a decisão da Defensoria Pública de acionar a Justiça para obrigar a Prefeitura de Campo Grande a decretar o lockdown, vai ter de esperar, pelo menos, 3 dias até a definição nos tribunais. O juiz responsável pelo caso, José Henrique Neiva de Carvalho e Silva, deu 72 horas para a prefeitura se manifestar em relação ao pedido.

Mais uma derrota – Depois do desembargador Ruy Celso Florence declarar-se impedido de analisar recursos e habeas corpus relacionados às investigações da Operação Omertà, a 2ª Câmara Criminal decidiu que não julgará o pedido de habeas corpus em favor de Fahd Jamil Georges. Ele que teve a prisão preventiva decretada na 3ª fase da força-tarefa e já teve pedido de liberdade negado.

Parecer – Os desembargadores concordaram com parecer da PGJ (Procuradoria Geral de Justiça) ao qual o Campo Grande News não teve acesso porque o processo tramita em sigilo. “Fuad”, como é conhecido, por enquanto, é considerado foragido da Justiça.

Articulação - Os vereadores vão acionar a bancada federal de MS para tentar evitar o corte de energia de moradores de Campo Grande durante a pandemia. Intenção é que haja uma medida da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) neste sentido.

Momento - Um dos defensores da medida, o vereador Valdir Gomes (PSD) ponderou que é importante evitar os cortes no cenário atual. "Imagina a pessoa doente e ainda sem luz".

Pesar - O deputado José Carlos Barbosa (DEM) de emocionou ao citar a morte de José Antônio da Costa, seu antigo patrão na cidade de Angélica, que foi vítima de covid. "Me auxiliou muita na minha vida e perdeu a vida para esta doença".

Repercutindo – E o fechamento da Valley em Campo Grande anunciado anteontem continua repercutindo. Nessa terça-feira (4), o Blues Bar, casa noturna que recebia público avesso ao sertanejo, se solidarizou. “Trouxe muitas noites incríveis para a cidade. Nossos sinceros sentimentos a todos os sócios, funcionários e clientes”, diz o post.