ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SÁBADO  05    CAMPO GRANDE 23º

Jogo Aberto

Primeira Juma apoia escolha de atriz de MS para remake

Por Marta Ferreira, Aline dos Santos e Nyelder Rodrigues | 09/09/2020 06:00
Post de Cristiana Oliveira no Instagram, celebrando remake de Pantanal. (Foto: Reprodução)
Post de Cristiana Oliveira no Instagram, celebrando remake de Pantanal. (Foto: Reprodução)

 Concordo – A atriz Cristiana Oliveira, ficou bastante animada com o anúncio feito pela TV Globo do projeto de remake da novela Pantanal. A primeira “Juma” não apenas postou a reportagem do Fantástico a respeito como respondeu no Instagram à postagem do ator e produtos campo-grandense Vitor Samúdio, com a reportagem do Lado B sobre campanha para que dessa vez seja uma profissional da interpretação local.

O que ela disse – Nos stories de Vitor, Cristiana mandou um “acho ótimo” na publicação feita com o print da reportagem. No  perfil dela, a postagem celebrando a ideia da Globo teve mais de 10 mil curtidas.

Troco caro - Apenas R$ 13,17. Esse é o valor de três máscaras hospitalares não entregues pela empresa Universal Produtos Hospitalares ao Governo do Estado e que pode render pena de advertência à fornecedora. O prazo de defesa é de cinco dias, segundo publicação no Diário Oficial do Estado desta terça-feira.

Nada a declarar - A reportagem entrou em contato com o dono da empresa, que até atendeu o telefone animado, mas ao ser questionado sobre a situação inusitada, mudou o tom e preferiu não comentar. "Tem que ver isso com a secretaria", recomendou.

Cadê o produto? - A empresa Open Medical, de Itajaí (SC), foi multada R$ 83,60, 10% do valor do contrato, que teve nota empenhada, por não fornecer 10 mil máscaras ao Governo do Estado. As punições foram publicadas em Diário Oficial

Recurso – O MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) apresentou recurso de apelação à decisão do juiz Aluizio Pereira dos Santos que mandou sete réus a júri, em 28 de outubro, pela morte do estudante Matheus Coutinho Xavier. São dois os pontos contestados na sentença de pronúncia.

O que – Primeiro, os promotores pedem que seja revista a substituição, neste processo, da prisão preventiva do réu Jamil Name por prisão domiciliar. Em segundo, defendem que Eurico dos Santos Mota seja mantido como acusado. Ele foi inocentado.

Participou – Eurico é apontado pela investigação como o hacker que monitorou o verdadeiro alvo do assassinato, o policial militar Paulo Roberto Teixeira Xavier e forneceu aos pistoleiros a localização em tempo real.  O juiz entendeu não haver provas de envolvimento efetivo, mas MPMS entende o contrário.

Tudo bem - A Justiça autorizou viagem do empresário Aloisyo José Campelo Coutinho, o festeiro do Damha3, para Recife, onde tem endereço certo e conhecido. Mas negou autorização para   frequentar bares e restaurantes fora do horário de recolhimento noturno.

Na pele – O juiz aposentado Odilon de Oliveira entrou para as estatísticas de pessoas que perderam entes queridos para covid-19. A irmã dele, Tereza, de 68 anos, morreu vítima da doença. Odilon desabafou sobre o assunto nas redes sociais, dizendo que o atendimento deixou a desejar. Recomendou também que as pessoas tenham cuidado com o vírus, que é bastante perigoso.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário