A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


10/05/2013 06:00

Projeto de Bernal tem gafe fenomenal

.

Gafe fenomenal – O prefeito Alcides Bernal (PP) cometeu uma gafe no projeto de lei que cria novas pastas. Para justificar a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, no artigo 5º, inciso 2º, ele diz que a proposta visa dar “igualdade e respeito à adversidade”. No dicionário, o termo adversidade significa “desgraça, infortúnio, atribulação”.

O correto – Politicamente correto é usar o termo “diversidade”. A pasta tem a nobre missão de garantir ações políticas que levem as mulheres à “igualdade e respeito à diversidade”. No sentido de se respeitar as diferenças.

Faixa petista - Não é só a Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul que está devendo aulas de português. O deputado estadual Cabo Almi (PT) fez uma homenagem aos líderes comunitários. O espanto ficou por conta da faixa de saudação, na o parlamentar saudava as "cUmunidades" presentes. As cOmunidades devem ter ficado de orelha em pé ao ver tal cumprimento.

Moro em Paris - O caso do assessor que não tinha conhecimento da existência do programa Fantástico, veiculado aos domingos há 45 anos, virou gozação na internet. Agora, a moda no facebook é falar que não tinha conhecimento do caso porque "mora em Paris". Até os são paulinos, após a derrota de 4 a 1 para o Galo, foram alvo da gozação sobre a Libertadores da América.

Propina em cartaz - Gestores municipais estão usando tática nova para pedir propina aos fornecedores das prefeituras. Numa conversa com empresário, prefeito reclamou das dividas de campanha e mostrou cartaz com o percentual que exigia para liberar obra no município.

Holofote – A operação PC 27, da Polícia Civil, é para mostrar trabalho. A corporação disputa com o Ministério Público os holofotes da mídia e o coração da opinião pública entorno da PEC 37.

PEC 37 – A Emenda Constitucional pode restringir a investigação criminal apenas às polícias Civil e Federal. Em tese, tira essa prerrogativa do MPE, MPF e MPT.

Oxalá – A sociedade ganha com as disputas entre MP e as polícias. Por enquanto, nas disputas pelos holofotes quem perdeu foi o crime organizado, o tráfico de drogas, homicidas, entre outros.

E o Bernal ? – Ontem, o prefeito Alcides Bernal falou sobre a invasão do paço municpula pelos professores na terça-feira. Disse que os docentes “agrediram o prédio da Prefeitura”. E condenou a ocupação que considerou "absurda".

Reação – O prefeito reage a denúncia de que um professor foi agredido dentro da Prefeitura. Sobre o assunto, ele disse que houve profissional “infiltrado para criar tumulto”. Até citou que um professor nunca trabalho na rede municipal.

 (matéria editada para correção e acréscimos às 8h18)

Após "perder" cargo, deputado muda o tom
Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Govern...
Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...
Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...


quero só ver até onde esse Bernal vai, não aguento mais. o homem só sabe da desculpas, deve Agora, só falta falar que não tinha conhecimento do caso porque "mora em Paris
 
RICARDO CORREA GOMES em 10/05/2013 08:39:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions