A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 22 de Outubro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


30/04/2014 06:00

PT e PSDB vão recorrer ao plano B

Edivaldo Bitencourt

Sonho - O presidente do sindicato dos trabalhadores de construção civil, José Abelha, afirmou que a categoria luta por um piso nacional. A paralisação da categoria completa uma semana nesta quarta-feira. Ele acha que os salários pagos no Estado são “péssimos”.

Sonho 2 – O sindicato dos trabalhadores da construção considera que o pior de tudo no setor é a terceirização. “É o câncer da construção civil”, afirmou Abelha.

Subordinado – Os policiais militares estão questionando a mudança na estrutura da PM. A partir de agora, a corporação passa a ficar subordinada à Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública. Antes, ficava diretamente ao governador.

Mudança - "Isto fere a Constituição Federal, queremos a correção desta lei, pois não há critério para se fazer isto", afirmou o presidente da Associação de Cabos e Soldados da PM, Edmar Soares da Silva. Ele foi pedir o apoio dos deputados para mudar a lei.

Farpas – A reivindicação dos policiais gerou atrito entre PMDB e PT na Assembleia ontem. Eduardo Rocha (PMDB) afirmou que André Puccinelli paga no dia 1º e investiu muito no setor. Pedro Kemp (PT) disse que o Governo petista assumiu uma polícia desmontada pelo PMDB de Wilson Martins.

Unanimidade – Os vereadores ficaram contentes com o resultado da CPI da Homex e elogiaram o relatório final. Ayrton Araújo (PT) disse que um irresponsável deixou a construtora mexicana entrar na Capital e dar o golpe.

Falta do que fazer – O vereador Carlos Augusto Borges (PSB) deu um puxão de orelhas em Paulo Pedra (PDT), que insiste em ouvir Gilmar Olarte sobre a investigação do Gaeco. “Não tem outro discurso, vamos trabalhar”, cutucou.

Sem medo – O vereador Chiquinho Telles (PSD) afirmou que os vereadores não são bandidos para temer a polícia ou o Gaeco. “Quem deve ter medo da polícia é bandido”, destacou o parlamentar, que é famoso por sua tiradas irônicas no legislativo municipal.

Dia D – Após a cassação de Alcides Bernal (PP) em março e a decisão do governador André Puccinelli (PMDB) de não ser candidato no dia 4 deste mês, o mundo político aguarda o desfecho da aliança entre PT e PSDB nesta quarta-feira. Os dois partidos deram o dia 30 como data final para um desfecho do namoro: ou separa ou casa.

Plano B – O mais provável é que os dois partidos definam pelo rompimento. O PSDB deve lançar Reinaldo Azambuja para o Governo, enquanto o PT deve buscar o candidato ao Senado nas fileiras do PTB.

(colaboraram Leonardo Rocha e Kleber Clajus)

Dagoberto mente, diz liderança do PDT
É fake – As última declarações do deputado federal e presidente do PDT em Mato Grosso do Sul, Dagoberto Nogueira, sobre os pedidos de expulsão do jui...
Adeus a "Playboy" tem foto de bebida na mesa de bar
Despedida – Tem gosto amargo e dolorido, principalmente para as pessoas próximas, a última foto postada nas redes sociais por Marcel Colombo, conheci...
Campanha, tiro na escola e oportunismo
“Guerra virtual” – Não podia ser diferente. O episódio lamentável em que uma criança de 9 anos entrou armada na sala de aula em Campo Grande e atirou...
Justiça agora pode até cobrar Delcídio
Ainda à espera - A Justiça Eleitoral rejeitou o registro de candidatura de Delcídio Amaral (PTC) ao Senado, depois da derrota nas uras. A juíza Eliza...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions