A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 17 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


01/10/2013 06:00

PT perde ação e fica sem água e telefone

Edivaldo Bitencourt

PT no “vermelho” – O PT de Campo Grande está em grave crise financeira. O diretório municipal está com a água e o telefone cortados por falta de pagamento, conforme informações extra oficiais. O partido elege o novo presidente em novembro e três presidentes disputam o comando.

Ação – A causa da inadimplência petista é uma ação na Justiça do Trabalho, que acabou sendo ganha por um funcionário da sigla. O PT, que sempre militou em defesa do direito dos trabalhadores, foi condenado a pagar indenização de aproximadamente R$ 120 mil. O juiz bloqueou as contas para garantir o pagamento dos direitos trabalhistas.

Impaciência pública – A irritação dos corintianos se tornou pública durante o jogo contra a Portuguesa no Estádio Morenão. Aos 40 minutos do segundo tempo, um torcedor fanático conseguiu falar no alto-falante do estádio que acabou a paciência da torcida com o Corinthians, que perdeu por quatro a zero a oitava partida consecutiva.

Alvo – Esta não é a única dor de cabeça para o empresário Eduardo Maluf, que trouxe a partida para Campo Grande. Ele também caça o irresponsável que atirou uma garrafa de água no bandeirinha e pode levar a o timão a perder 10 mandos de campo. É muita punição por causa de uma garrafa para quem precisa do apoio da torcida para sair da má fase.

Prazo – Na última semana, os deputados e vereadores começam a definir a estratégia para as eleições de 2014 em Mato Grosso do Sul. O prazo acaba sexta-feira e os partidos novos, PROS e Solidariedade, aumentaram o assédio sobre os parlamentares de MS para “criar raízes” no Estado.

PMDB – O principal alvo dos partidos é o PMDB, do governador André Puccinelli (PMDB). No entanto, apesar dos boatos, a única informação que ganha força é a saída do deputado federal de Dourados, Marçal Filho.

Parecer técnico – O presidente da Câmara, Mario César (PMDB), e o líder do prefeito, Marcos Alex (PT), não chegaram a um acordo sobre o encaminhamento da Comissão Processante. O petista insiste que o caso só tenha prosseguimento com parecer técnico. O peemedebista perdeu a paciência, já que a casa é política e pode julgar Alcides Bernal politicamente.

Uma comissão por dia – Preocupado com a pressão para cassar o prefeito, Alex do PT prevê a votação de uma comissão processante por dia no legislativo municipal. “Agora, vai ser assim, votaremos indicação, requerimento e Comissão Processante”, ironizou o líder do prefeito.

Calhamaço – Ex-desafetos de Alcides Bernal, Raimundo Nonato e Luiz Pedro Guimarães levaram um “calhamaço” de papel para embasar o pedido de afastamento do prefeito. Já o autor do primeiro pedido, aposentado Eder Sanches da Cruz, resumiu a argumentação em uma única página e usou o termo prevaricação para pedir a cassação de Bernal.

PP – O prefeito da Capital já conseguiu um "reforço" para o partido em Campo Grande. Ele filiou o ex-prefeito de Maracaju, Celso Vargas, que poderá disputar cargo eletivo na próxima eleição. Outra fiel escudeira do prefeito, Ritva Cecília Vieira, que comanda a Agência de Regulação, também já se filiou ao partido.

(colaboraram Helton Verão e Kleber Clajus)

 

"Nem a pau", diz Correa sobre desistir de ação contra JBS
Negativo - “Nem a pau”. Essa foi a reação do presidente da CPI da JBS, Paulo Correa (PR), à cogitação de retirar a ação contra a empresa, para preser...
Bonito quer bombar com shows gringos no Carnaval
Bombando - Empresários estão investindo pesado no Carnaval de Bonito 2018. Além da celebridade internacional Paris Hilton, uma das atrações em negoci...
Fábrica planeja investimento de meio bilhão em porto
Projeto ambicioso – Depois de inaugurar mais uma unidade em Três Lagoas, ampliando a produção de celulose, a Fibria negocia com a ampliação da estrut...
MS cumpre "regra de ouro" na finança pública
Melhor que os outros – Existe uma máxima em finanças públicas de que os governos, para não cair em estado de insolvência, não devem custear despesas ...



Concordo com o avelino.... quantos jogos já tivemos aqui, com times da série A ... é só ter jogo do Corinthians que acontece essas coisas...
 
PAULO CÉSAR DA SILVA SANTOS em 01/10/2013 12:00:12
ACHO QUE SEU COMENTARIO ESTA EVASIVO..POIS A ONDE A TORCIDA DO CORINTHIANS(CAMBADA DE BARDENEIRO VAI)DA ISSO LEMBRA NA BOLIVIA,
EM BRASILIA....ENTÃO NÃO JULGUE NOS DE CAMPO GRANDE,POIS NÃO TEMOS CULPA DESSE TORCIDA ACHAR DONA DA VERDADE...OK
TORCIDA MAL EDUCADA E ISSO MESMO(TIME PUNIDO O CORRETO).
 
avelino alves em 01/10/2013 10:17:32
Realmente Campo Grande não está preparada para receber grandes eventos como um jogo de futebol da série A. Atos provincianos como os ocorridos no domingo passado no Morenão são as provas de que ainda falta muita educação ao povo local. O castigo? É não ter times de futebol à altura. Ainda bem que a Copa não veio pra cá. Seria uma vergonha!
 
Tião Machado em 01/10/2013 08:44:51
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions