A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 23 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


16/12/2014 06:00

Puccinelli define a estratégia para "entregar" Aquário do Pantanal

Edivaldo Bitencourt

Ampliar – O governador eleito Reinaldo Azambuja (PSDB) estuda ampliar o leque de apoios. Ele vem conversando com lideranças do PEN e do PTdoB para contar com o apoio dos deputados estaduais. O tucano garantiu que não prometeu secretaria em troca de apoio.

Afinado – Os tucanos fizeram reunião ontem e afinaram o discurso de que o novo Governo terá um caráter técnico. Eles destacaram que não há pressão para a nomeação de políticos. Rose Modesto até destacou o PSDB está tranqüilo com as nomeações.

Contemplado – O PSDB é o principal contemplado com as primeiras confirmações feitas por Reinaldo. O partido conta com Márcio Monteiro na Secretaria Estadual de Fazenda, Rose na Assistência Social, Sérgio de Paula na Casa Civil e Marcelo Miglioli na Infraestrutura.

Investigação – O PT ainda tenta entender como perdeu o Governo do Estado nas eleições deste ano. Cotado para suceder Paulo Duarte no comando regional da sigla, o deputado federal Antonio Carlos Biffi avaliou que o PT não fez boas alianças neste ano.

Dia D – O Tribunal de Justiça julga nesta terça-feira o recurso da Câmara Municipal que pode devolver o mandato de prefeito a Alcides Bernal (PP). No entanto, com base nas decisões anteriores, o Poder Judciário tem sido mais favorável a Gilmar Olarte (PP) do que ao antecessor.

Esperança – Bernal ainda tem esperanças de obter liminar favorável ao retorno no STJ (Superior Tribunal de Justiça). Ele tem um pedido para ser analisado pelo presidente da corte, ministro Francisco Falcão.

Mudança – Como não consegue tirar Bernal do comando do PP em Mato Grosso do Sul, Olarte não quer correr risco e estuda a possibilidade de mudar de partido. Uma das opções é o PSDB. Ele também já recebeu convite do PSC, do Pastor Everaldo, que foi candidato a presidente da República neste ano.

Aquário – O governador André Puccinelli (PMDB) não vai inaugurar o Aquário do Pantanal, que deverá estar com pouco mais de 90% da obra concluída. O objetivo é divulgar o estágio da obra para a imprensa nos últimos dias deste mês. E ainda reforçará que deixará dinheiro em caixa para concluir o complexo emblemático.

Liberação – O Governo vai promover ato hoje à noite para liberar as emendas dos deputados estaduais. Puccinelli assina a liberação de R$ 19,2 milhões nas áreas de assistência social, saúde e educação.

Posse – Com a nomeação ontem, Osmar Domingues Jeronymo já pode marcar a data da posse no Tribunal de Contas do Estado. Ele ficou mais 11 meses no cargo a pedido do governador. Puccinelli voltou a frisar, ontem, que o manteve no cargo porque precisava dos seus serviços no Governo.

(colaborou Aline dos Santos)

Crise da JBS rouba atenção de Temer
Foco na JBS - No Governo do Estado, a vinda do presidente Temer a Mato Grosso não teve a mobilização típica de visitas anteriores de presidentes. Na ...
Temer oscilou sobre decisão de vir para agenda em MS
Às pressas – A vinda do presidente Michel Temer para Mato Grosso do Sul neste sábado foi confirmada em cima da hora. A coluna apurou que tudo indicav...
Detran de MS avalia adesão a parcelar multa no cartão
Ainda não sabemos – O Detran de Mato Grosso do Sul avalia se vai fazer convênios que permitam parcelamento de multas no cartão de crédito. A autoriza...
Delcídio foi "fantasma" em sessão que manteve Aécio
Lembrado – O ex-senador e ex-petista Delcídio do Amaral está longe do Senado desde maio de 2016, quando foi cassado, mas nesta terça-feira foi bastan...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions