A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 25 de Janeiro de 2020


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


22/02/2019 06:00

Quanto valem 9 dias não trabalhados na Assembleia?

Ângela Kempfer e Leonardo Rocha

Ponto cortado - A diferença na hora do pagamento será das grandes caso a Assembleia Legislativa resolva cortar o ponto do deputado Onevan de Matos, que está fazendo tur por Israel. Ele embarcou dia 20 e só deve retornar a Campo Grande em 1º de março. 

Quase 1/3 - Em uma conta simples, dividindo o salário de R$ 29.469,99 por 30 dias (já que ele diz não parar nem aos fins de semana), seriam menos R$ 8.840,70 nao holerite. Isso caso o "patrão" resolvesse descontar os 9 dias não trabalhados, como ocorreria com qualquer mortal brasileiro.

Cadê? - Famoso pela demora em eventos públicos, o prefeito Marquinhos Trad foi convidado ontem (21) para o programa Bom Dia Campo Grande, da Rádio Educativa FM. Deveria chegar até 7h45, mas só apareceu às 8h30. A justificativa foi demora em reunião de trabalho. Mesmo assim, acabou entrevistado na sequência, no Manhã Educativa.

Revoltado - Apesar do atraso, ele respondeu a todas as perguntas, inclusive, as muitas que vieram dos ouvintes. Sobre alagamentos na cidade, reclamou da população que não colabora. Disse que até fraldas, que deveriam estar no lixo, vão parar nos bueiros. 

Atirador - Depois, em mais uma visita à unidade de saúde, na UPA Vila Almeida, Marquinhos Trad pareceu ainda mais indignado, desta vez, com a ausência de médicos. "Sinceramente, não tem mais o que fazer! Agora só se trocar a equipe inteira", protestou colocando, inclusive o secretário de Saúde, Marcelo Vilela, na reta.

Uma luz - O vereador Valdir Gomes (PP) esteve ontem na Assembleia Legislativa para conversar com os deputados sobre as denúncias de contas abusivas de energia. Ele quer que o legislativo estadual trabalhe em conjunto com a Câmara neste tema. "Já temos o apoio do MPE e agora queremos os deputados envolvidos também".

Aluguel - O deputado Pedro Kemp (PT) está tentando reunião com a Secretaria de Educação, depois de ouvir reclamações de diretores. "Eles disseram que o aluguel das cantinas que ficava nas escolas, não é mais revertido para as escolas. Este recurso era usado para pequenos reparos ao longo do mês", justifica.

Na escola - O líder do governo, José Carlos Barbosa (DEM), explicou que houve alteração nas regras de autonomia nas escolas após recomendação do MPMS, principalmente, em relação à lei que trata das licitações. Mesmo assim assegurou: "este recurso das cantinas vai continuar com cada escola”.

Nervoso? - O deputado Coronel David (PSL) esteve em Brasília e disse que o clima está tranquilo com as lideranças do PSL, apesar da saída de Bibiano. "Ele já não estava no comando da legenda. Entendo que sua saída do governo não altera nada na legenda".

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions