A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


07/11/2015 07:00

Secretários de Bernal enfrentam a fúria do PT

Edivaldo Bitencourt

Adversários – Os vereadores do PT, que passaram a ser oposição na Câmara Municipal, continuam dando trabalho para os secretários municipais de Alcides Bernal (PP). Eles estão reforçando a artilharia antes restrita aos vereadores do PMDB e DEM.

Absurdo – A vereadora Thaís Helena (PT) ficou indignada e tentou encerrar a reunião em que a secretária municipal de Assistência Social, Marcela Rodrigues, foi convocada para dar explicações sobre a exoneração em massa de coordenadores dos Centros Regionais de Assistência Social. Ela reagiu à explicação de que Bernal deve colocar quem quiser e sem dar explicações ao legislativo.

É isso – A fúria da vereadora foi reação à declaração do ex-aliado, o atual secretário de Governo, Paulo Pedra. O pedetista disse que o prefeito decidiu nomear para os comandos do Cras os aliados políticos e ponto final.

Contradição – Paulo Pedra contradisse a secretária Marcela Rodrigues, que defendeu as trocas como medida técnica e para dar novo ânimo à administração dos centros regionais. Ela também garantiu que não havia “politicagem” na medida.

Pacífico – A reunião com a secretária só não terminou abruptamente porque houve intervenção do presidente da Câmara Municipal, Flavio Cesar (PTdoB). Ele interveio e garantiu a exposição de Marcela até o final, apesar dos protestos da oposição e do PT.

Não fico – Já o vereador Vanderlei Cabeludo (PMDB) não gostou do clima da reunião. “Não vou participar desse clima de ódio, de revanchismo”, justificou o peemedebista, que deixou a reunião 30 minutos após o início. O encontro durou pouco mais de duas horas na Câmara Municipal.

Notificação – O prefeito Alcides Bernal foi notificado pela Justiça para apresentar a defesa na ação civil pública movida pelo Ministério Público Estadual. Só após a defesa do progressista, a Justiça deve se manifestar, de novo, sobre o pedido de afastamento por improbidade administrativa.

Mutirão de que? – Bernal prometeu, pela enésima vez, anunciar, dia 11, novo mutirão para acabar com os buracos nas ruas e avenidas de Campo Grande. Ele vem prometendo o serviço desde que reassumiu o posto, em 27 de agosto, mas não chamou, até o momento, nenhuma empresa contratada pela prefeitura para retomar o serviço tapa-buraco.

Só um mês – O Comando Militar do Oeste confirma a negociação com a prefeitura, mas para realizar o serviço de recapeamento, como já ocorreu nas avenidas Afonso Pena, Guaicurus e Bandeiras. No entanto, o trabalho só deve começar em 2016, considerando-se que o planejamento para a realização do serviço deve demorar, no mínimo, um mês.

OAB – A campanha pela presidência da OAB/MS entra na reta final. Seis candidatos intensificam a campanha de olho no orçamento de R$ 11 milhões. E na atual fase, a 11 dias do pleito, há pesquisas para todos os gostos e tipos de eleitores.

(colaboraram Michel Faustino e Antonio Marques)

A missão espinhosa de Marun
Casa cheia - No discurso em que saudou Carlos Marun como seu novo ministro da Secretaria de Governo, Michel Temer disse ter ficado preocupado com a p...
Só praças estão presos por cobrar propina
Só praças – A investigação sobre o envolvimento de policiais militares com a “Máfia do Cigarro” indica que, por ora, não há oficiais entre os policia...
Pezão pede dica a Reinaldo sobre dívida
Pedido de ajuda - Ao anunciar ontem o depósito do décimo-terceiro salário dos servidores, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reforçou o discurso d...
Após "perder" cargo, deputado muda o tom
Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Govern...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions