A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Outubro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


10/03/2014 06:00

Secretários de Bernal levam Nossa Senhora no peito

Edivaldo Bitencourt
Tropa de choque com santa no peito."Tropa de choque" com santa no peito.

Concorrida – A feira do Guanandi virou ponto certo da política campo-grandense. No domingo, os dois lados na polêmica sobre a cassação do prefeito Alcides Bernal se encontraram, por coincidência, entre as barracas dos feirantes. O grupo do presidente da Câmara, Mario Cesar, deu de cara com secretários municipais.

Panfletagem - De um lado, Mario Cesar e os assessores aproveitaram o dia para distribuir panfletos fazendo propaganda do mandato, mostrando, por exemplo, lei de autoria do peemedebista que regulamenta feiras livres e que estabelece, dentre outras coisas, a limpeza e instalação de sanitários nesses locais.

Pela fé - Na outra direção, vinham quatro secretários do prefeito, todos com medalha de Nossa Senhora no peito e nas mãos os panfletos “Não ao Golpe”, em campanha para aumentar a popularidade de Bernal, diante da ameaça de cassação ressuscitada pela Câmara. Os dois grupos fingiram não se conhecer e ficaram em calçadas opostas.

Novo secretariado - A cassação do prefeito Alcides Bernal (PP) é considerada tão certa para alguns, que até o novo secretariado já estaria definido. Há gente "nomeada" com antecedência que nem esconde mais que vai estar na equipe da nova administração, quando o vice-prefeito Gilmar Olarte (PP) assumir o cargo.

Novos desafios  - Na segunda tentativa de cassar o prefeito, a Câmara Municipal corre o risco de ser despejada na véspera, na terça-feira (11). Os vereadores podem improvisar uma sessão em praça pública para julgar Bernal caso a Justiça acate o pedido de despejo dos donos do prédio.

Patinando - As obras de um dos restaurantes mais esperados da cidade estão emperradas no Shopping Campo Grande. Empresas contratadas pelo Outback dizem que há divergências em relação ao projeto, o que pode comprometer a inauguração ainda no primeiro semestre deste ano.

Mãe já sabe - Após nota publicada no Jogo Aberto, publicitário contou para a mãe que foi o autor dos anúncios inusitados em que o "tinhoso" comprava a alma de quem estivesse precisando de dinheiro na praça. O jovem, que é funcionário público, tomou coragem e revelou-se para a matriarca.

Avisei - Ao tomar conhecimento das "brincadeiras" do filho, a mulher foi logo dizendo que não foi por falta aviso. "Já te falei, não se brinca com o capeta", advertiu. O publicitário só tinha o objetivo de instigar os pedestres que passam na rua com as "intervenções urbanas".

Acha que é o RJ - Um funkeiro foi preso em Três Lagoas depois de divulgar música onde diz que a Polícia Militar será recebida com tiros de fuzil e rajadas de AR-15 se entrar em determinada região da cidade. O “MC Edgar” admitiu que escreveu a letra, jurou que era brincadeira, mas mesmo assim foi enquadrado por apologia ao crime.

Vale botox - Matéria do jornal Estadão revelou que nos últimos cinco anos, alguns senadores chegaram a gastar até R$ 70 mil em tratamento dentário. Dentre os gastos milionários autorizados pelo plano de saúde bancado pelo Senado, há até pedido de ressarcimento por aplicação de botox e sessões de psicoterapia e fonoaudiologia. Foram R$ 6,2 milhões gastos entre 2008 e 2012.

Adeus a "Playboy" tem foto de bebida na mesa de bar
Despedida – Tem gosto amargo e dolorido, principalmente para as pessoas próximas, a última foto postada nas redes sociais por Marcel Colombo, conheci...
Campanha, tiro na escola e oportunismo
“Guerra virtual” – Não podia ser diferente. O episódio lamentável em que uma criança de 9 anos entrou armada na sala de aula em Campo Grande e atirou...
Justiça agora pode até cobrar Delcídio
Ainda à espera - A Justiça Eleitoral rejeitou o registro de candidatura de Delcídio Amaral (PTC) ao Senado, depois da derrota nas uras. A juíza Eliza...
Clima de campanha não poupa nem festões
Todo lugar - O clima de campanha, neste segundo turno polarizado, não deixa escapar nem os casamentos. Durante festa no sábado no bufê Murano, na Ave...


No caso do menino preso em Tres Lagoas por "apologia" ao crime, eu acho um absurdo, a partir do momento em que começamos a utilizar o termo "apologia", teriamos que aposentar o termo "democracia", pois, apesar das palavras poderem ser utilizadas em rima por sua semelhança na terminação "ia" são palavras que não caminham juntas, ou somos Democráticos ou vivemos sobre um regime de Ditadura se usamos "apologia" somos ditadura, completamente, onde fica a democracia se eu não posso dizer o que acho correto? A policia é uma porcaria, mas eu não posso dizer isso? Os politicos roubam, posso falar? Nosso caminho é perigoso, se a população não mostrar repudio sobre a intimidação que sofremos hoje, não sei como será o amanhã, o pior é que o menino que foi preso é bandidinho, fica difícil defender.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 10/03/2014 10:37:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions