A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


16/05/2011 06:04

Praga nacional

Jogo Aberto

Santista, o peemedebista Waldemir Moka não perdeu a oportunidade para tirar uma casquinha dos colegas corintianos da bancada sul-mato-grossense. Via twitter, ele disse que se solidarizava com os colegas Reinaldo Azambuja e Geraldo Resende.

Inspirado, o senador ainda postou trecho do hino na página do microblog e considerou pouco o resultado final, que deu o título paulista ao Santos. “Peço que se conformem. Poderia ter sido de 4x1”, brincou.

Também pelo twitter, o deputado federal Geraldo Resende parabenizou os santistas e disse que o título foi merecido, além de lamentar a derrota. “Não deu para o Timão”, postou.

Enquanto o protesto corria solto na fazenda 3R na sexta, até com procurador negociando a retirada de índios, em Sidrolândia os donos das terras na região não pareciam tão preocupados com a ameaça que dizem representar os terena para a economia da região. Na cidade, os fazendeiros discutiram o assunto em encontro com comes, bebes e piadas.

Enquanto os salgadinhos eram degustados em clima amistoso, na área invadida quem teimava em se aproximar era ameaçado com facão e garrucha. Preocupada mesmo, só a Funai que teve de limpar o caixa para abastecer carro e mandar equipe para negociar também com os índios.

Na tentativa de garantir desmembramentos do Pará em estados de Carajás e Tapajós, a turma favorável tem recorrido aos números positivos de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. A comparação é sobre a evolução do PIB dos dois estados de 1977, quando ocorreu a divisão, e 2008. O crescimento foi de 723%, enquanto o PIB nacional cresceu 251%.

Chapadão do Sul não tem lugar para instalar indústrias. Apesar de recursos do FCO, Fundo Constitucional do Centro-Oeste, as empresas têm dificuldade de encontrar terrenos, porque os que são oferecidos no município estão custando o olho da cara, reclama até a prefeitura que procura 20 hectares para ampliar o pólo industrial, mas não consegue.

O município já é pressionado, inclusive, a fazer desapropriação por interesse público, principalmente nas áreas que fazem divisa com os municípios vizinhos, algumas das poucas que não são usadas pela agricultara e, por isso têm valores "espetaculares", na avaliação dos empresários.

O Belmar Fidalgo parece espaço privatizado. O campo de futebol, alugado para os boleiros, é mais concorrido que os particulares criados com essa finalidade. Na semana passada, por exemplo, o único dia que ainda havia alguma vaga era para o dia 19.

Depois de Mato Grosso do Sul, os javalis já são considerados pragas em várias regiões e ameaças a lavouras. Autoridades vieram buscar em projetos daqui boas ações para enfrentar o problema também em Minas, São Paulo, Rio, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Bahia, Goiás, Mato Grosso, Tocantins e Acre.

A missão espinhosa de Marun
Casa cheia - No discurso em que saudou Carlos Marun como seu novo ministro da Secretaria de Governo, Michel Temer disse ter ficado preocupado com a p...
Só praças estão presos por cobrar propina
Só praças – A investigação sobre o envolvimento de policiais militares com a “Máfia do Cigarro” indica que, por ora, não há oficiais entre os policia...
Pezão pede dica a Reinaldo sobre dívida
Pedido de ajuda - Ao anunciar ontem o depósito do décimo-terceiro salário dos servidores, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) reforçou o discurso d...
Após "perder" cargo, deputado muda o tom
Mudou – Antes cotado para assumir uma secretaria do governo do Estado, o deputado Coronel David (PSC) está agindo ultimamente como oposição ao Govern...


ESPORTIVO: Enquanto os nossos nobres Deputados bincar e tira sarro referente ao campeonato paulista, NOSSO campeonato Sul-Matogrossense fica sem apoio de ninguém. Assim é bom e viva nossos deputados e senadores leitos pelo MS e torcendo e se preocupando com o futebol paulista.
E a Copagaz patrocinando o time do São Paulo, que beleza!!!
E nossos filhos serão torcedores de televisão.
 
Fernando Augusto em 16/05/2011 10:39:18
Se nossos políticos não brigaram pela Copa do Mundo e até hoje não manifestaram nenhum tipo de projeto para o Estado colher os frutos do turismo em 2013 e 2014, imaginem se vão se preocupar com o futebol local??? Aliás falam do futebol, mas tem algum esporte em alta no nosso Estado??? Com apoio e projetos??? Temos cultura??? Até nossos artistas temos que ver pela TV!!! Esporte e Cultura não dá voto é o que falam.
 
Ricardo Pereira em 16/05/2011 07:29:30
nosso futebol ja era, temos que nos contentar com os paulistas, cariocas, gaucho e até do nordeste que estão melhores que os nossos, culpa dos cartolas? não culpa do povo mesmo que admite certas pessoas no camando e não abrem os olhos. e salve o SANTOS, mesmo eu sendo PALMEIRENSE.
 
joao paulo em 16/05/2011 05:38:07
Agora o porque nao se decide investir no campeonato de Ms,temos que para e dar mais valor a nossa cultura, tomando como exemplo, os sulistas.
 
Reinaldo Costa em 16/05/2011 04:19:11
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions