A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


07/11/2013 06:00

Temendo cassação, servidor deixa de comprar a prazo

Edivaldo Bitencourt

Sem contas a prazo – Parte dos servidores comissionados da Prefeitura de Campo Grande não compra mais nada a prazo. Tudo porque temem a cassação do mandato do prefeito Alcides Bernal (PP). A galera até ri da situação, já que carro novo, por exemplo em 48 parcelas, nem pensar.

Lado mau – O vereador Coringa (PSD) não poupou críticas ao prefeito durante a sessão comunitário no Bairro Campina Verde. Ele acusou Bernal de não incluir a região nos projetos de pavimentação e revitalização. E citou ainda que a prefeitura não incluiu o bairro em nenhum projeto enviado a Brasília.

... lado bom – Líder do prefeito, Marcos Alex (PT), achou um jeito de amansar Coringa. Ele disse que ele seria um bom secretário municipal da Juventude. O parlamentar ficou sem graça e silenciou sobre as críticas. Antes, o petista acusou Coringa de ser “bonzinho” ao apresentar as reivindicações na prefeitura.

Promessa – Como o bairro Campina Verde está sem asfalto e tomado por buracos, Alex do PT prometeu que a prefeitura vai à região até a próxima semana. Diante da cobrança da eleitora Enilza Corrêa, 50 anos, ele até se comprometeu a tirar dinheiro do próprio bolso para pagar uma patrola para arrumar as ruas da região.

Descontentes - O deputado Laerte Tetila (PT) destacou que não há como agradar todos com a indicação do empresário Pedro Chaves para a secretaria de Governo da prefeitura. "Para escolha de um ingrato, sempre existem 99 descontentes", destacou ele, lembrando uma frase de Dom Pedro I.

Do mesmo jeito - O deputado estadual Eduardo Rocha (PMDB) afirmou que, apesar da ótima contratação de Chaves, não espera que a gestão de Bernal tome outros rumos. Ele disse que o prefeito é muito centralizador e não deve mudar a forma de governar. "Vai continuar do mesmo jeito, pode apostar", arriscou-se.

Diálogo - O deputado estadual Zé Teixeira (DEM) afirmou que apesar do DEM só ter um vereador na Capital o partido não vai deixar de dialogar com o novo secretário, Pedro Chaves, mas ressaltou que ele deve apresentar um novo projeto para desenvolver Campo Grande, diferente do atual. "Se for algo positivo, poderá ultrapassar as brigas políticas e a vaidade do executivo".

Convidado - Marquinhos Trad (PMDB) reclamou que pediu ao governo estadual que o avisasse sobre as reuniões em relação ao projeto do Refis. No entanto, apesar de quatro encontros sobre o tema, o peemedebista não foi convidado para nenhum. "Já me acostumei a não ser lembrado, só fico sabendo dos projetos quando já estão aqui em regime de urgência", criticou.

Tempo curto - Pedro Kemp (PT), por sua vez, reclamou que o projeto do Refis demorou a ser produzido e acabou ficando para o final do ano. Ele lembrou que o projeto deve ser votado ainda este ano, para que as empresas já comecem a pagar antes de 2014, já que no ano que vem, por ser tratar de período eleitoral, a proposta não pode ser feita.

“Horário eleitoral” – O programa Refazenda, do vereador Cazuza, na FM 97,9, já virou uma espécie de horário eleitoral do prefeito Alcides Bernal. Ele bate ponto todo santo dia, às 6h, para a oração da manhã, e às 6h50, para se defender e atacar os opositores. E ainda tem as frases de apoio do vereador aliado para encerrar a apresentação.

(colaboraram Kleber Clajus e Leonardo Rocha)

Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...
MS também tem "bunker" cheio de dinheiro
Versão tupiniquim - O “bunker”de Geddel Vieira, que escondeu R$ 51 milhões de propina, tem versão pantaneira. Paredes de apartamento de um político e...
Secretário torce e comemora venda da folha
Torcida - Parecia um jogo valendo título a forma como o secretário de Finanças e Planejamento de Campo Grande, Pedro Pedrossian Neto, acompanhava a a...
Partidos fazem "fila" por Takimoto
Desejado - Na mira do PDT para perder o mandato, o deputado estadual George Takimoto já tem fila de interessados em seu passe na Assembleia Legislati...


sei que sou pequeno demais para pedir isto se algum de brasilia ler esta mensagem. quero pedir pelo amor de deus proibir quem exerce cargo publico eleito pelo povo de fazer programa de radio e televisao nem aguenta tanta falcidade
 
nelson soares em 07/11/2013 16:48:00
É só bandido mesmo seja na prefeitura ou na camara.
 
maximiliano nahas em 07/11/2013 16:08:48
Se não me falha a memória "Coringa" é o nome dado a um tipo de carta de baralho, que pode ser usado em qualquer situação para forma um jogo. Daí, é facil concluir porque esse vereador muda de lado sempre que lhe convém...
 
Osmar Felinto de Mello em 07/11/2013 09:16:01
Cadê o TRE para verificar a legalidade desses "falatórios".
 
Horácio da costa e Silva em 07/11/2013 07:53:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions