A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Outubro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


07/02/2014 06:00

Vaidoso, prefeito quer esconder a careca

Edivaldo Bitencourt
Suposto comentário do prefeito causou polêmica entre os vereadores ontem (Foto: Divulgação)Suposto comentário do prefeito causou polêmica entre os vereadores ontem (Foto: Divulgação)

Vaidade – O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), expôs a vaidade ontem de manhã durante solenidade na Escola de Governo. Ele implorou aos fotógrafos que evitem fotos “de costas” e da “careca do Bernal”. Desde que perdeu mais fios de cabelos, ele vem tentando esconder a careca.

Tinhoso – Causou polêmica, ontem, suposto comentário do prefeito Alcides Bernal no Facebook sobre matéria de que o “tinhoso” queria comprar a alma de quem estava precisando de dinheiro. Ele insinuava que os vereadores não conseguiram nada e seriam despejados.

Não – O vereador Paulo Pedra (PDT) descarta assumir o cargo de líder do prefeito na Câmara Municipal. Marcos Alex deve assumir a Secretaria de Governo, no lugar de Pedro Chaves. “Não quero e não vou ser líder do prefeito”, afirmou o pedetista.

Cavaleiro do apocalipse – Pedra não quer ser líder, mas mantém a defesa de Bernal no legislativo. Ele afirmou que o líder da oposição, Airton Saraiva (DEM), deve amenizar as críticas para não ser o “cavaleiro do apocalipse” na Câmara Municipal.

Acordo – O vereador Alex do PT garantiu que há um acordo para evitar a cassação de Alcides Bernal. Ele não revelou os nomes, mas destacou que 11 vereadores estão fechados para votar ou se ausentar da Câmara e evitar a aprovação do pedido de cassação, que precisa de 20 dos 29 votos para ser aprovado.

Oposição – O PSD discute a possibilidade de apoiar a atual administração municipal. Diante da declaração do novo líder, Coringa, o vereador Chiquinhos Telles já anunciou aos quatro cantos que a oposição é salutar para a democracia. Ou seja, ele defende que o partido continue no mesmo lado, contra Bernal.

Rixa – O técnico do Comercial, Amarildo de Carvalho, resolveu tomar as brigas de todo o elenco com um “famoso” locutor da Capital. Como o radialista é torcedor fanático do Operário, toda a equipe colorada evita dar entrevistas à emissora. O pivô seria declaração de que os jogadores seriam “vagabundos”.

Debate – Os deputados estaduais querem acompanhar de perto o projeto de privatização das rodovias estaduais. O objetivo é debater bem o projeto antes de aprová-lo. O Governo argumenta que a medida evita a destruição das rodovias em três anos, já que muitos motoristas vão passar a utilizá-las como rota de fuga do pedágio da BR-163.

Fim – A delegada Rosely Molina, da Delegacia da Mulher, apresenta hoje o desfecho do caso da jovem Giovanna Oliveira, 19 anos, que foi agredida pelo namorado na noite do réveillon. O desfecho será o indiciamento do filho do médico Michel Georges Tannous, Matheus Georges Tannous.

Afinado – O secretário estadual de Obras, Edson Giroto, continua com o discurso afinado quando é indagado sobre o prefeito da Capital. Ele reafirmou que Bernal mentiu ao dizer que ia contratar 400 médicos e não ia ser populista.

(colaboraram Luciana Brazil, Zana Zaidan, Lidiane Kober e Kleber Clajus)

 

Adeus a "Playboy" tem foto de bebida na mesa de bar
Despedida – Tem gosto amargo e dolorido, principalmente para as pessoas próximas, a última foto postada nas redes sociais por Marcel Colombo, conheci...
Campanha, tiro na escola e oportunismo
“Guerra virtual” – Não podia ser diferente. O episódio lamentável em que uma criança de 9 anos entrou armada na sala de aula em Campo Grande e atirou...
Justiça agora pode até cobrar Delcídio
Ainda à espera - A Justiça Eleitoral rejeitou o registro de candidatura de Delcídio Amaral (PTC) ao Senado, depois da derrota nas uras. A juíza Eliza...
Clima de campanha não poupa nem festões
Todo lugar - O clima de campanha, neste segundo turno polarizado, não deixa escapar nem os casamentos. Durante festa no sábado no bufê Murano, na Ave...


Caro colunista, eu ouço todos os dias o programa de esporte da rádio, e ouvi toda a transmissão, do jogo em que o narrador citado, falou do E.C.C ele fez duras criticas aos jogadores sim, mas em momento algum ele chamou os jogadores de "v.., ele disse que os jogadores fizeram corpo mole, não dividiram, não tiveram garra pra vencer, e não tiro a razão do narrador, esse time do comercial e ruim e o treinador é pior ainda, o treinador foi covarde de usar o microfone da outra rádio pra criticar a rádio que criticou o time, achei a maior covardia por parte deste treinador, ainda bem que a diretoria ouviu o que ele disse e mandou ele embora Amarildo é treinador paneleiro, e criador de caso, fica do lado de jogadores e contra a diretoria, parabéns a rádio DIFUSORA.
 
Romildo Guedes em 07/02/2014 16:34:22
Por que não faz um tratamento capilar lá no Iraque? daí tu para de atrasar essa cidade,que já não é uma das melhores, a melhorar um pouco.
 
Cyro Chan em 07/02/2014 15:42:51
Bernal, vou te dar uma dica: compra uma peruca! É a única solução!
 
Maria Lima em 07/02/2014 09:46:32
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions