ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  23    CAMPO GRANDE 34º

Jogo Aberto

Decreto vazado põe pulga atrás da orelha no governo

Por Nyelder Rodrigues, Gabriela Couto, Clayton Neves e Ângela Kempfer | 11/03/2021 06:00
José Almi, deputado estadual, ri do colega Paulo Correa, presidente da Assembleia, fazendo o gesto que faz alusão ao ex-presidente Lula. (Foto: Reprodução de vídeo)
José Almi, deputado estadual, ri do colega Paulo Correa, presidente da Assembleia, fazendo o gesto que faz alusão ao ex-presidente Lula. (Foto: Reprodução de vídeo)

Quem vazou? - Era pra ser sigiloso até que fosse para o Diário Oficial, mas o esboço do decreto do governo do Estado com restrições para tentar impedir mais casos de covid vazou na noite anterior. A suspeita recai sobre algum participante da reunião de terça-feira (9) com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB). No mesmo dia, tudo já circulava no WhatsApp

Bate e assopra –  O presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Corrêa (PSDB), brincou com a alteração do pronunciamento dos petistas na sessão desta quarta, após solicitação de José Almi (PT). "O senhor reeditou a dobradinha do PT deputado? Um bate agora e vem o Pedro Kemp depois e assopra", brincou, aos risos e fazendo o sinal de L, gesto conhecido na política quando se refere ao ex-presidente Lula.

16 x 1 - Único a votar contra a constitucionalidade do projeto do Poder Judiciário que cria regras para o funcionamento das centrais eletrônicas registrais e notariais, Almi foi interpelado por Paulo Corrêa. "Tribunal de Justiça jamais mandara um projeto inconstitucional para essa Casa. Seria uma situação esdrúxula".

Cegueira – Em resposta, o petista lembrou do símbolo do Poder Judiciário. "Partindo do princípio que a Justiça é cega e que depois de três anos a própria Justiça cancela todos os atos de um juiz, eu me sinto no direito de mesmo sendo do Tribunal votar contra. Até porque ninguém é dono da verdade", rebateu.

Interpretação – Depois do diálogo, Paulo Corrêa fez questão de colocar os pingos nos i’s com José Almi. "Em absolutamente momento nenhum eu questionei seu voto", concluiu o parlamentar, colocando um final na celeuma

Tributo - Vereador de primeira viagem, Silvio Pena, o Pitu, do quer criar memorial em homenagem às vítimas da covid-19 em Campo Grande. Em projeto autorizativo apresentado à Câmara, Pitu propõe que o memorial também seja disponibilizado virtualmente na página da Prefeitura, que também custearia todas as despesas

Luto - Maria de Lourdes Bion Barbosa, mãe do conselheiro do Tribunal de Contas, Waldir Neves, morreu ontem em Campo Grande vítima do coronavírus. A idosa já tinha Alzheimer e também teve uma pneumonia, falecendo por complicações da covid-19

Festa da lasanha - Em coletiva para falar sobre as medidas de contenção da covid-19, Mansur Karmouche, presidente da OAB-MS, soltou o verbo contra as festas clandestinas e pediu que a fiscalização se concentre nelas, e não nos almoços em família

Na expectativa - A reunião entre prefeitura, promotoria, defensoria e entidades de classe ontem chamou a atenção de muita gente no governo do Estado, que não participou da discussão e só soube o resultado de tudo pela imprensa

Vai ou não vai? - O temor era de que as medidas publicadas horas antes daquela reunião fossem rejeitadas e a prefeitura resolvesse não segui-las. Contudo, no final das contas, o bom senso venceu, acatando o que tem sido recomendado por 10 entre 10 especialistas.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário