A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


07/03/2015 07:00

Vereador faz "mutirão" de abraços para mulheres

Edivaldo Bitencourt

Reação – As entidades ligadas ao PT decidiram reagir e estão organizando manifestação de apoio ao Governo. O ato será liderado pela CUT (Central Única dos Trabalhadores) e pela Fetems (Federação dos Trabalhadores em Mato Grosso do Sul). A passeata está prevista para sexta-feira, dia 13, às 9h da manhã, na Praça do Rádio.

Bandeiras – O grupo não vai defender, oficialmente, a presidente Dilma Rousseff (PT). No entanto, as bandeiras são as mesmas da petista: reforma política, fortalecimento da Petrobras e combate à corrupção.

Ação – O primeiro grupo vai realizar uma manifestação no domingo, dia 15, a partir das 16h, e a concentração também será na Praça do Rádio. Oficialmente, nenhuma entidade apóia o ato, mas que vem ganhando adeptos nas redes sociais e nos aplicativos de telefones celulares.

Bandeiras 2 – A manifestação será contra a corrupção e pelo impeachment da presidente da República Dilma Rousseff. Este grupo vê envolvimento da petista nas denúncias de irregularidades na Petrobras. O reforço virá da campanha do PSDB, que começa hoje, e vai reforçar o tiroteio contra Dilma no horário eleitoral na TV e no rádio.

Terra sem futebol – Não bastasse a interdição do Estádio Morenão, o MPE (Ministério Público Estadual) fechou o Douradão. Agora, além da Capital,a segunda maior cidade do Estado vai ficar sem estádio para os jogos do Campeonato Estadual de Futebol.

Vergonha – O futebol sul-mato-grossense passa por uma das maiores crises da sua história. Em Campo Grande, os clubes tradicionais agonizam. No interior, a falta de financiamento também compromete o segmento.

Reforço – O MPE também decidiu agir e tentar acabar com os congestionamentos na rotatória da Via Parque com a Avenida Mato Grosso. Quatro procuradores decidiram se unir e pedir perícia para apontar a solução definitiva para o local. Eles desconfiam da solução da prefeitura, que prevê a instalação de um semáforo três tempos no trecho.

Sem áreas – O vereador Edil Albuquerque (PMDB) alertou que o município não dispõe mais de áreas para a doação para atrair novas empresas. Atualmente, a Câmara conta com dezenas de projetos de incentivo, que ainda não foram aprovados pelos vereadores.

Travado – O projeto que prevê a criação da Cidade do Ônibus, com investimento de R$ 50 milhões, continua parado no legislativo municipal. Os vereadores analisam com “muito cuidado” a proposta para reunir todas as empresas do transporte intermunicipal de passageiros em uma área na saída de São Paulo.

Cada homenagem – Amanhã é comemorado o Dia Internacional das Mulheres. Para lembrar a data, o vereador Otávio Trad (PTdoB) decidiu presenteá-las com "mutirão" de abraços. Disposto a cumprir a missão, o parlamentar e assessores foram aos locais públicos, como camelódromo, para “abraçar” as mulheres. Ah, ...

(colaborou Kleber Clajus)

DEM e a disputa entre André e Reinaldo
Já escolhi - Sobre a declaração de Puccinelli que estaria "namorando" o DEM, o deputado Zé Teixeira fez brincadeira para dizer de qual lado da disput...
Maioria prefere Lava Jato à Copa do Mundo
Copa? – Pesquisa do Instituto Paraná mostra que, a menos de um mês do Mundial da Rússia, o brasileiro não está muito motivado com o assunto. A consul...
Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...
PMs presos têm “festival de ações”
Conhecidos da justiça - Entre as duas dezenas de policiais militares de Mato Grosso do Sul presos esta semana por suspeita de facilitar a vida dos co...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions