A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Maio de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


11/02/2014 06:00

Vereador não consegue tirar secretário de Saúde

Edivaldo Bitencourt

Ignorado – O prefeito Alcides Bernal (PP) ignorou, literalmente, a pressão exercida pelo vereador Jamal Salem (PR). Ele nem cogitou demitir o secretário municipal de Saúde, Ivandro Fonseca.

Na base – Jamal voltou a defender a demissão do titular da Sesau, mas negou que esteja barganhando o cargo. Ele disse que o secretário está muito desgastado e não tem condições políticas para continuar no cargo.

Por Campo Grande – Jamal reafirmou que continua na base, mas fez uma ressalva. Ele disse que está na “base de Campo Grande”. E votará a favor de todos os projetos favoráveis à cidade, não ao prefeito Alcides Bernal.

Revolta – A transferência de todos os juizados para o prédio do Shopping 26 de Agosto ainda vai causar muita polêmica. O Juizado das Moreninhas deverá ser transferido para o centro. Líderes comunitários estão se mobilizando contra a mudança.

Revolta 2 – O vereador Chiquinho Telles (PSD) é um dos lideres do movimento. Ele pode ingressar com ação na Justiça para evitar a mudança do prédio. No entanto, como a medida foi adotada pelo Poder Judiciário, resta saber se terá êxito na mudança.

IPTU – Os contribuintes não tiveram saída e foram obrigados e enfrentar longas filas para pagar o IPTU ontem. Além de pagar o tributo com reajuste de até 400%, eles enfrentaram filas quilômetros e espera de horas na Central de Atendimento e nas lotéricas.

Campanha – Os mais revoltados foram na página do prefeito Alcides Bernal no Facebook para criticar o aumento acima da inflação. Eles lembraram das promessas do progressista na campanha eleitoral, como congelar o tributo e concluir as obras do PAC do Bálsamo.

Lista – Eleitores fizeram uma lista dos problemas enfrentados por Bernal, como o recapeamento da Avenida Guaicurus, que não sai do papel; a conclusão da UPA da Moreninha;a construção do posto de saúde do Cristo Redentor e a marcação de consultas nas farmácias.

Governo – O PMDB e o PSDB devem retomar o diálogo nesta semana. O pré-candidato a governador, Nelson Trad Filho, agendou conversa com o tucano Reinaldo Azambuja para retomar a aliança. O deputado federal deseja disputar o Senado nas eleições deste ano e vem negociando formar chapa com Delcídio do Amaral (PT).

Antigo – O PSDB e o PMDB foram aliados de primeira hora em muitas eleições. Os tucanos apoiaram os peemedebistas nas eleições municipais que elegeram André Puccinelli e Nelsinho Trad. Só houve desarranjo na última eleição, quando Edson Giroto não teve o apoio dos tucanos.

(Colaborou Kleber Clajus)

DEM e a disputa entre André e Reinaldo
Já escolhi - Sobre a declaração de Puccinelli que estaria "namorando" o DEM, o deputado Zé Teixeira fez brincadeira para dizer de qual lado da disput...
Maioria prefere Lava Jato à Copa do Mundo
Copa? – Pesquisa do Instituto Paraná mostra que, a menos de um mês do Mundial da Rússia, o brasileiro não está muito motivado com o assunto. A consul...
Ex-ministro não errou o “do Sul”, mas...
Gafe - O ex-ministro Henrique Meireles (MDB) em um dos diversos discursos no evento em Campo Grande neste sábado (19) confundiu Mato Grosso do Sul co...
PMs presos têm “festival de ações”
Conhecidos da justiça - Entre as duas dezenas de policiais militares de Mato Grosso do Sul presos esta semana por suspeita de facilitar a vida dos co...


Drº Jamal esta totalmente certo, a Sesau precisa de alguem competente e com conhecimento técnico para gerencia-la. Nada melhor de que os varios anos como medico e vereador,para saber o que campo grande precisa.
Drº Jamal alem de ser uma otima pessoa e um profissional extremamente competente.
Espero que o Bernal tenha conciência disso e abra os olhos.
Patrick.

 
Patrick Gutierres em 17/02/2014 08:08:36
Um leitor disse que "esse ano não teve epidemia de dengue", mas também não choveu nem metade do que choveu no ano passado. E estes são fatos interligados. Quanto à "economia" nos medicamentos, pode até ser... mas vejo muita gente (mas muita mesmo!) reclamando que recebe a receita na consulta, mas não tem remédio na farmácia do posto, tendo então que recorrer ao bolso pra comprar... De leve...
 
LEANDRO MOURA CASTRO DO NASCIMENTO em 11/02/2014 18:49:17
Eu acho que o Jamal tem que ficar quietinho no canto dele, se não há motivos para se trocar o secretário de saúde, deixa ele lé, como assim não tem condições políticas?????? O que é isso????? Ele não tá puxando o saco de ninguem???? O que vem a ser a condição política??? O Jamal tem???
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 11/02/2014 15:15:08
Hoje sabemos o porque de tantos políticos desejarem a secretaria de saúde. Antes era comprado remédio por R$70,00, hoje o mesmo remédio é comprado por R$ 5,00. além de outros que eram comprados antes por R$3,00 e hoje é comprado por R$ 0,70. Além de esse ano não ter epidemia da dengue porque ano passado foi feito um excelente trabalho. Mas como os gastos com a dengue diminuíram eles querem tirar o secretario, pois esta acabando com os problemas "sem gastar" tanto dinheiro.
 
Roberto Manre em 11/02/2014 08:57:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions