ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  27    CAMPO GRANDE 19º

Jogo Aberto

Vereadores engordam salários com diárias

Por Edivaldo Bitencourt | 04/11/2013 06:00

Diária extra – Os vereadores e assessores da Câmara Municipal de Paranaíba estão ficando mais tempo em Brasília do que nas sessões. Eles vivem nos gabinetes de deputados federais e senadores em busca de recursos para o município. No entanto, o que conseguem, de fato, é engordar os salários com diárias.

Semana do Athayde – O prefeito Alcides Bernal (PP) deve bater o martelo nesta semana se aceita ou mantém a rejeição ao nome do ex-vereador Athayde Nery para a Secretaria Municipal de Governo. O PSDB e o PT insistiram na indicação, mas o chefe do Executivo continua com as restrições.

Mais conflito – O Governo ainda não resolveu o conflito em Sidrolândia e já deve enfrentar novo problema em Mato Grosso do Sul. Produtores e índios andam com os ânimos inflamados em Japorã, onde a luta pela terra corre risco de pegar fogo nesta semana.

Barril de pólvora – Aliás, o conflito em Japorã tem tudo para ter as proporções de fagulha em um grande barril de pólvora. Tudo porque produtores e índios estão prontos para a guerra em Iguatemi, Paranhos e Ponta Porã.

Rolete prestigiado – A alta cúpula do Congresso Nacional prestigiou em peso a festa do Porco no Rolete, realizada na quarta-feira pela prefeitura de São Gabriel do Oeste, em Brasília. O evento teve a presença de vários senadores e deputados federais, inclusive do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB/AL).

Segurança zero - Publicitário que teve a mala extraviada pela TAM no Aeroporto de Campo Grande pediu para ver as imagens da sala de desembarque, na esperança de que alguém a tivesse levado sem querer. Ficou surpreso com a resposta: não há sistema de monitoramento de câmeras, nem na esteira e nem no saguão.

Estudo - Em meio à polêmica da vinda de médicos estrangeiros para o Brasil, a UNE (Universidade Nacional Ecológica) da Bolívia anunciou que tem planos de abrir uma unidade em Puerto Suárez, na fronteira com Corumbá.

Na falta - A estratégia é aproveitar a demanda por profissionais no Brasil, atraindo estudantes que não tem como pagar fortunas nas universidades brasileiras. No Paraguai, por exemplo, as mensalidades começam em R$ 400,00, enquanto em Mato Grosso do Sul são mais de R$ 5 mil.

Feminino - Aline Chaves Ferle vai presidir o Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil da Grande Dourados. Em um setor com maioria masculina, é a primeira vez que uma mulher assume uma entidade da construção em Mato Grosso do Sul. Aline foi eleita no dia 1º de novembro.  

Exemplar - A Escola Estadual Olinda Conceição Teixeira Bacha, no Jardim Oliveira, em Campo Grande, foi destaque no Prêmio Gestão Escolar do Conselho Nacional de Secretários de Educação, entregue na semana passada. Foi uma das 5 finalistas no País. A escola tem blog na internet, trabalha com projetos e metas e é elogiada por apostar na capacitação dos professores e pelo trabalho com jovens que voltaram a estudar depois de anos.

 

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário