ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  30    CAMPO GRANDE 20º

Jogo Aberto

Vírus mostra “face fatal” em dia de luto para MS

Por Anahi Zurutuza, Maristela Brunetto e Leonardo Rocha | 01/04/2020 06:00
Geraldo Resende na hora do anúncio oficial da primeira morte em MS (Foto: Liniker Ribeiro)
Geraldo Resende na hora do anúncio oficial da primeira morte em MS (Foto: Liniker Ribeiro)

Pesar – O secretário de Saúde, Geraldo Resende, anunciou com pesar a primeira morte causada pela Covid-19 no Estado, e a senadora Simone Tebet (MDB) também logo se manifestou. “Com pesar, tomo conhecimento da primeira morte por coronavírus em Mato Grosso do Sul. Deixo meu pesar à família e amigos da senhora de Batayporã, que estava internada em Dourados”, lamentou a parlamentar em nota sobre a morte de Eleuzi Silvia Nascimento, de 64 anos.

União – Para a senadora, mais do que nunca, o povo sul-mato-grossense tem de se unir. "Infelizmente, o vírus começa a mostrar sua face fatal em nosso Estado. É hora de união para combater esse inimigo invisível e poderoso".

Luto - A terça-feira também foi de luto para familiares e amigos de Kiko Cangussu, nome conhecido no Estado. Durante a entrevista coletiva, que tem sido rotina, o ministro Luiz Henrique Mandetta (DEM), despediu-se do amigo, encontrado morto eu seu apartamento na segunda-feira (30). O ministro lembrou que os dois eram amigos, que Kiko foi seu assessor parlamentar, ajudando-o. Lamentou não ter podido socorrê-lo.

Sem protocolo - Mandetta respondeu diversas perguntas, embora tenha sido dito pela organização da coletiva, que teve a presença dos ministros da Justiça, Sérgio Moro e Paulo Guedes, da Economia, que não seriam permitidos questionamentos depois da apresentação do boletim da pandemia.

Lembranças - Também aproveitou para mandar recados aos médicos Ricardo Cutait e David Uip, vítimas da Covid-19, e ainda elogiar o trabalho de Rivaldo Venâncio, profissional de Mato Grosso do Sul, que hoje é um dos especialistas mais reconhecidos na área de virologia.

Lirismo - Rivaldo foi lembrado pelo ministro como o responsável por citar canção de Paulinho da Viola usada para definir o momento. "Rumo dos ventos" é sobre alguém que rema com prudência quando há nevoeiro, como Mandetta diz estar agindo diante dos fatos.

Popular - As coletivas de Mandetta, desde o início das medidas contra a pandemia do novo coronavírus, têm tido cada vez mais público nas redes sociais. Ontem, foram mais de 10 mil comentários. O Ministério da Saúde tem mais 2 milhões de seguidores no Facebook. A entrevista de hoje teve mais 1,5 milhões de visualizações.

Planos - Os deputados já estavam se preparando para organizar as visitas ao interior para o período de pré-campanha, no entanto, os planos ficaram para depois, assim como a incerteza se haverá eleição em outubro.

Aglomeração - O presidente do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), o desembargador João Maria Los, também se preocupa com a pré-campanha, eventos que geram aglomerações, como as convenções em julho e agosto. Ele, contudo, espera que até lá a situação tenha melhorado.