ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  21    CAMPO GRANDE 21º

Jogo Aberto

Zeca diz que PT virou "partido da boquinha"

Por Edivaldo Bitencourt | 06/11/2013 06:00

Só críticos – Os primeiros ventilados para compor o conselho político do prefeito Alcides Bernal (PP) acreditam no fracasso do atual gestor. Foram lembrados o ex-governador e vereador Zeca do PT, o ex-vereador Athayde Nery e o presidente regional do PDT, João Leite Schmidt. Os nomes foram sugeridos na reunião que ficou definido a nomeação de Pedro Chaves para a Secretaria Municipal de Governo.

De mal a pior – Zeca do PT já declarou que a administração de Bernal não para de sangrar. Schimidt chegou a dizer que a gestão progressista está morrendo. Athayde disse que perdeu as esperanças de que Bernal tenha salvação. O presidente do PPS ainda comparou a manutenção de Gustavo Freire, demitido por corrupção na Secretaria de Fazenda, a perguntar a um condenado quando ele vai querer cumprir a pena.

Só critica – O prefeito Alcide Bernal não perdeu a oportunidade de cutucar os antecessores, André Puccinelli e Nelson Trad Filho, ambos do PMDB. Ele disse que um radialista vai resolver o problema da saúde, que não foi solucionado por dois médicos. No entanto, conforme usuários, o sistema público só piora na cidade.

Não falta, mas não trabalha – Uma assessora do prefeito não perdeu a oportunidade de criticar os médicos na Capital. Quando o prefeito era indagado por jornalistas porque recorrer aos estrangeiros, se há médico de sobra na cidade, a assessora escreveu “tem muito médico, mas eles não cumprem o expediente”.

Propaganda – O novo secretário municipal de Governo, Pedro Chaves, não perde a oportunidade de fazer propaganda da Uniderp. Ao apresentar os médicos estrangeiros, ele lembrou que os cubanos contam com a mesma formação dos profissionais formados na sua ex-universidade, vendida para o grupo Anhanguera.

Gangue – Desafeto declarado de Bernal, o empresário e presidente regional do PSD, Antônio João Hugo Rodrigues, não perdeu a oportunidade de criticar a nomeação de Pedro Chaves. Ele disse que é mais um a integrar a “gangue do Bernal”.

Vila do Chaves – A nomeação de Pedro Chaves virou gozação entre vereadores e assessores na Câmara Municipal. A primeira versão era de que ele vai comandar a “Vila do Chaves”, em alusão ao personagem mexicano da Televisa. Outros nomearam a administração Bernal de “Escolinha do Pedro”.

Mágico – Zeca do PT ironizou a nomeação de Pedro Chaves. Ele disse que professor é um “mágico”, porque “começou com escolinha e virou um rico empresário”. Apareceu como suplente do senador Delcídio do Amaral (PT). E agora, do nada, virou secretário do Bernal.

Boquinha – O ex-governador não poupou nem os companheiros ao criticar a nomeação de Bernal. “O PT está virando o partido da boquinha”, afirmou, sobre os petistas insistirem em continuar integrando a administração progressista.

Terrorismo – O vereador Paulo Siufi (PMDB) manteve o tom crítico ao secretário municipal de Saúde, Ivandro Correia Fonseca. Ele disse que a atual política é solucionar os problemas com “terrorismo psicológico”. Basta uma denúncia, para Ivandro abrir sindicância e ameaçar de demissão ou retaliação.

(colaboraram Kleber Clajus, Bruno Chaves e Marcos Ermínio)

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário