ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  21    CAMPO GRANDE 28º

Arquitetura

Arquitetos presenteiam cidade com restauração da Igreja São Benedito

Escolha da Igreja de São Benedito para receber restauro, se deu pela sua relevância histórica e cultural

Por Thailla Torres | 22/08/2020 08:45
Igreja será restaurada em projeto de arquitetos de Campo Grande. (Foto Kísie Ainoã)
Igreja será restaurada em projeto de arquitetos de Campo Grande. (Foto Kísie Ainoã)

No mês em que se comemora 121 anos de Campo Grande, arquitetos dão início ao projeto de “Restauração e Requalificação da Igreja São Benedito”, localizada na Comunidade Remanescente de Quilombo Eva Maria de Jesus – “Tia Eva”, sob olhares e necessidades de uma comunidade tradicional que guarda ali memórias e histórias que fazem parte intimamente do nascimento da cidade.

O trabalho foi pelo selecionado no edital de 2019 do Fundo Municipal de Incentivo à Cultura (FMIC) e é coordenado pelo arquiteto Eduardo Melo, que é mestre em Conservação e Restauração de Monumentos e Núcleos Históricos, ao lado dos profissionais arquitetos João Santos, Regina Maura Lopes Couto Cortez e o engenheiro Luiz Henrique Dantas da Silva.

Eduardo explica que a proposta de restauração e requalificação será dividida em cinco etapas distintas, definidas como: oficina de cocriação; identificação e conhecimento do Bem; diagnóstico; proposta de intervenção e apresentação final dos resultados.

“A oficina, por exemplo, estará sendo realizada hoje diretamente com a comunidade e órgãos de preservação para que seja um momento de aproximação da comunidade, para falarmos da dinâmica de uso, dos sonhos que a comunidade tem para aquele espaço e o que pode ser desenvolvido”, destaca Eduardo.

A escolha da Igreja de São Benedito para receber um projeto de restauro, se deu pela sua relevância histórica e cultural. (Foto Kísie Ainoã)
A escolha da Igreja de São Benedito para receber um projeto de restauro, se deu pela sua relevância histórica e cultural. (Foto Kísie Ainoã)
Igreja faz parte da história de Campo Grande. (Foto: Kísie Ainoã)
Igreja faz parte da história de Campo Grande. (Foto: Kísie Ainoã)

A escolha da Igreja de São Benedito para receber um projeto de restauro, se deu pela sua relevância histórica e cultural e por estar diretamente relacionada as manifestações culturais da comunidade, “que é detentora da memória coletiva daquele território”, enfatiza o arquiteto.

Em razão da pandemia, a oficina será realizada em ambiente virtual e restrito. “A oficina será um encontro para construção coletiva de ideias e reflexões acerca dos desafios a serem encontrados no âmbito do projeto de restauro”.

Para os arquitetos, a preservação da igreja é uma forma de garantir a permanência das tradições e inclusive das manifestações culturais que ocorrem em torno da Festa de São Benedito.

“Por isso, o restauro compreende a igreja e a requalificação do seu entorno, como o pátio e  anexo onde funciona o Centro de Difusão de Culturas, que está com sérios problemas de estado de conservação e que, de alguma forma, prejudica a ambiência e a leitura daquele patrimônio que está tombado”, observa.

A igreja de São Benedito foi construída em 1919, por Tia Eva com ajuda da comunidade,
A igreja de São Benedito foi construída em 1919, por Tia Eva com ajuda da comunidade,
Há muitos detalhes a serem restaurados.
Há muitos detalhes a serem restaurados.

História -  A igreja de São Benedito foi construída em 1919, por Tia Eva com ajuda da comunidade, em homenagem a São Benedito, seu santo de devoção. Escrava alforriada, do interior do Estado de Goiás, veio para Campo Grande, com sua família a procura de um lugar viver.

Ela tinha o dom da cura, era benzedeira, curandeira, parteira e doceira de mão cheia. Foi uma líder religiosa da sua própria comunidade e é considerada uma das fundadoras de Campo Grande. Passou a ser muito conhecida e arrebatou diversos fiéis ao santo de devoção. Eva morreu em 11 de novembro de 1926 e deixou um legado registrado em um território certificado pela Fundação Palmares em 2008, como Comunidade Quilombola Eva Maria de Jesus.

Em homenagem ao Santo é realizado anualmente, desde a fundação da igreja a festa de São Benedito, um período marcado por orações ao Santo e festividades.  A Igreja de São Benedito pela sua identidade histórica e pelo seu enorme potencial cultural, foi tombado pelo Município de Campo Grande em 1996 e pelo Estado em 1998.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário