A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019

11/01/2019 09:11

Casa moderna era o sonho de Antônia, que desde 1974 mantém concreto aparente

O lugar no Jardim dos Estados que só parece simples revela uma casa de 400 m² projetada por Jurandir Nogueira

Thailla Torres
Bloco de concreto aparente ainda se mantém no quarto da proprietária. (Foto: Kísie Ainoã)Bloco de concreto aparente ainda se mantém no quarto da proprietária. (Foto: Kísie Ainoã)

Na região do Jardim dos Estados, em Campo Grande, a casa com recuos diferentes na fachada e o tom roxo da porta gigantesca revelam uma residência diferente. Do lado de dentro, o tempo passou e o bloco de concreto aparente continua na vida da pecuarista Antônia de Oliveira Barbosa, que dentro da cidade nunca quis algo clássico. Por isso, comprou o imóvel moderno para a década de 1980.

O mais engraçado é que quem vê a casa só pela fachada não dá nada por ela. Com aproximadamente 400 m², construída em 1974, foi projetada pelo arquiteto Jurandir Nogueira, que morava ao lado. "Eu sei que ele tinha um gosto pelas coisas modernas, fez essa casa de um jeito muito diferente, quando eu vi me apaixonei", conta Antônia.

Na sala, apesar do tom pastel, vida surge com as plantas. (Foto: Kísie Ainoã)Na sala, apesar do tom pastel, vida surge com as plantas. (Foto: Kísie Ainoã)
Portas amplas e pivotantes na sala são originais da década de 70. (Foto: Kísie Ainoã)Portas amplas e pivotantes na sala são originais da década de 70. (Foto: Kísie Ainoã)
Vigas de concreto também estão por toda casa. (foto: Kísie Ainoã)Vigas de concreto também estão por toda casa. (foto: Kísie Ainoã)

Quando entrou pela primeira vez na residência, em 1984, o coração de Antônia palpitou. "Eu sonhava em ter uma casa diferente, passei muito tempo procurando até que um dia o corretor me apresentou esta. Na hora que eu entrei, vi aquele cinza do concreto por toda parte, a porta de entrada roxa, me apaixonei e fechei o negócio", lembra.

No projeto original, toda a casa tinha bloco aparente. Mas há alguns anos o tom pastel ocupou o concreto das paredes da sala e do teto. "Apenas quis dar uma cor diferente". Desde o início os planos era manter a arquitetura original da casa onde as linhas retas predominam e há uma variedade de dimensões, especialmente, na sala onde há um jardim com muitas plantas, que trazem vida à casa. "Sou apaixonada por natureza".

O primeiro andar tem uma área muito generosa, para receber os amigos e a família. Quando os filhos mais novos e hoje com os netos ainda pequeno, a casa grandiosa parece um verdadeiro parque de diversões. "Eles podem correr para todo lado, usam a descida que fica entre a escada e o jardim como escorredor, é uma alegria".

No andar de cima a pintura não chegou. As paredes permanecem cruas desde à construção. Uma escolha, segundo Antônia, que traz aconchego na área íntima da casa. "Tem gente que acha muito frio, mas o concreto pra mim parece algo mais natural, rústico".

Detalhe da fachada com recuos diferentes e natureza que nasce na construção. Detalhe da fachada com recuos diferentes e natureza que nasce na construção.
Os quartos são mais rústicos, cheios de detalhes em madeira.Os quartos são mais rústicos, cheios de detalhes em madeira.
Mesa é a mesma desde 1984. Mesa é a mesma desde 1984.
Terços que mostram a fé de Antônia.Terços que mostram a fé de Antônia.

Antônia tem razão, os quartos são rústicos e cheios de detalhes em madeira, e por isso geram uma sensação de aconchego. Quase todos os móveis são herdados de família, alguns com histórias antigas como as cristaleiras que vieram do casamento e a mesa de jantar que nunca foi trocada. A paixão por peças vintage está presente nos rádios antigos, na mesa de costura e no espelhos espelhos de madeira em um dos quartos.

Nas paredes, os terços pendurados simbolizam a fé de uma mulher que nunca perdeu as esperanças. "Talvez por isso eu cheguei aos 80 anos", diz Antônia cheia de simpatia.

As paredes também expõem memórias felizes. "Quando chegamos aqui era uma casa muito grande, mas como a família sempre esteve completa, foi a realização dos nossos sonhos. Era uma casa para alegria e diversão, e que todo mundo gostava pela beleza. Era muito bom voltar pra casa e saber que estava entrando em algo maravilhoso".

Antônia já cogitou ir para uma espaço menor, mas não abre mão da residência. "Eu nunca vou achar outra casa como essa. Ela era muito moderna pra década de 80 e parece que foi feita pra mim. Enquanto eu tiver saúde continuarei aqui".

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

Detalhes do quarto com móveis antigos.Detalhes do quarto com móveis antigos.
Sala tem jardim enorme. Sala tem jardim enorme.
Do lado de fora natureza está ainda mais presente. Do lado de fora natureza está ainda mais presente.
Portas pivotantes e com desenho diferente foram características escolhidas por Jurandir Nogueira.Portas pivotantes e com desenho diferente foram características escolhidas por Jurandir Nogueira.
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.