A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2018

30/11/2018 13:45

Loft é ambiente vencedor em mostra de arquitetura que termina no fim de semana

Fabiana Silvestre
 Loft da Casa Cor levou quatro prêmios. (Foto: Kísie Ainoã) Loft da Casa Cor levou quatro prêmios. (Foto: Kísie Ainoã)

Arquitetos, designers, decoradores, fornecedores e parceiros celebraram a premiação dos melhores ambientes de 2018 na Mostra Casa Cor MS, evento com apoio do Campo Grande News. A noite também teve a entrega do Prêmio Grand Prix. 

"Nos 24 ambientes da mostra vemos a dedicação e o talento de cada um e, por isso, comemoramos com todos e com nossas famílias, que também nos ajudaram muito ao longo de todo o processo", comemorou a diretora executiva, Tatiana Ratier, que abriu o prêmio em nome das sócias, Dilma Bernardes e Luciane Mamoré, valorizando todo o elenco e parceiros.

A edição de 2018 tem como conceito "A Casa Viva" e conta com 24 ambientes e um elenco formado por 44 profissionais. Esta é primeira vez que a Casa Cor fez uma edição em um shopping. O Bosque dos Ipês abriga 1.800 metros quadrados de mostra, levando público e eventos inéditos para o empreendimento.

Para escolher os melhores, o corpo de jurados do evento foi formado, na parte técnica, pelos arquitetos Nildo José e Carol Cantelli, além do publicitário Jean Bergerot, editor do Anual Design. Como convidados, a franquia recebeu a antropóloga Yara Penteado, a superintendente do shopping Bosque dos Ipês, Adriana Flores, e o diretor da Velutex, Fábio Bolfer.

Família de profissionais responsáveis pelo projeto vencedor.Família de profissionais responsáveis pelo projeto vencedor.

Premiados  - A família Moraes (Artur, Joana e Miralba), que assina o Loft da Casa Cor, levou quatro prêmios: Melhor Projeto, Escolha do Visitante, Reconhecimento Casa Cor (capa do anuário) e o aguardado Grand Prix Velutex. "É uma alegria imensa para nós. E ainda recebemos o bônus de estar na capa da revista Casa Cor. Estamos muito felizes", disse Artur. "Fazemos tudo juntos e os desafios existem, somos uma família. Mas momentos como esse nos mostram que tudo vale a pena", enfatizou Miralba, mãe de Artur e Joana. Além do troféu, a equipe vencedora ganhou uma viagem para uma pessoa com destino ao Salão Internacional do Móvel de Milão Isaloni 2019, na Itália.

O Loft é um ambiente com 117 m² e foi inspirado na sustentabilidade, resignificando a utilização de materiais recicláveis. Uma parede foi produzida em chapa de ferro e isola o quarto da sala, garantindo privacidade. Nela, um stain fosco foi aplicado para que a ferrugem não avance. Na cozinha, a bancada tem mais de quatro metros de extensão. Telas, plantas – que remetem ao conceito Casa Viva – e objetos com design arrojado compõem e conferem charme ao espaço. Alguns utensílios e até uma coleção de galos garantem leveza e bom humor.

Refúgio CBN, de Patrícia Boaro (Prêmio Operador de Ambiente), Boulangerie, assinado por Júlia de Sá (Prêmio Organização e Execução)Refúgio CBN, de Patrícia Boaro (Prêmio Operador de Ambiente), Boulangerie, assinado por Júlia de Sá (Prêmio Organização e Execução)

Durante a noite, outros prêmios foram revelados: Refúgio CBN, de Patrícia Boaro (Prêmio Operador de Ambiente), Boulangerie, assinado por Júlia de Sá (Prêmio Organização e Execução), Chalé do Tempo, de Christine Zeni e Letícia Fornari (Prêmio Solução Criativa) e o Bosque do Encontro, de Eliane de Oliveira, Jorge Nantes e Giorgia Davalo (Prêmio Melhor Ambiente Sustentável). A escolha dos vencedores foi realizada por júri técnico e votação dos visitantes.

Os arquitetos Sandra Madeira e Luis Pedro Scalise receberam o Troféu Honra ao Mérito 2018. O reconhecimento para a arquiteta foi por ter participado das cinco edições da mostra em Mato Grosso do Sul. O engenheiro Fernando Madeira, esposo de Sandra, representou a profissional durante a premiação. "É um orgulho e uma satisfação para nós termos participado de todas as edições da Casa Cor em nosso Estado. Temos sempre que valorizar as nossas raízes", disse. O casal, juntamente com os filhos Amanda e Arthur, assinam a Joalheria da mostra, amplo espaço que chama a atenção do visitante pelo grande elemento disposto na parede e teto, que funciona como uma escultura, projetada pelos profissionais.

O ambiente abriga a joalheria Grifith, com móveis acolhedores e expositores estrategicamente instalados para a contemplação das joias. No pequeno lounge, predominam o preto e o branco com toques de dourado. O lustre em formato de joia garante o charme ao ambiente de vendas, onde os elementos destacam o brilho e o design das peças em exposição.

Chalé do Tempo, de Christine Zeni e Letícia Fornari (Prêmio Solução Criativa)Chalé do Tempo, de Christine Zeni e Letícia Fornari (Prêmio Solução Criativa)

Para Luis Pedro Scalise, que esse ano assina o Foyer de Entrada- Pantanal em Preto e Branco, o troféu é um reconhecimento da franquia por fazer parte da história da marca. Ele destacou a importância da Casa Cor em sua trajetória profissional. "Tudo o que sou como profissional eu devo em grande parte à Casa Cor, que me abriu um novo mercado. Foi na mostra que fui descoberto como cenógrafo, pelo diretor Wolf Maia, e que também fui conhecido por uma delegação do Qatar, o que me trouxe novas oportunidades", afirmou. "Tenho enorme alegria em participar da mostra e espero não ficar de fora das próximas", complementou.

O evento segue até o próximo domingo, 2 de dezembro, no Shopping Bosque dos Ipês. Os horários são de 16h às 22h na sexta-feira, 13h às 22h no sábado e 13h às 19h, domingo. A entrada custa R$ 40,00 (inteiro) e R$ 20,00 (meia-entrada).

Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria ou pelo site.

Bosque do Encontro, de Eliane de Oliveira, Jorge Nantes e Giorgia Davalo (Prêmio Melhor Ambiente Sustentável)Bosque do Encontro, de Eliane de Oliveira, Jorge Nantes e Giorgia Davalo (Prêmio Melhor Ambiente Sustentável)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.