ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 19º

Arquitetura

Louca por plantas, Roseli deixou rua colorida e casa com cheiro de verde

Moradora conta que perdeu as contas de quantas plantas cultiva e desejo é aumentar a “coleção”

Por Aletheya Alves | 17/03/2022 07:46
Muro na Rua Roberto Medeiros foi decorado com plantas. (Foto: Kísie Ainoã)
Muro na Rua Roberto Medeiros foi decorado com plantas. (Foto: Kísie Ainoã)

Tendo preenchido a área de casa com sua “coleção” de plantas, Roseli Mont Serrat, de 46 anos, levou o amor pela vegetação até para o muro da residência. Por isso, é impossível passar pela Rua Roberto Medeiros, na Vila Margarida, e não ficar curioso com a história dos vasos.

Doméstica, Roseli conta que começou a viver no endereço atual há pouco mais de dois anos e, desde então, passou a moldar o espaço. Ela explica que, antes de criar vasos para decorar o muro, decidiu pintar o espaço e cuidar da área interna.

Espaço externo da casa é todo preenchido por vasos de flores. (Foto: Kísie Ainoã)
Espaço externo da casa é todo preenchido por vasos de flores. (Foto: Kísie Ainoã)

Entre as espécies, ela relata que há samambaias, orquídeas, suculentas e outras que nem imagina o nome. “Eu tinha uma boa parte das plantas antes de vir para cá, tanto que na mudança foi um caminhão só para elas. Depois disso, continuei plantando novas”, narra.

Sem pensar que algumas pessoas poderiam furtar ou destruir as plantas, a doméstica explica que só se deu conta dos “perigos”, quando viu algumas espécies destruídas. “Eu não ligo das pessoas tirarem uma mudinha, mas tem gente que leva tudo ou deixa destruído. Isso é o que deixa a gente triste.”

Até morangos ela tem em casa, orgânicos. (Foto: Kisie Ainoã)
Até morangos ela tem em casa, orgânicos. (Foto: Kisie Ainoã)

Criada em fazenda, a moradora diz que não sabe exatamente quando surgiu o gosto pelo cultivo, mas que em determinado momento, se viu encantada por rosas. Por se mudar muito, a moradora precisou renovar sua coleção de plantas periodicamente, mas hoje, garante que tenta manter o que já conquistou.

Como perdeu as contas de quantos vasos se espalham pela área da casa, a doméstica argumenta que cuidar de tantas plantas exige dedicação e amor. Ela conta que, por vezes, volta do serviço cansada, mas o ritual de molhar as flores pela noite é sagrado.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

A minha mais antiga é uma rosa do deserto, tenho cinco anos com ela. Desde que nos mudamos para cá, fui ajeitando tudo e agora, ainda quero aumentar", diz.

Comprovando que o gosto é realmente intenso, ela brinca que entre sua lista de presentes favoritos, está um bom saco de terra e adubo para aumentar a coleção. “Agora, quero colocar mais plantas no muro e ainda preciso criar uma horta. Só isso que falta.”

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Comprovando que o gosto é realmente intenso, ela brinca que entre sua lista de presentes favoritos, está um bom saco de terra e adubo para aumentar a coleção.
Comprovando que o gosto é realmente intenso, ela brinca que entre sua lista de presentes favoritos, está um bom saco de terra e adubo para aumentar a coleção.


Nos siga no Google Notícias