ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  01    CAMPO GRANDE 31º

Arquitetura

Projeto também pode ser pensado para os pets, explicam arquitetas

Arquitetura dos bichinhos é mais tranquila do que se imagina, e duas profissionais dão dicas e conceitos pros donos terem em mente

Por Raul Delvizio | 27/10/2020 08:22
Prateleiras foram desenhadas para os gatinhos escalarem (Foto: Janaina Lott)
Prateleiras foram desenhadas para os gatinhos escalarem (Foto: Janaina Lott)

A expressão “filhos de quatro patas” está cada vez mais na boca e na moradia do brasileiro. Se a vida moderna permite incluir os bichinhos no relacionamento, qual seria então a diferença em repensar o projeto da casa ou reforma do apartamento com eles em mente? Para uma dupla de arquitetas daqui de Campo Grande, não é preciso muito para pôr isso em prática.

“É fácil bolar um novo layout até mesmo com os objetos já existentes no espaço. Quando o cliente tem um pet, a arquitetura busca entender qual a relação do dono e do animal para então buscar uma solução arquitetônica que alie conforto, estética, durabilidade e limpeza eficiente”, explica Ana Thereza Carvalho.

Sócia de Ana, Carolina Fachini considera que um bom começo é trocar estofados por tecidos com tramas pequenas e impermeabilizá-los mas, principalmente, determinar a área por onde os bichinhos irão transitar, se alimentar e fazer suas necessidades.

“Pensar em materiais duráveis, superfícies lisas e de limpeza prática. Pintura acetinada, que tem fácil lavagem, é uma boa. Evitar pisos laminados ou de madeira por não suportarem água. Pedras naturais e materiais porosos também tendem a acumular muita sujeira” são algumas dicas de Carol.

Materiais resistentes e lisos devem ser considerados (Foto: Arquivo Pessoal)
Materiais resistentes e lisos devem ser considerados (Foto: Arquivo Pessoal)
Superfícies lisas e pisos de fácil limpeza visam a praticidade (Foto: Matheus Rocha)
Superfícies lisas e pisos de fácil limpeza visam a praticidade (Foto: Matheus Rocha)

Para a dupla de profissionais da Carvalho & Fachini Arquitetura, existem diferentes alternativas dependendo do orçamento, isto é, uma solução mais simples, que atende a demanda básica do dono e do pet,  e outra mais complexa, com maior nível de detalhamento e uso de materiais mais refinados.

Móveis – Já existe no mercado linhas de móveis que são pensadas especialmente nos animais de estimação, isto é, com rampas, escadinhas, uso de elementos resistentes ou então até com “esconderijos” para que o animal se acomode. Porém, segundo as arquitetas, o profissional também tem a capacidade de desenhar marcenarias planejadas que atendam condições específicas, tanto pros donos quanto pros bichinhos.

Para os móveis, estofados impermeabilizados (Foto: Matheus Rocha)
Para os móveis, estofados impermeabilizados (Foto: Matheus Rocha)
Neste espaço de lazer da casa, mais amplo, os pets podem transitar livremente (Foto: Matheus Rocha)
Neste espaço de lazer da casa, mais amplo, os pets podem transitar livremente (Foto: Matheus Rocha)

“Já realizamos um serviço para dois apartamentos em que as clientes tinham um amor absoluto pelos seus gatos. Projetamos uma marcenaria com prateleiras em diferentes alturas, por exemplo, para que os gatinhos se movimentassem mais livremente com o tamanho reduzido de área habitada. Também, instalamos telas nas janelas para garantir a segurança dos bichinhos”, afirmaram.

A decoração deve ser repensada, uma vez que possam ocorrer acidentes principalmente dependendo do material e tamanho dos objetos. Por isso, segundo as profissionais, a dica é colocar em lugar em que os animais não alcancem.

“Recomendamos sempre um conceito mais clean, uma decoração mais simplificada, justamente para minimizar riscos e maximizar a praticidade e facilidade da limpeza”, finalizam.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Tapetes podem até ser considerados na decoração, apenas se tiverem materiais impermeabilizantes (Foto: Matheus Rocha)
Tapetes podem até ser considerados na decoração, apenas se tiverem materiais impermeabilizantes (Foto: Matheus Rocha)
Conceito clean deve ser sempre posto em prática na hora de decorar o lar dos pets (Foto: Janaina Lott)
Conceito clean deve ser sempre posto em prática na hora de decorar o lar dos pets (Foto: Janaina Lott)
Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário