A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Maio de 2019

13/05/2019 12:45

Amigos e familiares se reúnem pela vida de Nuga, ex-presidente da Igrejinha

Campeão do Carnaval campo-grandense, Nuga está em estado grave na Santa Casa de Campo Grande.

Thailla Torres
Doralino recebendo título no Carnaval 2019. (Foto: Arquivo Pessoal)Doralino recebendo título no Carnaval 2019. (Foto: Arquivo Pessoal)

O ex-presidente da escola de samba Igrejinha, Doralino Rosa de Carvalho, conhecido como Nuga, está internado em estado grave na Santa Casa de Campo Grande. Ele passou por uma cirurgia cardíaca na última terça-feira, 7 de maio, e continua em coma na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Nesta manhã, amigos e familiares se reuniram na porta do hospital à espera de notícias. De acordo com familiares, os médicos farão novos exames no período da tarde para constatar a morte cerebral.

Nuga tem 63 anos e mais de cinco décadas de história com o Carnaval de Campo Grande. Já presidiu a escola de samba Igrejinha e há seis anos criou o bloco oficial, “Nuga e Amigos”, que já ganhou cinco títulos nos desfiles da Associação dos Blocos, Bandas, Cordões e Corsos Carnavalescos e Culturais de Campo Grande (Ablanc).

Andrea, filha de Nuga. (Foto: Marina Pacheco)Andrea, filha de Nuga. (Foto: Marina Pacheco)

Nuga é renal crônico e há meses faz hemodiálise. No último Carnaval, no dia do desfile da Igrejinha, ele passou mal e chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas deixou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) só para assistir o desfile. “Ele disse que se fosse para morrer, ele morreria sambando, dentro da escola de samba dele”, conta o filho William de Souza Carvalho, de 42 anos.

Familiares e amigos estavam emocionados nesta manhã com as notícias sobre o estado de saúde. A filha Andrea Carvalho, de 38 anos, lembrou que nos últimos meses, um dos maiores desejos do pai era voltar a presidir a escola. “Ele dizia, enquanto estava em casa, que queria voltar a ser presidente da Igrejinha”, conta. No seu mandato, o barracão era formado no quintal de casa. “Ele fazia festa em casa mesmo, era muita alegria”.

Amigos e familiares se reuniram nesta manhã para pedir pela vida de Nuga. (Foto: Marina Pacheco)Amigos e familiares se reuniram nesta manhã para pedir pela vida de Nuga. (Foto: Marina Pacheco)


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.