A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 15 de Setembro de 2019

28/03/2019 08:17

Após sentir desigualdade na pele, jovem lança marca para unir negros e brancos

Tauan Kaique trocou de família várias vezes na infância e foi na rua que teve a ideia de “vestir” a igualdade nas pessoas

Danielle Valentim
Marca quer unir brancos e negros com estampas inspiradas em personagens e fatos históricos.Marca quer unir brancos e negros com estampas inspiradas em personagens e fatos históricos.

Aos 24 anos, Tauan Kaique é mais um jovem negro que desafia estatísticas. Sobrevivendo às dificuldades e ao racismo desde a infância, o mais novo empreendedor de Campo Grande precisou sentir o frio das ruas para decidir “vestir” igualdade nas pessoas. Criador da marca Made In Africa, Tauan quer unir brancos e negros com estampas inspiradas em personagens e fatos históricos.

Atualmente, ele mora na casa de um amigo, mas teve uma experiência rápida na rua, mesmo assim transformadora, diz. O jovem cresceu longe da mãe e, por essa razão, nunca teve um lar fixo. Ao longo dos seus 23 anos passou pela casa de muitos familiares e por alguns momentos se viu “destinado” a ser mais um jovem periférico a entrar no crime ou nas drogas.

A reviravolta na vida de Tauan aconteceu ao fim de 2017, quando a perda de um primo o fez deixar a casa da tia, no Bairro Guanandi, e escolher a rua. “Considero essa minha tia como mãe, mas a morte do meu primo foi um baque para toda a família e eu não queria ser mais um peso. Era fevereiro de 2018 quando fui parar na rua. Passei três noites a céu aberto até encontrar um amigo que me ofereceu um teto”, lembrou.

Tauan é o criador da marca. (Foto: Arquivo Pessoal)Tauan é o criador da marca. (Foto: Arquivo Pessoal)

Depois de conseguir um teto no Bairro Monte Castelo, precisou de algo que rendesse algum dinheiro e durante “bicos” descobriu a fonte. A decisão foi unir negros e brancos num país historicamente dividido pelas diferenças,.

“Foi nos free lancers que fui sentindo o racismo mais forte. Em todo serviço você encontra uma dificuldade, mas quando você é negro, as pessoas te olham de cima a baixo", lembra.

Ponta pé - Com ajuda de outro primo, do amigo que o hospedou e dinheiro dos “bicos”, Tauan comprou meias e fones para revender. “Com o dinheiro das vendas, aos poucos fui realizando um sonho. Primeiro a criação da logo. Em seguida, as pessoas surgindo para ajudar. O incrível foi que as pessoas compravam, mesmo sem intenção de usar, e ainda davam valores a mais”, contou.

No final de 2018, Tauan havia conseguido juntar o suficiente para terminar estampas e cortes de camisetas. “Como não saio e não gasto à toa juntei uma grana. Como já tinha montado a logo, usei o dinheiro para terminar a criação das estampas e pesquisar mais cortes de camisetas”, lembrou.

Meias e fones vendidos para arrecadar dinheiro. (Foto: Arquivo Pessoal)Meias e fones vendidos para arrecadar dinheiro. (Foto: Arquivo Pessoal)

O dinheiro acabou – Como citado anteriormente, Tauan se considera um jovem abençoado e manteve a fé, mesmo quando não havia recursos para continuar. “Simplesmente comecei a vender a camiseta sem ter o produto. As pessoas começaram a comprar com um prazo para entrega. Com isso fui vendendo e mandado fazer as camisetas e as caixinhas”, disse.

O empreendedor admite que ainda seja difícil, mas ressalta o foco de expandir a união entre as raças. “Não existe ninguém melhor que ninguém. Meu sonho é conseguir expandir não só a marca, mas a ideia do Made In Africa: igualdade entre raças”, finalizou.

Para comprar as peças você pode ligar diretamente para Tauan no telefone (067) 9234-4372. Ou confirar as peças na página no Facebook e no Instagram. 

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

O poder feminino na sigla Girl Pwr. (Foto: Divulgação)O poder feminino na sigla Girl Pwr. (Foto: Divulgação)
Estampas com a frase I Have a Dream. (Foto: Divulgação)Estampas com a frase I Have a Dream. (Foto: Divulgação)
A imagem, por exemplo, tem como inspiração os jogos olímpicos de 1936 em plena Alemanha nazista. A imagem, por exemplo, tem como inspiração os jogos olímpicos de 1936 em plena Alemanha nazista.
imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.