A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 16 de Setembro de 2019

29/09/2018 08:20

Bi Miura é artista de ilustrações femininas transformadas em tatuagens

O traço é fino e a arte fala de todas as mulheres em detalhes como a falta de olhos

Thaís Pimenta
Bi Miura é de Dourados e desenha, principalmente, temas relacionados a mulheres, que se transformam em tatuagens. (Foto: Acervo Pessoal)Bi Miura é de Dourados e desenha, principalmente, temas relacionados a mulheres, que se transformam em tatuagens. (Foto: Acervo Pessoal)

Com 26 anos, Gabriela Antoniassi Miura é Bi Miura, conhecida pelas ilustrações, e com desenhos já espalhados pelo corpo de gente do Brasil todo. De Dourados, ela se formou em Artes Visuais mas conta que tinha receio de mostrar os trabalhos para outras pessoas. 

Foi nas redes sociais que a insegurança foi embora em 2017. "Desenho desde sempre, mas estou formada desde 2013, sou professora. Trabalhava o dia todo, mas agora meu trabalho autoral tem demandado muito tempo eu tomei a decisão de trabalhar na escola apenas meio período", diz.

Até hoje, ela diz estar entendendo seu estilo pessoal de desenho e, para não se limitar, prefere dizer que acredita que, assim como as personagens que desenha, também é cíclica, e que por isso é difícil definir seu trabalho. "Sei que gosto de desenhar mulheres e todas suas complexidades, as mil faces que temos", completa. 

Exposição Eu, Tu, Ela vem para a Capital no próximo mês. (Foto: Acervo Pessoal)Exposição Eu, Tu, Ela vem para a Capital no próximo mês. (Foto: Acervo Pessoal)
Obra que estará na exposição em Campo Grande. (Foto: Acervo Pessoal)Obra que estará na exposição em Campo Grande. (Foto: Acervo Pessoal)

O traço é fino, delicado, mas consegue causar um desconforto quando suas mulheres estão nos olhos ou na falta deles. "Quando eu não coloco olho nelas é pra justamente não representar uma mulher específica, e sim todas nós", completa ela. Além dos olhos, outra marca de Bi são os lábios femininos, que são representados em preto e branco: o lábio superior é preto e o inferior é branco.

Ela está estudando para, no futuro, também aprender a tatuar. Por enquanto, em Dourados, tem parceria com uma tatuadora da cidade e vende as ilustrações para que a amiga tatue. "Mas tem gente de fora também com tatuagem minha. Essa semana uma menina de Florianópolis tatuou um desenho meu. Fico bem feliz quando alguém me procura e diz que quer 'algo no meu estilo'", completa.

Tatuagem feita no Paraná. (Foto: Acervo Pessoal)Tatuagem feita no Paraná. (Foto: Acervo Pessoal)
Tatuagem autoral exclusiva. (Foto: Acervo Pessoal)Tatuagem autoral exclusiva. (Foto: Acervo Pessoal)

Para Bi, tudo é inspiração. "Eu estudo bastante história da arte e acompanho muitos artistas no Instagram, mas acredito mesmo que tudo é inspiração". 

Seu processo produtivo acontece tanto em ilustrações manuais quanto digitais. "Às vezes faço a mão, experimentando materiais diferentes e as vezes faço direto no digital! Porém assumo que ultimamente tenho feito mais ilustrações digitais mesmo".

No dia 10 de outubro, ela estará em Campo Grande com a exposição "Eu, tu, ela" no Centro Cultural José Octávio Guizzo, a partir das 10h, na Sala Ignês Correa da Costa. A expo conta com obras exclusivas e ainda não divulgadas nas redes sociais, a temática feminina se mantem. 

Curta o Lado B no Facebook  e no Instagram.

 

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.