A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

12/11/2017 07:15

Com apenas 18 anos, mágico de Campo Grande vence festival internacional

Zimmermann agora representará o Brasil, ao lado de outros dois mágicos, no Festival 3.600 em La Paz, na Bolívia

Lucas Arruda
Zimmermann derrotou candidatos da Rússia, China, Colômbia, Bolívia e Brasil (Foto: Jefferson Bianconi)Zimmermann derrotou candidatos da Rússia, China, Colômbia, Bolívia e Brasil (Foto: Jefferson Bianconi)

Ele tinha apenas 5 anos quando viu a primeira mágica. Foi ali que nasceu a paixão pelo mistério e o encantamento. A partir dessa idade, Zimmermann começou a fazer pequenos truques, que com o tempo foram evoluindo e aos 15 anos se tornou mágico profissional. O reconhecimento também chegou cedo. Aos 18 anos, no último fim de semana ele conquistou o primeiro lugar no Magic Festival Brasil, maior congresso mágico do país.

A competição teve competidores da China, Rússia, Bolívia, Colômbia e Brasil. Zimmermann apresentou um ato de magia de palco, com diversos números para os jurados. “Este é o maior congresso de mágica do País na atualidade. Havia competidores bons, experientes, o vice-campeão latino-americano de manipulação estava participando. Fiquei muito feliz por ter me sagrado campeão lá, foi uma grande satisfação”, comemora.

O número é dirigido por outro grande mágico brasileiro, o paulista Ozcar Zancopé. “Ele já foi considerado o maior mágico do Brasil”, declara. Os dois se conheceram em outra competição, o Festival de Mágica de Curitiba, do qual Zimmermann já participou três vezes. “É o mais tradicional festival do Brasil e o primeiro campeonato que participei. Lá viramos amigos, ele viu potencial em mim e então começamos a trabalhar juntos”, conta ele que agora colhe os frutos da parceria.

Entre os dias 21 e 23 deste mês ele participará do Festival 3.600 em La Paz, na Bolívia. Este é o congresso de mágica realizado na maior altitude da América Latina, por isso o nome. “Estarei ao lado de outros dois mágicos brasileiros, sou convidado, não irei competir”, relata.

Apesar de ter começado cedo e sempre ter se esforçado bastante no mundo da mágica ele não acreditava que chegaria longe tão rápido. “Sempre trabalhei e fui muito dedicado na arte mágica, mas não me imaginava despontar com tão pouca idade, é como um sonho que está se realizando”, conclui.

Acompanhe o Lado B no Facebook e no Instagram.

Os pais que sempre o apoiaram na carreira, Zimmermann com o troféu e seu diretorOs pais que sempre o apoiaram na carreira, Zimmermann com o troféu e seu diretor


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.