A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

02/01/2017 06:15

De Buenos Aires, amigas dão aula de tango e mostram que a dança é para todos

Thailla Torres
Carol em uma das apresentações em Buenos Aires. (Foto: Arquivo Pessoal)Carol em uma das apresentações em Buenos Aires. (Foto: Arquivo Pessoal)

Tango é uma dança envolvente, que muitas vezes é vista com dificuldade. Para romper barreiras com o estilo e se jogar de vez na dança, duas amigas chegaram de Buenos Aires e decidiram ensinar que os passos são mais simples do que se imagina. 

A coreografia é complexa e as habilidades vão depender do empenho de cada aluno, mas o curso é para todos, com ou sem experiência na dança. Desmistificar é a palavra usada pela campo-grandense e professora de dança, Laís Dutra, sobre o intensivo que será realizado no dia 7 e 8 de janeiro.

"Vamos mostrar que a dança não tem nada a ver com esteriótipo criado sobre o tango, de apenas um casal bem vestido, com uma flor na boca e caminhando reto, em sincronia. Vamos além disso", explica Lais.

Laís é de Campo Grande, mas se encontrou na dança em Buenos Aires. (Foto: Fernando Antunes)Laís é de Campo Grande, mas se encontrou na dança em Buenos Aires. (Foto: Fernando Antunes)

É o que ela e a amiga, Claudia Caporaletti, que também veio de Buenos Aires, vão tentar mostrar no pouco tempo que estiverem aqui. Lais se descobriu na dança quando ainda morava em Campo Grande, mas no início de 2015, durante visita à Argentina, se apaixonou pelo tango. 

"Eu conheci o tango quando fui a Buenos Aires com uma amiga pra estudar um pouco de dança por lá, quando eu ainda era da companhia Tez que estava nascendo em Campo Grande. Hoje, vivo a dança e a grande característica do tango é o encontro de duas pessoa", explica.

Já Claudia é italiana e dança há 13 anos na Argentina. Como professora, explica que o tango é um diálogo a dois, que precisa ser interpretado com sentimento, além das técnicas.

"Um diálogo sem palavras, somente com o corpo. É também muita técnica, estudos e ensaios. Mas é se encantar com a outra pessoa na dança. Te uma sintonia, porque o tango une as pessoas", comenta.

Claudia ensina que o tango é mais do que uma dança. (Foto: Fernando Antunes)Claudia ensina que o tango é mais do que uma dança. (Foto: Fernando Antunes)

Lais também reforça que o tango não deve ser visto como uma dança apenas para espetáculos. "A gente quer ensinar para quem deseja dançar no dia a dia. Lá em Buenos Aires, o tango está em espetáculos, mas também em muitas casas de dança. Porque o tango tem vários tipos de linguagens corporais", diz.

Quanto a dificuldade, ela existe, mas não deve impedir ninguém de dar o primeiro passo. Lais argumenta que é preciso apenas se conectar. "É uma dança acessível para qualquer pessoa e ninguém precisa saber ou ter experiência, basta querer aprender. Tem gente que nunca tinha dançado e se surpreende", conta.

Para quem tiver interesse, as aulas de tango serão realizadas nos dia 7 e 8 de janeiro, na avenida Gunter Hans, 4266, das 16h às 20h. O investimento é de R$ 100,00 e a inscrição pode ser feita na hora. 

Curta o Lado B no Facebook.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.